quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Estava escrito...

Infelizmente estava escrito que o Benfica não ganharia uma vez mais na Alemanha. Acho incrível que ao longo da nossa história não consigamos trazer uma única vitória da Alemanha, apesar de pensar  que ontem isso pudesse ser possível. 

Eu não quero falar das palavras de Jesus antes do jogo, ou se Saviola deveria ter ficado no relvado, ou se César Peixoto ou David Luiz são os culpados dos golos que sofremos, porque a verdade é que neste momento isso pouco importa. 

O que importa é focar no que falta de campeonato, assumir que o apuramento da champions não está comprometido mas está mais dificil e deixarmos duma vez por todas de sonhar com a final da champions. O sonho comanda a vida, mas há sonhos que não se dizem em voz alta. Será que alguém acha  possivel algum benfiquista iniciar a champions sem sonhar com a final? Há décadas que o fazemos, mas a verdade é que há décadas que não chegamos lá e às vezes é importante guardar os sonhos para nós ou para quem nos é próximo. 

Jesus anda equivocado com uma série de conceitos e seria bom que alguém o lembrasse que foi ele que inventou a expressão "lutar pela final da champions" depois de ter ganho ao Rio Ave em casa no ultimo jogo do campeonato. Foi ele que o ano passado montou e preparou a equipa que levou quatro bolas em Liverpool e foi ele que nos deu o campeonato nacional ao fim de 5 anos. Isto são factos indesmentíveis, mas é importante que ele se lembre que em vez de estar a dizer que a equipa do Benfica melhora semana a semana, pense que em nove jogos oficiais, o Benfica perdeu cinco desses jogos em três competições.   

É apenas com isso que o treinador do Benfica se deve preocupar e deixar de pensar no que fez o ano passado. O Benfica precisa de continuar focado no campeonato, na Taça de Portugal quando essa competição chegar e tentar cumprir os mínimos que é ganhar os dois jogos em casa para a champions e ganhar em Telavive. Não temos neste momento grande margem de manobra em nenhuma das competições em que estamos inseridos e há que começar a analisar porque tudo mudou em poucos meses e corrigir o que ainda vamos a tempo de corrigir. 

Domingo há outro jogo muito importante e depois deste resultado, já sabemos que a assistência poderá ser outra vez abaixo dos 50 000 espectadores o que fica muito aquém do que fizemos de média o ano passado, especialmente contra os grandes do nosso campeonato. 

Há muita tristeza neste resultado europeu, mas temos que olhar para a frente e fazer esta época o melhor possivel. Neste momento e com este score incial de cinco derrotas em nove jogos, tudo o que for melhorar estes resultados e inverter a tendência é bem vinda apesar de achar que a lesão de Cardozo não vem facilitar nada a nossa vida. Não sabemos o tempo de pausa, mas serão seguramente algumas semanas ou mesmo meses. O Benfica até nem faz um mau jogo ontem, como não fez contra Académica ou contra Guimarães mas a verdade é que estamos a perder muitos jogos que não podíamos perder.

Algo se passa neste Benfica e só Jesus o pode solucionar. Sinceramente espero que ele se foque no treino, motivação, desempenho da equipa e enfase nos resultados em vez de se colocar a dar shows de palavras nos media. Quando se ganha, tudo faz sentido, mas quando se perde tantas vezes em tão pouco espaço de tempo temos apenas que nos cingirmos ao que fazemos melhor e todos nós sabemos qual é o forte dele...
Força Benfica

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

"Benfica e Barcelona"

Jorge Jesus teve a coragem de tornar pública uma sua ideia onde diz "que na época passada, nas competições europeias houve duas grande equipas - o Barcelona e o Benfica". Se é verdade que fizemos um bom jogo contra Marselha fora, também não deixa de ser verdade que em Liverpool não fomos sequer metade do que fomos na restante época. O passado pouco importa, mas quero falar sobre a inconsciência de Jesus em dizer numa entrevista para a UEFA  que os "adeptos querem ir o mais longe possivel" - até aqui tudo bem, pois todos os adeptos de todos os clubes assim o desejam  - mas voltou depois a dizer que isso "significa ir aos quartos, às meias finais ou à final".

Dizer isto estando nove pontos atrás do FCPorto e tendo Académica e Guimarães à nossa frente quando passam já seis jornadas da Liga, é algo que pode cair mal nalguns sectores. A nossa equipa é hoje mais fraca que o ano passado. Acho que pode ir tendo mais soluções e até mais qualidade no plantel, mas não a tem no onze titular. A única hipótese que teríamos de fazer uma grande champions já este ano, seria manter a equipa do ano passado - com Di Maria, Ramires e Quim - e ter reforçado a mesma com Salvio, Gaitan, Jara ou até Roberto. Isso dar-nos-ia estabilidade e continuação do que havia sido feito e uma outra equipa a entrar devagar com Jara, Gaitan, Kardec ou até Airton. Hoje o que vemos é que o Benfica não tem neste momento futebol, atitude e espectáculo como tinha o ano passado e estamos a anos luz do Barcelona. Estamos e estivemos o ano passado. Equiparámos nalguns jogos o espectáculo do futebol total do Barcelona mas contra as equipazinhas do nosso campeonato.

Por isso digo que Jesus é inconsciente e já o aqui escrevi muitas vezes. Não tomem a palavra inconsciente como algo negativo. Acho que a sua incosnciência na táctica da equipa, faz com que muitas vezes arrisque onde outros não arriscariam e dessas vezes que arrisca, "petisca na maior parte das vezes". O seu grande problema é que quando arrisca nas palavras, como consequência da sua incosciência, não se sai tão bem. Não se pode ter tudo...

Tenho medo destes grandes sonhos de champions e já aqui o escrevi. Acho de um lirismo absoluto sonhar com algo na champions superior a uns oitavos e se tudo correr muito bem no sorteio, aceder a uns quartos de final. Depois de quatro anos sem estar na maior competição de clubes do mundo chegar a estes resultados - oitavos ou quartos - é muito, muito  positivo e se falharmos os oitavos não chorar sobre o desaire. A nossa direcção optou em ganhar uns euros com a venda dos jogadores e que eu saiba não se pode ter tudo na vida... Há sempre escolhas para fazer e muitas das vezes escolhemos e não acertamos. O Benfica escolheu o dinheiro pensando que estavam reunidas as condições para manter a qualidade da equipa com um ou outro substituto. Nao o conseguiu no imediato e ninguém sabe se o vai conseguir durante a época. 

Entendo as ambições de Jesus mas acho-as desmesuradamente optimistas. Hoje jogamos com a equipa que ocupa o penúltimo lugar da tabela da Bundesliga. Teoricamente este jogo seria um dos jogos fáceis desta Liga milionária, tirando o facto do Benfica nunca ter ganho na Alemanha. É uma malapata complicada de entender e eu sou dos que acho que o futebol não é "apenas razão", pois há muito de superstição - afinal tudo depende da vontade duma bola - apesar de cada vez que aí vamos ter a esperança que será desta!

Acho que o jogo contra uma das piores equipas da Bundesliga está longe de estar ganho e tudo pode mesmo acontecer. Tudo pode acontecer e espero que não seja hoje que o Shalke 04 ressuscite para as grandes vitórias. Eu quero acreditar que não, mas estão reunidas as todas as condições para que isso possa acontecer - outra competição, experiência de muitos dos seus jogadores nestas andanças, a superstição do Benfica não ganhar na Alemanha e talvez algum excesso de confiança de Jesus nesta complicada deslocação. O ano passado contra um Hertha Berlim irreconhecível na Bundesliga, não fomos além dum empate em Berlim, apesar de termos ganho 4-0 em casa. Sinceramente não me importaria que se repetissem estes resultados contra este Shalke 04, porque isso quase garantiria que eliminaríamos um adversário directo na luta por um lugar nos oitavos de final, mas "não se deve deixar para amanhã o que se pode fazer hoje" e hoje quero ganhar na Alemanha. Quero finalmente ganhar pela primeira vez na Alemanha e penso que 29 de Setembro de 2010 é uma boa data para que isso aconteça.  É pedir muito? Eu já  fui feliz nas bancadas desse estádio por duas vezes, mas em jogos de selecção - contra México e Inglaterra no Mundial 2006 - e o FCPorto de Mourinho também aí ganhou uma final da champions. Resta-nos saber se é mais forte a sorte portuguesa ou o azar do Benfica em solo germânico. 

Como disse sempre, a prioridade é ainda o campeonato, apesar de querer ganhar todos os jogos este ano. Se tudo correr bem, teremos hoje à noite seis pontos e a classificação para os oitavos de final a depender dos outros seis pontos em casa contra este Shalke 04 e contra Lyon.
Sorte meus caros... Sorte e pés bem assentes na Terra. Afinal esta Liga é mesmo para as grandes equipas e este Shalke 04 parece não ser deste campeonato, mas as aparências iludem...

Em relação às comparações de Jesus com o Barcelona e porque é esse o título do post,  penso mesmo que em comum temos apenas o facto de termos ambos perdido o primeiro jogo em casa na liga  espanhola e  na liga portuguesa contra equipas modestas - Hercules e Académica, respectivamente...

Força Benfica

sábado, 25 de setembro de 2010

O Jogo do Ano

Há umas semanas disse que se perdessemos qualquer ponto em Guimarães, teríamos poucas hipóteses de ser campeões. Hoje sei que o sonho de ser campeão alimenta-se de três pontos que temos de conquistar no Estádio dos Barreiros, perante um Maritimo que tambem necessita de somar aos seus dois pontinhos conquistados.

Mais uma vez oiço e leio Jesus dizer que o Benfica tem  "mais tempo de trabalho e os jogadores estão mais próximos dos níveis que pretendemos" e penso que é uma daquelas frases tão óbvias que podíamos deixar de a ouvir e/ou ver escancarada nas páginas dos jornais nas vésperas de cada jogo.

Esta semana foi pródiga em novidades e uma delas foi as declarações do senhor Villas Boas, que sugeriu que o Benfica repetisse o jogo de Guimarães. Eu acho piada ao conceito, mas não entendo como é que Jesus não respondeu dizendo que se o Villas Boas acha que se devia repetir o jogo de Guimarães então "deveria ser melhor tambem repetir os 5 jogos do FCPorto". Estes senhores gozam connosco e este ano então, temo que sejamos mesmo uma paródia nacional. Se os pontos de diferença começarem a ser de dois digitos num futuro próximo - e não temo essa consequência pelo que nós jogamos, mas pela estratégia definida pelos senhores do futebol em deixar Benfica arrumado do título antes do final do ano - poderemos mesmo ser alvo de chacota semanal por parte dessa gentalha do futebol nortenho.

O que aconteceu no campo do Nacional da Madeira e o que muito provavelmente acontecerá noutros estádios, faz-nos realmente acreditar que a coisa está programada para nos derrubar no menor espaço de tempo. Não chega ser campeão. Para eles, o FCPorto terá de ser campeão a três ou quatro jornadas do fim para assim poderem proclamar um falso domínio, que há anos apregoam ter.

O que nós temos que fazer é tentar ganhar cada jogo como se fosse sempre o único e simultaneamente  o último. Temos noventa minutos para ganhar cada jogo e é importante que nos mentalizemos que nesta altura, empate é derrota. Neste momento empatar ou perder é igual tendo em conta que no ano passado perdemos catorze pontos. Este ano perdemos nove e com sorte perderemos outros nove com mais três derrotas. Caso isso aconteça temos que encarar este campeonato como muito positivo e é nisso que temos que focar. Cada jogo é uma final e o 0-0 não serve, o 1-1 é derrota e o 2-2 um pesadelo. Este ano apenas nos serve qualquer vitória por números mais ou menos apertados e se por um acaso tivermos que perder pontos, então que os percamos com mais duas ou três derrotas, mas não nestes próximos jogos. Temos de arriscar tudo, desde o primeiro minuto em todos os campos. Só assim podemos aspirar a ser campões e mesmo que não o consigamos ser, só assim cairemos de pé.

Neste momento temos de pensar outra vez no tal "rolo compressor" da época passada porque a verdade é que o Benfica é superior à maioria das equipas que jogam este campeonato e vai ter que o mostrar em campo. Não podemos esperar pela "boa forma dos jogadores" e pelas "semanas de treino" ou "pelo entrosamento dos novos jogadores". Temos que jogar com a mesma atitude e a mesma vontade insaciável de ganhar e ganhar rápido como fazíamos no ano passado. Só assim poderemos aspirar a reduzir a distância pontual e não a aumentá-la para os virtuais campeões - FCPorto. 

Se cada semana os jogadores meterem esta frase - Jogo do Ano - no seu consciente, sub-consciente, na janela ou na porta dos balneários talvez se lembrem que para fazerem os 72 pontos que necessitamos para sermos campeões - 75 seria o ideal - poderão perder apenas os tais dois ou três jogos que falei antes. Por isso mesmo, cada jogo de campeonato esta época é mesmo o "Jogo do Ano". Sem mais demora, que se jogue a primeira final e que se ganhe, porque como dizia o outro "as finais são para ganhar".

Força Benfica

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O campeão voltou!

Gosto deste cântico da nossa claque  - o campeão voltou - e hoje estas palavras fizeram mais sentido que em qualquer outro jogo deste campeonato, pois o Benfica voltou com espírito diferente.

Jogámos melhor e tivemos a responsabilidade de ganhar este jogo para moralizar adeptos e para realisticamente encurtar distâncias para Sporting e Braga que ontem também perdeu pontos em Paços de Ferreira. 

Como disse esta semana, os assobios a Cardozo não tem sentido, especialmente sabendo que o homem prepara-se para ser o estrangeiro com mais golos na história do nosso glorioso. Hoje quem o assobiou, fez as pazes com o nosso melhor marcador, mas imagino que o tenham feito sentados no sofá em frente do televisor...

O Cardozo fez um jogo como há muito não fazia e apenas com as suas oportunidades poderíamos e deveríamos ter feito cinco golos - uma bola no poste, uma bola nas malhas laterais com chapéu sobre Rui Patrício, uma cabeçada também nas malhas superiores - e mais outro por Fábio Coentrão com Cardozo também por perto. Achei piada quando Paulo Sérgio disse "que teve tantas oportunidades como o Benfica" o que revela que não viu o jogo. Eu tenho simpatia pelo técnico verde, mas é triste quando se queira tapar o sol com a peneira. Alem destas seis oportunidades do Benfica ainda tivemos mais uma ou outra oportunidade e o Sporting teve realmente uma ou duas, no máximo.
Tirando a opinião do treinador sportinguista e alguns mais iluminados comentaristas esvrerdeados, penso que esta vitória foi inquestionável. 

Agora começamos a escrever o nosso futuro no campeonato e apesar de não acreditar que o Porto perca pontos noutra filial hoje à noite, depende do Benfica e da nossa equipa, começar a escrever outro argumento para esta Liga.

O Benfica tem cinco próximos jogos muito importantes e devemos encará-los como a decisão do campeonato para o nosso lado. Já fomos ao Nacional, já fomos ao Guimarães e na próxima semana vamos ao Marítimo - fechando o ciclo Madeira à sexta jornada - antes de recebermos o Braga. O jogo contra Braga será em nossa casa e esperamos que o ambiente seja semelhante ao do ano passado e que no mínimo, o resultado seja semelhante. Depois do jogo contra Braga, o Benfica tem uma nova paragem do campeonato e esperamos que nessa altura todos os jogadores possam estar disponíveis e já sem a desculpa do começo tardio devido ao mundial.

Depois do regresso da paragem do campeonato vamos jogar ao estádio do Algarve contra o Portimonense, recebemos o Paços de Ferreira e viajamos ao Dragão. 

Realisticamente o Benfica pode e deve ganhar os quatro jogos até ao Dragão. Costuma dizer-se que o jogo mais importante é sempre o próximo, mas neste caso é mesmo verdade. Temos o jogo na Madeira na próxima semana e esse é mesmo o jogo mais importante do Benfica e o que temos que ganhar, mas temos tempo para ir falando nesses próximos jogos.

O que é importante aqui falar é sobre os 52000 espectadores que tiveram hoje no Estádio da Luz. Não fico contente com este número e fico inclusivamente triste com uma assistência que ficou aquém da lotação esgotada e sabendo que cerca de 4000 pessoas eram do Sporting. Digo isto, com alguma tristeza mas com realidade. Se o Benfica pede aos sócios para não acompanharem a equipa nos jogos fora - e tenho curiosidade de ver o Estádio do Algarve sem adeptos benfiquistas no jogo contra Portimonense - significa que mais gente deverá vir aos jogos no nosso estádio. Temos e devemos que apoiar todos os jogos no Estádio da Luz e isso hoje não foi tão forte como devia ter sido.

Espero mesmo que os nossos adeptos voltem a fazer a onda encarnada, mas no nosso estádio, porque a equipa precisa mesmo do nosso apoio. 

Força Benfica

domingo, 19 de setembro de 2010

Todos ao Estádio da Luz

Depois de toda a confusão do resultado e arbitragem em Guimarães, depois do comunicado, do contra comunicado por parte dos comentaristas sportinguistas, depois do "não caso" feito caso Cardozo, depois de sabermos que Xistra será o arbitro do derby eis que estamos finalmente  a 3 horas do grande jogo.

Agora temos finalmente que começar a preocupar-nos com o resultado porque é isso que neste momento nos importa. Queremos e temos que ganhar este (especialmente este) e os jogos que se seguem.

Agora que o caso Roberto está mais calmo - veremos até quando - e que aparentemente estamos mais tranquilos com o resultado da champions, apanhamos o clássico rival que como sempre, joga tudo, neste jogo.

Aliás eles jogam sempre tudo no estádio da luz e no estádio de Alvalade quando nos recebem aí. Este jogo vai ser complicado porque na prática o Sporting está muito melhor que a época passada e o Benfica esta muito pior.

E aqui reside a principal questão. Ou o Benfica começa a jogar um pouquinho mais e a ganhar os jogos ou começa a ganhar os jogos continuando a jogar menos que o ano passado.

Só há estas duas hipóteses, onde a palavra "ganhar" se sobrepõe claramente a palavra "exibição". Hoje  temos que arrancar para uma série de jogos de muita pressão - especialmente este ciclo Sporting, Marítimo (na Madeira) e Braga (em casa) - onde só a vitoria interessa, como se finais se tratasse. Os jogadores tem de entender que qualquer outros resultados que não vitoria, colocam matematicamente o Benfica fora de tudo, mas pior, podem fazer do nosso Benfica nesta época, o que foi o Sporting do ano transacto.

Alias, na prática, se não formos ganhando até ao jogo das Antas (inclusivamente) poderemos estar perante um caso desportivo grave e por isso apelo, neste singelo espaço, à responsabilidade da equipa e à paixão dos adeptos.

Primeiro palavras para os jogadores. Já falharam este ano e já nos roubaram muitos pontos que deveriam ser nossos. Não deixem que isso vos afecte e joguem estas finais sem pensar no árbitro ou na classificação e peço-vos que tal como o ano passado - especialmente em casa - resolvam carregar no acelerador desde o primeiro minuto. Temos em cada semana, 90 minutos para provar que ainda somos uma grande equipa e vocês podem e devem fazê lo, começando desde já.

Em relação aos nossos adeptos e sabendo que neste momento com "Red Pass" incluídos teremos cerca de 45000 pessoas no estádio, era bom que nestas ultimas horas pensassem na importância de ir ao estádio. A sério. Eu venho de propósito de muito longe para este jogo porque sei que é isso que o clube espera de todos os sócios apaixonados pelo Benfica.

Eu tenho esta enorme discussão com vários nossos colegas que justificam o facto de termos poucas pessoas no estádio pelos resultados negativos, pela cintura urbana da cidade de Lisboa, muito diferente de Madrid ou Barcelona - para não falar de New York - mas eu contraponho sempre que em 200 000 sócios não me digam que não existem 65000 que querem ir ver o jogo contra Sporting...

Parece que não, mas tenho esperança que pelo menos falte pouco para a lotação esgotada. Era importante e bonito.

Força Benfica

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Palhaçada-Mor. Palhaços. Circo.

Eu estou longe de Portugal. É tarde e decido - mas porquê? mas porquê? - abrir a página do Record depois de ter lido o brilhante texto da nossa Leonor Pinhão que conseguiu chamar por  várias vezes "filhos da puta" aos senhores do norte com todas as letras que aqui escrevo no seu texto de hoje. Eu não digo asneiras no blog, mas estou a citar a nossa magnifica Leonor Pinhão. Infelizmente agora "A Bola" deixa apenas ver em PDF os assinantes e não posso fazer copy paste para colocar aqui o texto, mas como sempre, aviso que é brilhante.

Por que é que não fui dormir? São quase 3am e pergunto-me, mas porque é que não fui dormir e tive que ler esta palhaçada? Eu não escrevo sobre a selecção e ninguem me leu uma linha aqui no blog sobre a selecção depois deste texto escrito há mais de dois meses. Muita coisa se passou depois desse texto e eu mantive-me sereno e fiel ao tópico deste blog - o nosso Glorioso - mas hoje não resisto a escrever umas palavras.

A capa do pasquim Record tem hoje as seguintes frases:

"Presidente da FPF tenta operação de salvação nacional em Madrid

Madail quer Mourinho para 2 jogos

Hoje há reunião com o empresário Jorge Mendes para convencer o treinador do Real a liderar Portugal frente a Dinamarca e Islandia
"

Estas palavras vem todas em letras garrafais na capa do Record com uma foto do Mourinho como podem ver na imagem aqui ao lado.

Eu vejo isto e penso - mas o que é se passa em Portugal? Mas porque é que este país não é comprado? Mas porque é que as pessoas burras não morrem de vez?

Mas alguem acha que estamos em 1986? Mas isto é o tempo do Juca, coitado, ou os anos 20 da selecção?

Entao o melhor treinador do mundo vai deixar de treinar o Real Madrid para ir treinar uma "selecçãozinha" durante dois jogos, tipo o  jogador da primeira divisão que vai jogar o torneio da vila  que o viu nascer no verão...

Isto é obviamente alguma ideia daqueles velhos que lá andam na Federação e disseram:

"Ó Madail vai lá buscá-lo.. Vai lá... Vai lá buscá-lo a Madrid que ele vem fazer estes dois joguinhos"

Onde está o bom senso? Onde está a inteligência mínima?
 
Vamos considerar que operavam o Mourinho esta manhã e lhe tiravam todo o cérebro - porque ele  nem com apenas 5% aceitaria - e metem lá o cérebro duma galinha que o faz aceitar o cargo...

Imaginamos que ele aceitava e que ganhava os dois jogos. Com que cara é que o Paulo Bento ia entrar para fazer o resto do apuramento?

Imaginamos que ele perdia os dois jogos... Que acontecia a carreira dele?

Mas alguem treina uma equipa dois jogos? A sério... Nem nos países de terceiro mundo mais profundo isto acontecia.

Não sei se devo culpar o Madail por ter sequer pensado nisto ou o atrasado mental do pasquim Record que decidiu meter esta noticia na primeira página, inventada ou não.

Sem mais palavras...

Força Benfica

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Vamos então falar do Sporting

O Sporting é um clube peculiar. Já aqui disse que "vão de viscondes " e de "clube elevado e sério", mas a verdade é que a palavra que melhor se adapta a este clube é "manhosinho". Nem manhoso chegam a ser, eles apenas são manhosinhos. Tenho nesse clube familiares e melhores amigos. Adoro-os como muito provavelmente não adoro alguns benfiquistas. Desde pequeno que tenho um respeito pelo clube enorme e esse respeito dá-me o direito de escrever o que penso sem restrições de qualquer espécie. São o nosso grande rival histórico, mas infelizmente não o sabem ser em muitas ocasiões e a sua maneira de pensar é muitas vezes pequenina e demasiado "umbiguista" - esta expressão existe? - para serem considerados um Grande. 

Vou começar pela discussão do calendário que tanto chocou os sportinguistas ao ponto de  até fazerem um comunicado no site. A questão é simples. O Sporting o ano passado cedeu em mudar o jogo do Benfica - Sporting para uma terça feira porque o Benfica tinha jogado em Liverpool para Liga Europa uns dias antes. Foi uma atitude sensata, diplomática e sinceramente sempre pensei que este jogo de domingo se disputasse no mínimo na segunda feira como forma de retribuir a simpatia sportiguista o ano passado. 

A verdade é que o Benfica sugeriu a data de domingo à Liga, os clubes não falam, a Liga decide e o jogo fica marcado. Tudo seria diferente se o senhor José Eduardo (como o nosso presidente o trata) tivesse visto o calendário com antecedência, tivesse ligado ao seu amigo Luis Filipe antecipadamente e tivesse dito algo como:

"Atenção que este ano temos a mesma situação que o ano passado - o Sporting joga na Liga Europa na quinta feira anterior - e era bom que se alterasse o jogo para segunda feira".

Nao fazendo isso e os clubes não falando, acabou por se marcar o jogo para o domingo, deixando o FCPorto - claro está - com a data de segunda feira. Então esse senhores vão à Madeira disputar o jogo com os amigos do Nacional na segunda feira, indo pela calada e ajudando a lixar uma vez mais os amigos de Alvalade. Outro clássico...

Sinceramente acho que deveriamos jogar o jogo na segunda feira, mas o calendário serve na perfeição os interesesses e as manhosices sportinguistas para rebaixarem e usarem desculpas ainda antes do jogo começar. 

É incrivel como o comentador verde do "Trio de Ataque" criticou o facto de António Pedro Vasconcelos ter pedido para se passar um video onde mostrava o que todos já vimos no YouTube - Roberto a defender várias defesas impossiveis na segunda metade do campeonato espanhol - num acto de estupidez, chica espertice e com uma cabeça pequenina sempre com a "teoria da conspiração"  no subconsciente. Ele conseguiu dizer que o António Pedro Vaconcelos está a valorizar um activo do Benfica na RTP.  O quê??? Repete lá isso ó "Zé Estatisticas"... O António Pedro Vasconcelos  está a valorizar um activo do Benfica? Mas alguem que queira comprar o Roberto vai fazê-lo pelo que está no YouTube? Entao mas se o quiserem comprar com ou sem passagem na RTP o video esta lá há muito tempo e isso não tem importância nenhuma para tanta histeria.

O senhor verde do "Trio de Ataque" pediu uma veemente resposta da sua direcção com um comunicado para a RTP que segundo consta foi feito como se pode ler aqui neste excelente texto da vizinhança... Telefonar ao amigo Luis Filipe para adiar o jogo para segunda-feira não se faz, mas perder tempo a criticar a RTP com uma carta a pedir justificações de passar um video do Roberto já faz sentido. Que rico presidente... Cada um tem o que merece.

Depois do que se passou a semana passada em Guimarães, depois do que se passou em casa contra a Académica, do que se passou na Madeira contra Nacional, depois do que se passou na Figueira da Foz no primeiro jogo do FCPorto, depois do que se passou em Vila do Conde no terceiro jogo do FCPorto, depois do que se passou na Figueira da Foz no jogo do Sporting e depois do que se passou em Alvalade no jogo contra Olhanense a classificação do nosso campeonato à quarta jornada está errada, ferida de verdade desportiva e apenas com um prejudicado que é o Benfica.

O único timing que o Benfica tem para actuar é agora. Não é daqui a uma semana ou daqui a duas ou no fim do campeonato. O grito de revolta foi dado no timing certo, na véspera dum jogo de champions e depois do final da quarta jornada. 

Os senhores Rogério Alves e Eduardo Barroso, já vem "coitadinhos" - são sempre coitadinhos - escrever e a aparecer e a dizer e a gritar que estamos a condicionar o trabalho do árbitro para o jogo Benfica - Sporting. Mas condicionar o quê, quando e onde? Meus caros Rogério Alves, Eduardo Barroso e outros que estão ao serviço do sporting nos media, o Benfica vai jogar o jogo contra Sporting a desejar que exista verdade desportiva. Foi isso que o nosso comunicado disse entre outras medidas que dizem respeito à nossa vida e que vocês podem criticar á vontade, mas ninguém pediu benefícios esta semana ou na utima jornada e se voces estavam a contar com esses benefícios como na Figueira da Foz e contra Olhanense, o Benfica apenas quer verdade desportiva em TODOS os 26 jogos que faltam disputar do Benfica, do Sporting, do FCPorto e do Braga. Só isso...

Quem está a fazer uma pressão miserável e fortissima são os senhores de Alvalade porque estão a virar o prego a seu favor, utilizando uma situação triste do nosso futebol - adulteração de resultados e consequentemente da classificação - para fazer pressão na Liga e no árbitro que aí vai apitar o Benfica - Sporting. 

Tanto fazem pressão que Vitor Pereira - o sportinguista que dirige a arbitragem da Liga - nomeou o não menos sportinguista Carlos Xistra para o jogo de domingo respondendo às "choramingas" clássicas dos de Alvalade. Esta resposta de Vitor Pereira ao comunicado do Benfica é um clássico terrorista... Quando há um qualquer ataque terrorista grande é normal e "vem nos livros" que se deve fazer outro atentado logo de seguida (mesmo que mais pequeno) para mostrar a força e organização do grupo terrorista contra o "bem". Esta nomeação de Carlos Xistra é uma resposta fortissima do sistema a mostrar que não tem medo do Benfica e a dizer-nos que por vontade deste senhor, o desrespeito vai continuar. Depois de todos os roubos do inicio do ano, ainda nos querem dizer: "ah refilaste, pois então agora toma..."

Espero no entanto que esta nomeação não seja encomendada ao contrário... Espero mesmo que o jogo seja sem casos, sem polémica e que não nos beneficiem para virar a opinião publica contra nós. Também um clássico do sistema, que é roubar em tempo útil e depois dar quando já não faz mossa calando-nos depois com as migalhas... 

Sem mais palaras, ver aqui no Vedeta da Bola o historial do senhor Xistra...

Por mim qualquer árbitro serve e sei que qualquer que seja o resultado no domingo, o Sporting ficará sempre à frente do Benfica e isso significará que o clube verde não está em crise. Todos sabemos que esse clube só fica em crise quando na classificação o Benfica está a sua frente. Enquanto o Benfica for "décimo segundo" e eles forem "décimo primeiro" - por hipótese -  reinará a estabilidade nas gentes de Alvalade e se isto não é ser pequenino então eu aceito que me expliquem todos os verdes deste país, o conceito de "pequenininho"...

No meio de tudo isto e para compor o ramalhete, todos os sportinguistas acham que o comunicado do Benfica é um exagero, que "estamos a fazer uma tempestade num copo de água" e que o nosso problema é a "franga do Roberto", "as saídas extemporâneas dos nossos melhores jogadores " - durante anos o visionário Eduardo Barroso chamou a Di Maria o "jogadorzinho mau de futsal" e agora que está no Real Madrid é o maior do mundo - "as contratações miseráveis", o "mau ambiente dentro do nosso balneário", "o peito e arrogância do Jorge Jesus", "as más segundas épocas do mesmo Jesus nos clubes que treina",  "a insatisfação dos nossos jogadores que queriam ir embora e que não foram", o "desequilibrio no nosso plantel", "as luvas que os nossos dirigentes recebem pelas transferências", "o afastamento do Rui Costa da gestão do futebol pelo vosso presidente" e mais umas quantas alarvidades próprias dos adeptos esverdeados desse clube.

A verdade é que com Xistra,  com a pressão alta (altíssima) e directa feita pelos comentadores verdes a esse mesmo Xistra, com a crise instalada no Benfica, com todos os factores atrás mencionados, com Maniche e Liedson a descansarem em Lisboa para o derby e com a super equipa do sporting, nós temos que ter medo, muito medo e eles só podem ter confiança máxima.

Depois de tudo o que os sportinguistas disseram do Roberto - e aí o meu caro amigo Zé Diogo Quintela exagerou sobremaneira - eu no lugar deles estaria confiante na goleada. Menos de 5-0 no estádio da Luz será derrota para uma equipa tão fabulosa como o Sporting contra uma "cambada de caceteiros" com um "franga na baliza". Nem sei qual será o problema deles e tanta celeuma com a pressão do àrbitro.

Eu já nem durmo a pensar no Sporting................

Força Benfica

Então mas agora assobiamos os nossos?

Vi este jogo sem som, num bar com várias televisões a darem vários jogos da champions league e apenas com som no jogo do Manchester.

Fiquei obviamente muito surpreendido com o gesto do Cardozo  aquando do nosso segundo golo e sem contexto enviei um sms ao colega de bancada a perguntar o que se passava com um simples:

"O Cardozo mandou calar quem?"

Em tempo real recebi esta mensagem esclarecedora:

"(mandou calar) o publico. Inacreditável o comportamento das bestas que estão no estádio, sempre a assobiar o Cardozo..."
Recebo esta mensagem de alguém que é sócio há 36 anos e que já deve ter visto mais jogos de futebol neste, no outro estádio e em muitos outros estádios em vários pontos do mundo por onde acompanha o Benfica do que muitos dos que assobiavam o Cardozo, seguramente. Fiquei estupefacto.
Então, mas num dia de mostrar  união benfiqusta "apenas" aparecem 30 000 heróis no estádio da luz e desses 30 000, grande parte vai lá para assobiar o Cardozo?

Mas está tudo doido? E a resposta do Cardozo aos assobios é marcar o golinho da praxe e fazer o sinal de "pouco barulho", "silêncio", "caladinhos" ou em bom espanhol "porque no te callas?". Então, mas não há mais nada que nos aconteça?

Eu não vou falar muito da atitude do Cardozo que ele  próprio já desculpou fechando assim um "não caso", mas não me posso calar aos adeptos benfiquistas que assobiaram o Cardozo e a quem o meu colega de bancada chamou "bestas" pela primeira vez na vida. Nunca em outra situação ouvi  esse meu colega chamar "bestas" aos adeptos do Benfica, nem os nossos adeptos são "bestas", apesar de terem tido atitudes de "bestinhas" ao assobiar um nosso jogador. 

Há coisas que se aprendem no berço... Podemos e devemos dizer mal dos nossos jogadores ao colega do lado, ao colega da frente ou ao colega de trás num desabafo próprio de futebol, mas assobiar, com coro afinado e organizado um jogador do Benfica? Nunca por nunca. Parece que Carlos Martins apoiou logo Cardozo no estádio, mandando calar os assobios do público e provavelmente lembrando este momento onde Cardozo marca o primeiro golo do jogo contra Rio Ave que nos dá o 32º título da nossa história...

Eu já vi antes assobiarem a equipa ao intervalo e insurgi-me sempre que isso aconteceu no passado, mas assobiar alguém individualmente é mau demais. 

Não vou falar muito do jogo, que acabou por ser positivo no resultado, apesar de não  ter sido famoso na exibição. Não gosto de ver o Jesus a repetir continuadamente desde o Tottenham  que "a equipa vai melhorar daqui a umas semanas", pois parece sempre que está a justificar algo que neste momento não tem que ser justficado.  Mas será que ele ainda vai continuar a dizer que a equipa vai melhorar e esperar  que suba o rendimento dos jogadores que jogaram o mundial, até Dezembro?

Acho que o discurso tem de ser de humildade e de muito cuidado, sem deslumbramento com a vitória em casa contra a pior equipa do nosso grupo da champions, porque se não ganhamos domingo contra Sporting - temos que jogar muito mais do que vi hoje para trazermos os três pontos para nossa miserável classificação -  teremos mais um terramoto, e na próxima semana não haverá árbitros como desculpa ou comunicados. 

Temos que entender que a equipa não está a jogar nem de perto nem de longe o que jogou o ano passado e aceitá-lo naturalmente, com paciência.  Na Liga Europa da época passada tivemos um "jogo de champions" no nosso estádio contra Marselha e nem sei se nesse jogo com a melhor equipa que jogou no nosso estádio tivemos tão pouca posse de bola como hoje. Tivemos 48% contra 52% de Hapoel e isso reflecte o que deixámos jogar o adversário, coisa que o ano passado não deixávamos. 
Como diz Jesus, precisamos de tempo... Pois que se comece a ganhar já no domingo e depois se pense em como se voltará a meter o Benfica com o rolo compressor do ano passado. Desde que se vá ganhando nós vamos esperando e apoiando.

Agora precismos de pontos e as exibições de encher o olho podem esperar. 

Pontinhos, meus caros, pontinhos e foi isso que fizemos ontem com o brilhantismo quanto baste...

Força Benfica

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Champions League

Agora que já todos debatemos o que se passou na passada sexta feira e algumas horas depois do comunicado que anda a dar muito que falar, é altura de voltarmos a focar no que mais nos importa cada vez que se fala de Benfica. A equipa vai estrear-se na champions league ao fim de vários anos sem termos tido a hipótese de a disputar. 

Hoje começamos uma série que não vai ser nada fácil e ao contrário do que se diz, tem vários pedras num caminho que desejamos nos leve à fase seguinte da prova. Digo isto porque com Hapoel, Shalke 04 e Lyon o Benfica não esgotará o seu estádio com nenhuma destas equipas e aí estamos já a perder. Depois, porque não sendo equipas de topo, duas delas tem mais orçamento que o Benfica, mais estrelas no plantel e seguramente representarão jogos muito dificeis para a nossa equipa quer em Lisboa quer em França ou Alemanha. 

Com esta análise e vendo que há três equipas para dois lugares, sobra o Hapoel Telavive que eventualmente quer ganhar algum jogo contra os três naturais favoritos, especialmente  quando receber  em Telavive cada uma destas equipas. Sabendo disto, hoje jogamos uma final, por tudo o que se tem passado e pelos pontos que realmente necessitamos neste grupo. Se conseguirmos fazer seis pontos contra Hapoel damos um passo de gigante no apuramento, mas se perdermos pontos contra este outsider as coisas complicam-se bastante.

Eu fui dos que sempre defendi o campeonato em detrimento da champions league, mas neste cenário de campeonato entregue a FCPorto o foco na champions é obviamente importante, não para a ganhar como alguém erradamente sonhava neste verão, mas para passar esta fase e depois jogar a sério o dinheiro e o prestigio com os grandes da Europa. 
Antes teremos que passar esta fase com pouca gente no estádio, porque desde o primeiro momento que sabíamos que estes três jogos não seriam sucessos de bilheteira e por mais que se peça apoio nesta altura, as pessoas optam entre um ou outro jogo da semana. Não estará casa cheia, mas estarão os suficientes para apoiar e para ganharmos o jogo. 

Será bom estar longe e ouvir de novo o hino da champions league no nosos estádio e saber que pelo menos este ano, não haverá nenhuma forma desse hino ser ouvido no estádio do dragão a não ser que o Braga queira lá ir fazer um joguinho ou outro...

Estamos no limite e este jogo é fundamental. Que todos os jogadores tenham isso em mente quando entrarem no campo dentro de pouco tempo.

Força Benfica

O Comunicado e as suas reais intenções

O Comunicado que a nossa direcção ontem tornou público é algo que vem no seguimento do que se está a passar no país, nos sentimentos mais profundos dos benfiquistas e é a consequência lógica do que se passou todo este fim de semana.

Eu sei que a maioria dos nossos adeptos, sócios e simpatizantes pediu ACÇÃO e a direcção actuou com o que mais popular e de mais fácil execução pode controlar.

Sinceramente, não sei se este comunicado tem o conteúdo correcto nesta altura, mas tem o mérito de actuar falando uma vez mais para os nossos adeptos. 

Há aqui algumas ideiais fundamentais que saltam do comunicado e que quero destacar:

1. Chamar os touros pelos cornos e assumir Vitor Pereira e Laurentino Dias para as responsabilidades do que se tem passado nestas primeiras quatro jornadas. Vitor Pereira tem de se pronunciar e dizer o que se vai passar com os árbitros que continuam ou continuarão a roubar o Benfica e o Laurentino Dias deveria obviamente ir pregar para outra freguesia. Sem mais... O grande problema é o que está por trás  que é obviamente mais perigoso que estas duas figuras - apesar do texto estar certo e muito corajoso na abordagem a estes dois nomes.

2. Pedir que não nos desloquemos aos estádios adversários é uma ideia defendida aqui na blogosfera e nos cafés espalhados pelo mundo benfiquista. È uma medida populista e sem nenhum efeito prático no imediato para a clarificação da verdade desportiva. Se um mérito tem é assumir, de forma subliminar, que o título está ganho pelo FCPorto e assim ficaremos "financeiramete e emocionalmente" mais descansados, deixando os nossos onze jogadores entregues "às feras" de duas em duas semanas. Esta medida é feita por pessoas que parece que não conhecem o Portugal profundo e o profundo Benfica - muito desse Benfica vive fora de Lisboa e perto doutros estádios - mas aceito-a como uma medida de extrema dureza para equipa, adeptos e cofres de equipas adversárias que na maioria dos casos já andam pelas ruas da amargura. Estou obviamente ao lado desta medida e até "nova ordem" não me apanharão em qualquer outro estádio adversário.

3. Não participação na Taça da Liga. Parece-me uma decisão oca e sem sentido, pois o FCPorto o ano passado já ameaçou fazer o mesmo. Se é para irmos fazer a guerra nao podemos ir lá com fisgas repetidas e esta decisão parece uma daquelas que está sempre no "quadro" em stand by à espera que qualquer clube a utilize quando se sente prejudicado pela arbitragem. Aceito-a obviamente e sei que será uma bomba que Fernando Gomes vai querer evitar a todo custo porque isso desencadeará uma série de outras situações com sponsors, audiências de televisão, receitas várias para a Liga. Além de tudo isso,  dar-nos-ia mais descanso desportivo que seria algo importante na época, mas não esperem que FCPorto fique quieto. Se o Benfica não entrar na Taça da Liga não estou a ver o Pinto da Costa ir defender uma Taça com que nunca concordou. Parece que aqui estamos a jogar no terreno adversário. Criatividade precisa-se...

4. Contrato com Olivedesportos. Aqui estamos a confundir alhos com bugalhos. Entendo as razões desta decisão e entendo onde se quer chegar com esta ideia, mas a verdade é que todos sabemos que no dia em que a Olivedesportos nos der trinta milhões de euros por quinze jogos do campeonato em casa - dois milhões por cada jogo - esquecemos a retórica e assinamos o papel. Esta discussão será para outras núpcias e tem o objectivo no imediato de ser bem aceite pelos benfiquistas que vêm na Olivedesportos um alvo a abater e de meter o Oliveira e companhia em sentido. Ok, aceito-a, mas a RTP não tem feito melhor que a Sport TV e pelo que li este fim de semana até omitiu as imagens mais polémicas de Guimarães nalguns dos resumos...

5. Volto a frisar o conceito de meter pressão no FCPorto, pois eles são os nossos maiores alvos. Eles terão que sentir vergonha do que está a acontecer apesar de acharem que tudo o que venha do nosso lado é um exagero. Há umas frases do comunicado dirigidas ao FCPorto que quero realçar :

"O Benfica agirá sempre no estrito cumprimento da lei, não estando disponível para trilhar caminhos sinuosos que outros percorreram sem problemas de consciência e sem reparo ou castigo da justiça. 




Se for outro caminho que os benfiquistas querem seguir, então estes órgãos sociais não servem. No nosso mandato não vamos montar uma estrutura organizada à margem da lei, nem um modelo de violência e intimidação de agentes desportivos ou jornalistas. Essa não é a nossa postura, nem a nossa forma de agir. Ganhar dessa forma é apenas alimentar uma mentira."


Esta é uma parte importante do nosso comunicado e quiçá a mais forte resposta que damos ao país. Aqui temos em poucas palavras a descrição possível do modelo do FCPorto e daquilo que causa toda esta guerra que neste momento travamos. Nós queremos ir pelo outro lado e será por esse outro lado que vamos correr este ano. Já o disse e repito que estamos a correr por fora do campeonato e irêmos fazê-lo com a dignidade e com a elevação que o nome do clube merece. Rui Costa disse que "nesta casa, ninguém desiste" mas podia ter dito "que ninguém desiste, apesar de nos quererem  fazer acreditar que é melhor desistir e dar já as faixas de campeão à equipa que veste de azul..."

6. Deixo para o fim o mais importante ponto do comunicado porque é aquele que transforma em ACÇÃO todas as restantes palavras. A unica coisa que o Benfica pode efectivamente fazer é criar uma onda encarnada no nosso estádio de apoio inequivoco à nossa equipa. È só isso que neste momento podemos, devemos fazer e que objectivamente nos pedem. Nós adeptos deveremos encher o estádio hoje e no domingo, sabendo que se tivermos 100 000 espectadores nos dois jogos já é vitória. É apenas isso que nos resta e é apenas isso que o comunicado tem de realmente motivador. Tudo o resto das decisões vão entrar num labirinto até chegarem ao seu fim e propósito, podendo ter ou não, os resultados que todos queremos pela verdade desportiva. 

Quando se vai para uma guerra é bom contar as espingardas e ver o que os do outro lado têm. A verdade é que neste momento as nossas armas são cada um dos nossos adeptos. 

Eu estou com a direcção a 100%, com a SAD, com a equipa, com os técnicos e com Rui Costa. Este comunicado é a partir de hoje o meu comunicado e é com estas medidas que entrarei na guerra. Querem que não vá ver o Benfica fora? Não irei... Querem que vá ao estádio da luz todos os jogos?  Irei ver todos os jogos no Estádio da Luz, mesmo aqueles onde estiver longe, desde que em continente europeu, porque me permite chegar de qualquer lado mais facilmente. Como neste momento estou do outro lado do atlântico é impossivel ir aí hoje, mas domingo lá estarei seguramente. 

Que mais querem de mim? O que quiserem peçam que eu darei... É este o espirito de humildade e união que eu falava há uns dias e que nós todos temos que ter nestes próximos tempos. Se formos pelo conceito de "cada cabeça sua sentença" nao iremos a lado nenhum. Foi muito positivo tudo o que se passou este fim de semana, com o debate de ideias, com sugestões, com todos nós a pensarmos e a mostrarmos a nossa indignação pela vergonha que se passou em Guimarães, mas agora é momento de afinarmos o diapasão pelo que a nossa direcção quer de nós.

A foto que acompanha o texto chegou-me via email duma amiga benfiquista que mesmo distante, aparece de vez em quando a lembrar a sua paixão encarnada e grande amizade. Hoje resolvi publicá-la pelo romantismo, pureza e sinal de união dum clube que tem mais de cem anos de história e de luta. Fazer um estádio como o nosso, naquela altura, sem dinheiro e com as próprias mãos dos nossos sócios e simpatizantes era uma "empreitada" bem mais dificil que a que temos pela frente nestes próximos meses. Os nossos dirigentes pedem-nos simplesmente que vamos em massa ao nosso estádio hoje e no domingo. Não nos pedem que façamos um novo estádio, mas apenas que vamos ver o nosso Benfica  mostrando a nossa "força e união".  

Mas é algum sacrificio ver o Benfica de volta à champions e jogar contra o seu grande rival de sempre?

Esperemos que hoje se inicie a época de vez.

Força Benfica

domingo, 12 de setembro de 2010

Revolução na verdade desportiva

Afinal o Benfica está vivo. Temos lido e visto toda a blogosfera unida a criticar a arbitragem, a mostrar uma mensagem de união para os nossos jogadores e a debatermos todos o que devemos fazer para não pacturar com este sistema instalado.

Vimos em todos os locais as mais variadas ideias e independentemente de concordar ou discordar de umas ou outras não existem dúvidas em como  o nosso clube está vivo e activo.

Estou nos Estados Unidos neste momento e estava à pouco a ver um jogo de futebol americano na TV. Os New York Giants marcam um "aparente" touchdown mas a verdade é que o joelho do rapazinho que fez esse suposto touchdown tinha batido no chão, centímetros antes da bola tocar na relva. O vídeo foi repetido e repetido nos ecrans do estádio e nas televisões espalhadas pelas casas dos americanos até que os árbitros decidiram colocar verdade desportiva a funcionar anulando o tal pretenso touchdown. Quem estava no estádio aceitou a decisão e aqui, neste desporto, não existe essa expressão de desconfiança como temos nos estádios a ver o "nosso futebol". 

Eu não quero mudar o futebol em Portugal, mas já que se fala de revolução, de pancadaria, de sangue e de medidas extremas, então porque não o Benfica fazer a sua própria revolução pela verdade desportiva, sem sangue, sem pancadaria mas de forma revolucionária?

Imaginemos que no domingo o árbitro tira um fora de jogo mal assinalado a Saviola, ou que Cardozo marca um golo a Rui Patricio que o árbitro anula ou que existem dois penalties sobre Aimar ou Carlos Martins e o árbitro resolve não marcar. Então e se segundos depois dessas situações acontecerem no terreno o Benfica colocasse "Live" nos nossos projectores do estádio as repetições em tempo real... 

Provavelmente teríamos o estádio a arder e o árbitro a ferver, vendo as imagens dos seus próprios erros em tempo real. 

Pois sse querem ser revolucionários e se querem  realmente mostrar a nossa força, pois façamos isso em todos os nossos jogos em casa. Pagamos multa? Seremos irradiados do futebol? Acabaremos na segunda divisão como o FCPorto acabou depois do apito dourado? Nao brinquem comigo...

Eu sou a favor das legalidades mas não me importaria de contribuir para a verdade desportiva com uma ideia revolucionária e ilegal. O que sentiria o árbitro do jogo contra a Académica quando depois de Javi Garcia ter caído, ver em tempo real que tinha acabado de cometer um erro incrivel?

Quem viria punir-nos? O senhor Fernando Gomes? O presidente da Liga que há 20 anos anda a ajudar a roubar equipa várias a favor do FCPorto agora vem-me dizer que em minha casa não posso colocar em tempo real as imagens dos roubos contra o Benfica? Nao brinque comigo senhor presidente... Multas? Venham as multas, mas seria uma maneira de podermos dizer que com o Benfica não se brinca, como disse o nosso presidente esta semana.

Eu lembrei me disto a ver o jogo aqui da NFL, mas sei que nesta blogosfera e em todos os pontos do nosso país, existem benfiquistas indignados e com ideias tão ou mais radicais que esta. O que é importante agora dizer é que já passaram alguns dias e nós não vamos dormir sobre este assunto, nem vamos deixar que o que aconteceu em Guimarães aconteça em nossa casa, pelo menos. 

Claro que tanto eu como qualquer pessoa decente e inteligente sabe que o Benfica não colocaria as imagens das repetições "Live" nos ecrans porque isso é proibido, mas temos que começar a pensar em contrariar a tendência de alguma maneira. No jogo contra Vitória de Guimarães há uma imagem de Jesus a dizer ao quarto árbitro que já nos tinham sido roubados dois penalties e isso é visível na televisão. O que é que isso mudou no desenrolar do jogo? Nada...

O que é que mudaria ao mostrar os erros dos árbitros nos nossos ecrans em tempo real? Nada, mas ao menos todos saberíamos que estamos a ser roubados sem precisar das sms a avisar-nos do que todos sabemos segundos depois. 

Sem sangue e sem casos de policia teremos que começar a pressionar e mostrar que não haverá problema em perder jogos e dar os parabens ao FCPorto por serem campeões, mas a verdade é que neste momento o FCPorto deveria ter menos quatro pontos - dois na Naval e dois no Rio Ave - e o Benfica poderia ter mais seis pontos se a minutos do fim marcássemos o penalti que Javi Garcia sofreu contra Académica e se tivessemos marcado os penalties e golos que os foras de jogo de Guimarães nos dariam. Isso poderia dar-nos nove pontos neste momento e o FCPorto teria oito. Se querem verdade desportiva - coisa que os portistas nunca desejam e por isso não aceitam as novas tecnologias no futebol - teremos que começar a lutar por ela, nem que seja só em nossa casa. 

Perdemos com o Nacional com mérito da outra equipa? Parabens. Sofremos dois golos do Guimarães por mérito da outra equipa? Parabens. Não tenho nenhum problema em assumir derrotas ou empates quando são justos. Mas neste momento não há justiça neste campeonato e é por isso que devemos tomar medidas mais inteligentes. 

Como disse ontem e hoje e direi amanhã seguramente, só com disciplina, organização e união conseguiremos dar volta a esta crise. Poderemos não voltar a ser campeões este ano, mas parece-me que estamos mais vivos que nunca e isso é um manacial que não se pode desperdiçar. E por falar em estarmos mais vivos que nunca e sabendo que o próximo jogo é contra Sporting, que ninguem duvide que esse clube foi beneficiado na Figueira da Foz e ontem em casa com um golo anulado ao Olhanense que ninguém soube porque foi anulado. Os amiguinhos do FCPorto tam tanta culpa neste cartório e é bom que não se armem em prejudicadinhos neste escandalo de campeonato só porque ainda estão à frente do Benfica. Todos sabemos que só a partir do momento que o Benfica passa o sporting na classificação é que eles começam a refilar. Equanto o Benfica for décimo e o sporting nono tudo estará decente nessa equipazinha.

Isto são factos e contra factos não há argumentos. Agora, que ninguém duvide que temos que voltar a ganhar, a jogar melhor e como eu digo muitas vezes, serão os jogadores a mostrar no campo a nossa revolta... Só espero que o façam convenientemente já na terça feira contra Hapoel e contra Sporting depois no domingo.

Força Benfica

sábado, 11 de setembro de 2010

Com o título entregue que comece a guerra...

Com o título de futebol entregue em Setembro, seria bom que agora finalmente nos organizássemos para a guerra aberta com FCPorto. Eles são campeões este ano, com a mesma mestria com que ganharam, no mínimo, metade dos seus campeonatos - boas equipas (sim senhora), equipas acutilantes e com muita entrega (sim senhora), com muita atitude dentro de campo (sim senhora), com muita disciplina fora de campo (sim senhora) e nos momentos realmente importantes as ajudas dos árbitros a empurrarem Benfica -  o sporting poucas vezes - para baixo e o FCPorto para cima. Foi sempre assim e até mesmo com Mourinho, que não precisava nada de favores de arbitragem, eles apareceram. 

Quando não aparecem os favores de arbitragem, aparecem os casos estranhos dos "emprestados" que ora não jogam porque uma lesão estratégica os impede, ora jogam dando uma ajuda ao seu clube de origem prejudicando muitas vezes o clube onde estão a trabalhar. Todos sabemos disto há anos e parece que o nosso título o ano passado baixou a nossa guarda nestas questões e noutras.

Este ano, FCPorto tem um novo treinador que conhece esta cartilha desde tenra idade porque segundo consta, frequentava desde cedo os meandros do FCPorto e por isso é neste momento o treinador perfeito para o clube da Invicta, podendo mesmo ficar aí  por muitos anos.

Até aqui nada de novo. Já antes falei que em apenas três jogos, levam dois escandalosos resultados com ajudas de árbitros e isso é indesmentível. No primeiro jogo na Figueira da Foz e no terceiro jogo em Vila do Conde, o FCPorto foi beneficiado e o Benfica no primeiro jogo contra Académica em casa  e no quarto jogo ontem em Guimarães foi claramente prejudicado. Isto são factos e não vale a pena virem os comentadores do FCPorto - que eu admito que até simpatizo com alguns - falar de que o Benfica "já está a chorar as arbitragens" e que "é sempre a mesma coisa" e "que isto e aquilo".

É exactamente assim como escrevi e seria bom que alguém o dissesse claro e em bom tom nos meios de grande divulgação nacional. Posto isto, o Benfica tem de resolver os seus problemas para entrar nesta guerra contra FCPorto. Não tenhamos medo das palavras. É uma guerra e é com esta terminologia que a devemos encarar.

Nao quero ver adeptos ou sócios do Benfica na rua a mandar pedras a autocarros do FCPorto,  não quero ver atacar os "Benquerenças da vida" com murros ou pontapés,  não quero ver o Benfica a responder semanalmente aos ataques e roubos com origem no Porto, nem quero ver os "No Name" como braços armados da nossa direcção como eles têm os "Super Dragões". Isso são armas da guerra deles. As nossas armas para esta guerra serão outras e mais eficazes.

O Pinto da Costa joga num terreno que conhece bem. Já aqui falei e escrevi sobre esse senhor e até disse que não me importava nada de o entrevistar durante semanas a fio, para enteder  as suas verdadeiras memórias e  para entender como ele consegue fazer tudo isto. Isto é um tipo de máfia muito bem organizada e tão bem organizada que os favores se pagam com favores sem que ele telefone a alguém ou pague subornos - isso era dantes, pois agora o esquema será outro seguramente. A raiz desta máfia está entranhada num sistema que ele domina. Algumas vezes deixa-se enganar e o ano passado isso aconteceu porque eles mandaram tiros no próprio pé, quando não ganham ao Benfica no Estádio da Luz, quando desatam à pancadaria no final desse jogo e quando os jogadores entendem que Jesualdo estava a prazo.

Mas tudo bem, isso pode acontecer um ou outro ano e o ano passado ele distraíu-se, não contou que Jesus fosse tão forte logo no primeiro ano e a vida correu-lhe mal. Mesmo assim, Pinto da Costa soube preparar o ambiente de vítima que ele tão gosta de viver e minar esta época ainda no ano passado.

Quando com a sua ironia refinada começa a passar a mensagem que o Benfica ganha um "campeonato de túneis" vindo do nada, o Benfica não soube responder à altura e Pinto da Costa viu nas páginas dos jornais, nos blogs de serviço e nos comentários de publicações online o território perfeito para passar essa mensagem. Os sportinguistas estando a 28 pontos do Benfica ajudaram à festa - esses coitados estão sempre do lado errado da História - e em poucos meses o campeonato mais claro e transparente alguma vez ganho por uma equipa em Portugal, vê-se manchado com mentiras que repetidas muitas vezes se tornaram verdade. De que forma é que o Benfica tem culpa disso? Tem culpa porque não soube acautelar o ano passado estas mentiras e com o nosso silêncio às atordoadas que eles iam inventando, contribuiu para que este campeonato começasse com o cenário ideal para Pinto da Costa. Eu escrevi aqui tudo o que se devia ter dito em tempo certo, mas eu não mando no Benfica...

Hoje lemos nesses mesmos comentadores e comentários anónimos dos jornais nacionais de desporto que  o que está a acontecer este ano ao Benfica é "bem feito" porque o ano passado tambem "roubaram e só ganharam o campeonato dos túneis". Isto é tão espantoso e miraculante, mas é verdade. A população portuguesa não benfiquista acha mesmo que o Benfica o ano passado ganhou o campeonato com ajudas dos árbitros, esquecendo que o Braga andou até à ultima jornada completamente levado ao colo, por exemplo.

Com este cenário temos a envolvente  perfeita para FCPorto desenvolver o que melhor sabe neste inicio de campeonato. Claro que ter os homens de sua confiança de volta na Liga,  este calendário complicado para Benfica, sabendo que a nossa equipa iria ter novos jogadores jovens que precisariam de tempo para se adaptar e os seleccionados mundialistas a chegarem mais tarde, completam o resto do ramalhete de meter o Benfica fora do título antes do final de Setembro. Tudo isto é um jogo de xadrez e a verdade é que ele faz isto há tantos, tantos anos que eu não entendo como não há ninguém no Benfica que explique "em três aulas de duas horas" estas técnicas a todos os nossos jogadores, treinadores e directores.

Nós tinhamos que saber antecipadamente que este ano seria assim e facilitámos, acabando por sofrer com os nossos próprios erros de avaliação.

De que forma é que a guerra começa agora, sabendo que o campeonato está entregue aos senhores do norte?

Jogando ao contrário... Eles são campeões a partir de hoje, nós vamos ser roubados ainda mais pois o objectivo deles é que o Benfica nem dispute a champions e nós teremos que nos unir mais que nunca.  Unir mais que nunca. Por isso, utilizo a terminologia de guerra porque é nas gueras que se vê mais o espirito de união dum povo. 

Temos que ter uma estrutura de futebol 100% blindada, temos que ter uma entreajuda e humildade entre jogadores num nivel altíssimo, temos que encarar todos os lances, de todos os jogos desta época como se fossem os ultimos da vida de cada jogador, temos que ter os nossos adeptos com postura low profile e sem levantar garupa durante a semana, mas a ajudar e apoiar em todos os estádios, no fim de semana,  temos que saber pressionar estrategicamente cada árbitro daqui para a frente usando estes erros de inicio de campeonato a nosso favor o resto do campeonato, temos que ser mais espertos que eles não usando frases como "sabemos que somos os melhores" em dias de jogos e temos que jogar  muito, muito melhor, corrigindo todos os erros defensivos/ofensivos que vimos demonstrando neste inicio de campeonato.

Os "melhores do mundo" são os senhores do norte porque nos conseguiram meter nove pontos atrás deles em apenas quatro jogos. Este é o espírito para a guerra. Esses são os heróis deste campeonato e esses merecem ter as faixas. Esta deve ser a tónica neste campeonato e fazer desta mensagem de comunicação a nossa mensagem de união. Apesar de tudo isto não devemos ter  medo de lhes ganhar os dois jogos do campeonato, nem devemos ter medo de  lhes fazer a vida  negra com pressão em todos os outros jogos. Não se ganha este campeonato com silêncio e temos que ter uma estrutura de guerra muito bem apetrechada. Se eu mandasse, não descansaria enquanto Rui Costa, Jesus, David Luiz, Luisão, Saviola, Nuno Gomes, Joao Gabriel, (obviamente Luis Filipe Vieira) não tivessem tudo o mais afinado possivel. Não se vai para uma guerra sem estratégia e já se percebeu que este ano não vamos lá apenas com bons toques na bola. Isso era dantes. A partir de hoje o Benfica tem de ser inteligente em todos os dias da semana. Temos que ter um discurso afinado com os comentadores de serviço nos três canais de televisão e apesar de discordar com alguns deles em muitos aspectos, eles saberão espalhar a mensagem que o nosso clube quer passar. 

António Pedro Vasconcelos é um homem inteligente, sensato e muitas das vezes sereno demais. É um intelectual que se viu metido naquele programa e defende o melhor que pode e sabe. Tenho por ele uma estima grande e nunca direi mal dele, mesmo que ás vezes as coisas pudessem tomar rumos diferentes. Rui Gomes da Silva faz parte da direcção e não falarei muito sobre este senhor mas é alguem perto da nossa estrutura e Fernando Seara é o homem que sabe tudo e que entende tudo à primeira. Conheço-o bem e é um Senhor em toda a linha. Todos estes três comentadores poderão e deverão ter conversas com João Gabriel - informais obviamente - onde se puderá passar linhas mestras de actuação a partir de agora. Usar a ironia, pressionar quem temos que pressionar defendendo sempre a nossa equipa, pois numa guerra entre nós e os outros, temos que focar naquilo que mais nos une e não naquilo que mais nos separa. 

Além destes, temos todos os comentadores nos jornais que deverão ser afinados pelo mesmo diapasão, mesmo que cada um tenha o seu estilo de actuação, de ideias e de escrita. Muitos deles são próximos da direcção, por isso não será problemático. Vejam como o ano passado todos os comentadores azuis afinaram pelo diapasão do "campeonato dos túneis" e defenderam essa ideia que o Benfica estava a ser levado ao colo e orquestrando os castigos no conselho de disciplina da Liga. Todos disseram o mesmo tentando estrategicamente desvalorizar o campeonato do Benfica. Pois façamos o mesmo, mas desde o ínicio, criando a pressão certa para que eles escorreguem mais vezes e mesmo que eles sejam campeões - infelizmente, serão - obrigá-los a ter que gerir uma situação de benefício de arbitragens constantes. No caso de dúvida a pressão estará nos árbitros. 

Temos que usar muita ironia e um discurso focado no "correr por fora". Nós estamos a lutar "para não descer", depois lutar pela "europa", depois "pela champions" e só depois pelo título. Por muito que custe escrever isto é assim que temos que encarar este campeonato que é o pior ínicio da nossa história. Vamos fazer o nosso campeonato por fora e tentar ir fazendo o possivel na Taça de Portugal, Taça da Liga e Champions. Usar os bons resultados na Champions - se eles existirem - para ironizar com o facto dos árbitros estrangeiros ainda não estarem na alçada do FCPorto. Vamos deixar de ser anjinhos, mas não deixarmos de ter classe, elegância e a memória da história com mais de cem anos.

Temos que estar organizados. Todos nós, adeptos benfiquistas, temos de estar com a equipa. O nosso plantel é seguramente o mais equilibrado do campeonato e nós somos mais fortes que a quase totalidade das equipas da primeira divisão mas temos que apoiar sempre e saber ganhar. Eu penso que uma das razões do ódio que sportinguistas e portistas têm ao Benfica é pela razão da nossa superioridade em termos de adeptos. As comemorações do Marquês mexem com todos os anti-benfiquistas e é por essa razão que não conseguimos ser bi campeoões há mais de 30 anos. Nós temos que comemorar o título - seja lá quando o próximo apareça - com a noção clara e o objectivo definido do bi-campeonato, mas sabendo que esses anti benfiqistas estão alerta para o evitar a qualquer custo. Eu falei aqui neste conceito vezes sem conta, mas infelizmente ele desapareceu em quatro jornadas. Temos que correr por fora, temos que pressionar por todos os meios, temos que dar tranquilidade à equipa e temos que que estar todos juntos, com uma união que há muito tempo não temos porque os do FCPorto sempre souberam que tem um aliado fortissimo em todos os cafés, em todos os comentários de net, em todos os cantos de Portugal - felizmente não sao assim tantos - que são os sportinguistas. Essa raça que vem de viscondes e no fim puxam por todos os roubos desde que sejam contra o Benfica e riem e apoiam o "modus operandi" do FCPorto cada vez que algo de mal nos acontece. Esse é o grande aliado do FCPorto e Pinto da Costa sabe isso melhor que ninguém. 

Cada vez que ele rouba o Benfica, há  metade da população portuguesa que rejubila. O Benfica é muito grande mas não tenhamos dúvidas que o anti-benfiquismo - onde estão Porto, Sporting, Braga, Guimarães, apenas para citar os "maiores dos pequenos" -  é tao grande como nós. Apesar disso, temos que nos unir contra o FCPorto e é contra eles que teremos que trabalhar todos juntos. Esqueçam lá as pedras, os murros e a violência porque isto é Futebol. A palavra guerra é bem empregue e gosto dela, mas nos termos que a nossa história e o nosso nível o permitirem. O que eu quero dizer é que temos de estar unidos numa estratégia de defesa do Benfica, pressionando os árbitros, pressionando o FCPorto com o "título que já esta entregue", com a ironia que a nossa inteligência o permita, esperando que as escorregadelas deles apareçam e que as nossas desapareçam já a partir de domingo contra Sporting. Não nos podemos esquecer que desde o Tottenham, perdemos cinco jogos, nos ultimos seis encontros e isso tem de ser alterado no imediato.

Temos que contar com adeptos, com jogadores - todos os jogadores, não apenas os titulares - e com toda uma estrutura preparada para esta guerra. Mesmo que esta nossa guerra não dê em nada durante esta época e que o FCPorto seja mesmo o campeão temos criadas as bases para não mais dormirmos e não mais sermos apanhados de surpresa, porque enquanto o senhor Pinto da Costa não morrer isto será sempre assim todos os anos. 

Eles voltaram em força e agora julgam-se impunes pela lei o que ainda lhes dá mais força. Nós temos que os contrariar com união. Só isso... Estarmos unidos, sermos fortes onde temos que ser e mesmo falhando o bi-campeonato temos mais frentes onde apostar. Se na ante-penultima jornada estivermos na luta e quase colados ao FCPorto nunca se sabe se a pressão de ter as faixas encomendadas desde Setembro será tão forte que no finalzinho, finalzinho, o Benfica pode passar-hes a perna. Há sempre esperança e é ela que nos comanda a vida. Eu sonho com o momento em Maio que Vilas Boas entenda que apenas ganhou uma supertaça e deverá ser isso que nós temos que apostar. Ganharmos tudo o que eles nos deixarem ganhar, mas a revolta tem de começar nas nossas bancadas cheias contra Hapoel e contra Sporting. Só assim eles entendem que somos realmente grandes e muito diferentes dessa corja portista e sportinguista que tanto ódio nos têm. Porque será?

Força Benfica

Falou e disse...

É muito raro escrever 3 posts num espaço de poucas horas, mas acabei de ver e ouvir a declaração do nosso presidente Luis Filipe Vieira ainda no Estádio Dom Afonso Henriques e como subscrevo na íntegra resolvi colocar aqui o link em baixo. 

É raro escutar o nosso presidente falar tão bem e de forma tão descomplexada, não respondendo a provocações dos jornalistas e falando para dentro e para fora de forma tão acertiva.

É isto que para mim faz de Luis Filipe Vieira um muito bom presidente. Podemos gostar mais ou menos da forma e às vezes do conteudo, mas num dia de crise soube dar a mensagem certa, sem "engasganços" e com convicção de liderança.

Afinal, ele tambem sabe que há pessoas contentes nesta altura, tambem sabe que há pessoas que queriam colocar o Benfica fora do título no ínicio do mês de Setembro, tambem já adivinhou que o FCPorto ficará com 9 pontos á frente do Benfica e também sabe dar mensagens de união à nossa massa associativa quando e onde o deve fazer.

Para ver até ao fim e aplaudir.

Muito bem Senhor Presidente...



Força Benfica

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Força Benfica

Não é a primeira vez que isto nos acontece, nem será a ultima. Escrevi aqui há umas horas que não trazer três pontos de Guimarães seria o final do campeonato para o Benfica. Assim foi... O Benfica está fora do título porque nao acredito que faça 23 vitórias nos próximos 26 jogos e porque acho que o Benfica este ano terá que ser muito, muito superior a todos os outros para poder voltar a ser campeão.

Peço aos bloggers e à inteligentsia benfiquista que tenham um pouco de cuidado nas palavras, porque a hora não é de rolarem cabeças. Não vale a pena voltarmos a falar da eleição de Fernando Gomes e do nosso apoio à mesma ou das palavras do próprio Fernando Gomes, verdadeiras ou não,  acerca das nossas reais possibilidades de sermos campeões -  "o Benfica não será campeão enquanto eu for presidente da Liga" - este ano ou nos próximos. 

O Benfica hoje está fora da luta pelo título e só voltará a estar na luta pelo título com muitas vitórias. Que eu saiba a única maneira de termos vitórias é com os jogadores que estão no plantel. Eles são 27 jogadores e serão eles que tem de dar a resposta cabal no campo. Nao chorem as arbitragens que são escandalosas e serão escandalosas, mas só haverá uma maneira de as calar, marcando muito mais golos que os adversários. São dois penalties e um golo anulado a Cardozo por fora de jogo, quando na primeira parte o golo do Vitória resulta duma situação semelhante à do Cardozo... Em caso de dúvida deve-se deixar seguir o lance do ataque e o fiscal de linha fez bem a leitura no ataque do Guimarães e fez mal a leitura no caso do Benfica. Um clássico...
Temos que estar preparados para isso, mas não devemos inventar desculpas para os golos que falhámos, para os erros defensivos que tivemos e para a atitude geral que está a léguas do que foi a atitude do ano passado, apesar de ter gostado muito dalguns momentos do Benfica hoje.

Só os nossos jogadores, os nossos técnicos e a nossa estrutura que acompanha o futebol deve saber recuperar desta mega crise. Sim é uma crise e as vitórias são importantes e fundamentais. Temos que começar a ganhar para o campeonato pelo prestígio que temos e pelo escudo de campeão que levamos no braço, temos que ganhar na liga dos campeões, temos que ganhar na Taça de Portugal e na Taça da Liga quando estas competições chegarem.

Não há nada mais a fazer, nem a chorar. Os adeptos tem de saber calar a raiva dos roubos porque estes roubos sempre existiram e vão existir. O ano passado o nosso domínio era tão avassalador e "eles" ainda inventaram um escandalo de tuneis para tentar minimizar a nossa vitória...

Ninguém teve a coragem do ano passado dizer alto e bom som:

"Mas afinal o Benfica foi beneficiado onde?? No Túnel de Braga levámos pancada de toda a gente, no túnel da Luz contra FCPorto levaram outros pancada dos portistas e ainda andámos e andamos a levar com essa mentira repetida vezes sem conta. No Olhanense expulsam-nos Di Maria e amarelam metade para não jogar contra FCPorto e mesmo assim perdem esse jogo, contra Braga o Luisão faz o 1-1 e anulam-nos um golo limpo..."

Agora está o Pinto da Costa a rir-se e a trocar mensagens com o seu amiguinho Fernando Gomes dizendo "bem feito" e nós aos gritos com a nossa equipa. Temos que nos unir e sem violência - verbal ou fisica - seguir o nosso caminho.

David Luiz, Jorge Jesus e Rui Costa disseram o que tinham de dizer mas estavam a falar para os nossos adeptos. Falaram para nos confortar. "Quem não se sente, não é filho de boa gente" e foi positivo as palavras finais de cada um, mas o mal está feito e nem se admirem que daqui a umas semanas quando a vantagem do FCPorto for de 12 ou mais pontos, comecemos a ser beneficiados. Esta cartitlha tem 30 anos e agora é tarde. 

Com o calendário a meter o Benfica no Nacional, no Guimaraes e a receber o Sporting  até à quinta jornada estava criado o cenário ideal para rebentar com o Benfica em menos de um mês, como fizeram anos e anos a fio... Quando estamos todos na praia e mais distraídos estao os árbitros a beneficiar o FCPorto  - pelo menos o penalti que lhes dá a vitória na Naval e o penalti que nao marcam a favor do Rio Ave - e a prejudicar o Benfica. Falámos tarde e o Luis Filipe Vieira pensava que ir à Sic ser entrevistado por um jornalista completamente viciado ajudaria em algo? Não ajudou em nada. Foi pior, porque assim eles sabiam que era agora ou nunca. E foi mesmo agora, porque estar a 9 pontos hoje mata tudo e todos, ainda por mais sabendo como é a nossa massa adepta.

Deveríamos ter sabido acautelar tudo isto antes e deveríamos ter ganho pontos onde os perdemos. Como? Marcando mais e sofrendo menos, porque só assim se consegue dar a volta aos árbitros. Depende da nossa equipa e da nossa massa associativa dar a volta a isto. Temos que estar com a equipa e não dizer mal, gritar ou chorar os erros dos árbitros. Amanhã o FCPorto dá mais uns quantos ao cliente do costume - Domingos, Fernando Couto e o António Salvador amanhã devem torcer pela vitória do FCporto - e a fantochada continua. 

Temos que reagir. Nada há mais a fazer.  Ha que ganhar e ganhar, com a certeza que este ano o título será uma miragem e será menos miragem, quanto mais vitórias conseguirmos alcançar - "Verdade de La Palisse" mas é mesmo assim.

Hoje é um dia triste. Muito triste para o Benfica e alegre para todos os sportinguistas e portistas. Pode ser que quando menos esperarem o Benfica está a lutar com eles pelos lugares cimeiros da classificação. Agora, teremos que lutar pelos mais atrasados e ir ganhando os jogos para sairmos do lugar compremetedor em que ficaremos no fim desta jornada.

Pedimos vitórias nos jogos todos até recebermos o Sporting. Pois agora só há que pedir o apoio e vitória na Champions League e o mesmo uns dias depois contra o Sporting para safar a honra. Já nem digo os pontos, mas para safar a honra. 

Pinto da Costa mostra com este aranque de campeonato a frase sábia - "Se não nos matam, tornam-nos mais fortes". Como um jogo de Risco, o Benfica apostou tudo em matar todo o sistema com o  caso apito dourado.Como não conseguiu derrubar ou julgar ninguem, mesmo estando todas as escutas no YouTube, o sistema venceu e agora volta com toda a pujança a mostrar como se manda no futebol nacional. 

Antes das eleições da Liga e falando com alguém muito importante do nosso futebol, discutíamos a razão do apoio a Fernando Gomes, concluindo que eles prepararam tudo muito bem preparado e que o Benfica não teve tempo nem candidato para contra atacar essa proposta azul. Apoiar Fernando Gomes e minimizar os danos seria a unica estratégia possivel. Apoiar Fernando Gomes, negociando alguns lugares seria a única saída e foi isso que se fez. Agora é facil criticar o Benfica ou Luis Filipe Vieira ou Domingos Soares Oliveira por terem apoiado Fernando Gomes, mas a verdade é que nao havia alternativa. Hoje não é dia para falar disso e tenho lido e relido muitas pessoas a apontarem o dedo a nossa direccção por ter apoiado esta candidatura. Eu fui contra desde o primeiro momento, mas sei entender as razões desse apoio, mesmo sabendo que com ou sem apoio isto - roubalheira completa -  iria acontecer. 

Vamos acalmar minha gente e voltarmos a sentir a paixão pelo Benfica. Estou a muitas muitas horas de distancia de Lisboa e sinto a Paixão pelo Benfica mais viva que nunca. O que sao 9 pontos na nossa Paixão Benfiquista? Nada... Representam zero... 

Temos que nos preparar para uma travessia solitária na recuperação da tabela classificativa e jogando o que ainda podemos ganhar - Taças da Liga e Taça de Portugal - fazendo uma Champions League digna e esperando que os meandros do polvo azul não cheguem à UEFA.

Devemos responder pela unica maneira que temos de responder, enchendo o estádio contra Hapoel Telavive e contra o Sporting. Nós não podemos fazer mais nada e eu mesmo nao podendo de todo estar lá na terça feira, sei que no domingo voltarei para mostrar o meu apoio ao Benfica  na bancada.

Força Benfica

"Sabemos que somos os melhores"

Aí está a frase que marca o dia... "Sabemos que somos os melhores" disse o nosso treinador ontem na conferência de imprensa antes do jogo com Vitória de Guimarães, mostrando a mesma crença e a mesma fé na equipa que há uns meses foi campeã. Isso fica-lhe bem, porque dá confiança, mostra noção de responsabilidade, avisa os adversários que estamos aqui para lutar pelo título, motiva os adeptos, mas também há o outro lado da medalha, que é motivar o adversário para ainda ter mais vontade de nos ganhar. Prefiro as conferências sem estes chavões, ainda por cima quando os mesmos estão "espalhafatosamente" colocados em letras gigantes na primeira página do maior jornal desportivo nacional.

Este jogo é muito, muito, muito importante. Todos são, pensamos nós, mas este especialmente. O treinador adversário quer ganhar este jogo mais que qualquer outro, por razões pessoais que todos sabemos. A equipa do Guimarães tem subido de rendimento e quer pelo menos pontuar. O Guimarães sabe que apesar do bom resultado contra Vitória de Setubal, esta nossa equipa ainda não está no pleno desempenho fisico, técnico, táctico e psicológico. Falta uma semana para o jogo com o Sporting em casa e este jogo daqui a uma hora é o mais importante do ano, como o foi a época passada, depois do empate caseiro do Benfica contra Marítimo.

A equipa não pode facilitar e tem de jogar este jogo como uma final, porque meus caros, é mesmo uma final. Qualquer resultado hoje que não seja a vitória, mete a nossa equipa e o nosso clube sob uma pressão enorme e com muita dificuldade em atingir o nosso maior objectivo.

Sabemos que somos os melhores mas só há uma maneira de o provar, que é no campo e até agora, meu caro amigo Jesus, o que vimos é que outros conseguem ser melhores que nós, mesmo que não o sejam a jogar melhor que nós.

Hoje estou longe, muito longe, mas estarei aqui a sofrer igual numa janelinha de computador pequena e à espera dos golos que nos dêem a vitória. É só isso que pedimos hoje. Uma vitória e os três pontos que necessitamos como "pão para a boca". 

Só uma equipa a 100% será capaz de conseguir esta vitória e espero que as pedras que entraram uma vez mais no nosso autocarro quando este saía do hotel do Porto motivem os nossos jogadores e não os amedrontem, como as mesmas pedras fizeram o ano passado no jogo no Dragão.

O ódio que o senhor Pinto da Costa tem pelo Benfica contagia muita gente e faz com que esse ódio se faça sentir em todos os estádios onde o Benfica jogará este ano. A nós compete-nos fazer nestes 27 jogos que faltam, o melhor campeonato possivel para que em Maio sejamos campeões. 

Já ganhámos muitos títulos mas todos sabemos da importância deste e eu nao me canso de o repetir. Ser campeão este ano é o mais importante da nossa história recente e não nos podemos desviar um milímetro desse objectivo. Sei que só seremos campeões se hoje trouxermos 3 pontos de Guimarães, numa jornada que terá Braga e/ou Porto a perderem pontos, seguramente.

Sem mais e esperando que a frase "sabemos que somos os melhores" não se vire contra o seu autor, desejo a única coisa que posso desejar estando tão longe de Guimarães...

Força Benfica