quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Comprometemos o apuramento para os oitavos da champions? Sim, não ou talvez? (Parte 2)

Há umas semanas atrás coloquei uma simples questão num título dum post após o empate no ultimo minuto com o Besiktas no Estádio da Luz.

A pergunta era simples e a situação exige que a volte a colocar:

- Comprometemos o apuramento para os oitavos da champions? Sim, não ou talvez?

Na primeira vez disse que talvez e hoje digo claramente que sim

Sim comprometemos o apuramento porque os danos psicológicos deste resultado ofuscam tudo o que de bom se fez na primeira hora do jogo.

Primeiro vamos assumir que todos nós temos culpa. 

Ao intervalo falei com o meu pai ao telefone e dizia-lhe que o Benfica nunca tinha ganho na Turquia e que o Besiktas nunca tinha perdido no seu novo estádio, o que fazia deste feito e desta vitória algo ainda mais importante. Mas que vitória? A vitória dos primeiros 45 minutos? Mas isso conta?

Ou seja nenhum dos benfiquistas foi humilde e pensou que podíamos sofrer três golos, logo somos todos culpados! 

E não o pensámos porque logicamente o Benfica estava a ser tão tão superior que isso não era uma possibilidade, mas no futebol tudo é possível. 

Não posso criticar os nossos jogadores por excesso de confiança quando eu e todos os benfiquistas também revelámos esse excesso de confiança antes de terminar o jogo. 

Não posso criticar o Rui Vitória porque quis dar minutos de pré época a Rafa quando estava a ganhar 3-0 em Istambul. Até fazia sentido, talvez...

Não posso criticar o Ederson porque nenhum dos golos é sua culpa e nem podemos criticar o árbitro porque os golos são todos legais. 

O que sobra então deste jogo?

A lição...

E que lição devemos tirar deste jogo? 

- Que devemos sempre respeitar o adversário e lutar até aos 90 minutos? Não, isso não é uma lição, isso é a base de todo o futebol.

O que temos que respeitar são os próprios misticismos do jogo.

Se o Benfica não ganhou nunca na Turquia porque iria ganhar hoje?

Se o Besiktas nunca perdeu no seu estádio porque haveria de perder hoje?

Se o Benfica nunca ganhou um Tetra porque o há-de ganhar este ano?

Esta é a pergunta que me preocupa neste dia.

Não quero saber absolutamente nada da champions e se perdermos contra o Nápoles em casa, o destino da Liga Europa é inteiramente justo, pelos resultados contra o Besiktas. Empatámos estes dois jogos por culpa própria.

O que me preocupa é o excesso de confiança que pode existir a caminho do Tetra, sabendo nós que nunca o Benfica fez esse desejado Tetra na sua vida. 

Em 38-39 o FCPorto evitou o Tetra do Benfica ganhando com 23 pontos, o Sporting com 22 e o Benfica com 21...

Em 65-66 o Sporting evitou o Tetra do Benfica ganhando o título com 42 pontos e o Benfica com 41...

Em 69-70, o Sporting evitou o Tetra do Benfica ganhando o título com 46 pontos e o Benfica com 38...

em 73-74, o Sporting evitou o Tetra do Benfica ganhando o título com 49 pontos e o Benfica com 47...

Em 77/78 o FCPorto evitou o Tetra do Benfica ganhando o título com os mesmos 51 pontos que o Benfica...

Esta é a sexta vez que o Benfica tenta um Tetra e em todas as outras cinco vezes o Benfica perdeu-o com diferenças muito próximas dos seus adversários e é isto que todos os membros da estrutura, do plantel e da direcção não se podem esquecer. Como os benfiquistas tambem não se deverão esquecer que nunca ganhámos um Tetra na nossa vida!

O Benfica tem de ser humilde, o Benfica tem de ser trabalhador e o Benfica tem de ser muito melhor que os outros para poder ser Tetra pela primeira vez. 

Esse é o nosso sonho e objectivo este ano e não nos podemos distrair desse objectivo nem um pouco. 

Sei que é difícil empatar 3-3 estando a ganhar 3-0 quando isso nos carimbava o acesso aos oitavos de final da champions, mas o que me preocupa não é o dinheiro da prova milionária ou o prestígio de ser apurado uma semana antes do final do grupo. 

O que me preocupa é como a equipa vai jogar na Madeira a 2 de Dezembro e com o Sporting a 11 de Dezembro antes e depois do jogo com o Nápoles a 6 de Dezembro. 

Isso sim é o que me preocupa. 

Como este empate vai afectar o moral das tropas não para o jogo contra o Napoles mas já para o jogo contra o Moreirense este domingo. 

Hoje temos todos os analistas a tentarem culpabilizar Lindelof - soubemos hoje que o central cabeceia de olhos fechados e assim corre riscos sérios de fazer mais penaltis - ou a tentarem encontrar uma explicação que não adianta dar. 

Que me importa saber se o Ederson quase apanhava o golo do Quaresma ou se a bola tivesse batido no poste e saído - em vez de ter entrado - hoje tínhamos ganho?

O que me importa é saber que atitude vão ter os jogadores nos próximos 24 jogos para o campeonato.

Nas ultimas cinco vezes que tentámos ser Tetra aconteceu sempre algo que não nos deixou ganhar esse importante quarto título seguido e este ano esse título tem se ser conquistado. 

Em relação á champions não há muito a dizer...

O Besiktas vai ser apurado porque é uma equipa destinada a ir aos oitavos, como se provou com o golo que veio do céu do Talisca em Lisboa, com os 3 golos em 30 minutos hoje e com o resultado absolutamente surpresa do empate do Dínamo de Kiev em Nápoles duas horas depois do descalabro final em Istambul.

Penso mesmo que o Besiktas vai ganhar a Kiev e carimbar o acesso aos oitavos da champions sem depender de nada nem de ninguem e se o fizer é seguramente o mais justo de todos porque fará 6 jogos sem nenhuma derrota. 

O Benfica e Nápoles, grandes favoritos a passar o grupo vão lutar para evitar a queda para a Liga Europa, sabendo que só serão apurados os dois se o Dinamo de Kiev ganhar ao Besiktas.

Por mais que me custe não ir aos oitavos da champions, o jogo importante destas primeiras duas semanas de Dezembro não é com o Napoles, mas sim os dois jogos antes e depois contra o Maritimo na Madeira e contra o Sporting para a liga do possível Tetra.

Se uma grande conclusão se pode tirar do jogo de hoje é que não se brinca com os "misticismos" no futebol e se o Benfica nunca ganhou na Turquia, se o Besiktas nunca perdeu no seu estádio, porque o Benfica irá ganhar um tetra que sempre nos fugiu?

- Porque a vida não é feita de misticismos - mesmo no futebol - e o nosso destino somos nós que o definimos, com humildade, com trabalho e com respeito por todos os adversários, mesmo que os indicadores sejam todos desfavoráveis. 

Se os nossos jogadores hoje tivessem sido mais humildes e mais trabalhadores, nunca se perderiam 2 pontos e muitos milhões importantes, mas ainda estão a tempo de se redimir, ganhando em Maio o Tetra que todos sonhamos. 

Foco no Tetra!

É para isso que todos os dias trabalham - Ganhar o Tetra!

E sim comprometemos bastante o apuramento para os oitavos da champions, mas que importa isso, quando comparado com a conquista de quatro campeonatos seguidos?

Zero!

Força Benfica




sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Importante? Ganhar domingo!

Este domingo joga-se a primeira grande final de Jorge Jesus no Sporting e por incrível que possa parecer, não é jogada por si ou pela sua equipa.

A primeira grande final do Sporting versão 2016-2017 joga-se no Dragão pelo FCPorto vs Benfica.

Todos os sportinguistas inteligentes sabem que só uma vitoria do FCPorto pode dar ao seu clube um novo alento no que falta jogar até ao derby na luz entre Benfica e Sporting no dia 11 de Dezembro, mas todos os adeptos portistas sabem exactamente o mesmo - só uma vitoria pode colocar o FCPorto novamente na rota do título.

Esta final a jogar no Dragão tem muito mais em jogo que 3 pontos e todos sabemos isso mesmo. Sabemos nós, sabem os portistas, os sportinguistas e os árbitros que já começam a ser pressionados á descarada.

O jornal "O Jogo" fez saber na sua capa de segunda-feira que o FCPorto foi prejudicado em 8 penaltis desde Janeiro - pela primeira vez vejo contarem os erros arbitrais desde a época passada - mas também referem que desses 8 penalties, 3 foram "roubados" ao FCPorto já nesta época.

Eu não acredito em campeões em Novembro, em Dezembro ou até em Abril.

Para mim e para Rui Vitoria os campeões só aparecem em Maio e é em Maio que todos sonhamos ter conquistado o Tetra.

Nós sabemos bem o que é estar a 7 pontos do primeiro lugar e também sabemos o que significa para uma equipa recuperar desses 7 pontos de desvantagem.

A ultima vez que uma equipa recuperou 7 pontos de desvantagem num campeonato nacional, teve um "boost" de moral tão grande que não perdeu mais jogo nenhum nos nove que faltavam para o final da liga.

E é isso que pode acontecer a qualquer equipa de qualquer campeonato mundial que recupere de 7 pontos de desvantagem para o primeiro - pode mesmo tornar se campeã.

No entanto para que isso aconteça não é só a equipa perseguidora que tem de ganhar muitos jogos, mas a equipa líder que tem de perder 7 ou 8 pontos e neste caso, não entendo porque razão é que a imprensa e alguns benfiquistas estão tão preocupados apenas com o Sporting!

Estão tão preocupados com o Sporting que se esquecem que é o FCPorto que está em segundo a 5 pontos e que o SCBraga esta também em segundo com os mesmos 5 pontos atrás do Benfica.

Mais, não entendo como alguns benfiquistas torcem pelo SCBraga contra o Belenenses para o Braga ultrapassar o Sporting sabendo que o ideal é que Braga, Sporting, Porto e Guimarães percam o maior número de pontos, quebrem psicologicamente, quebrem fisicamente, quebrem em todas as áreas do jogo e para isso acontecer o Benfica tem de ganhar no Dragão este domingo.

Eu sei que as contas aconselham a ser calculista, as contas mostram me que um empate serve, mas para mim não serve...

Um empate no Dragão coloca o Braga a 3 pontos do Benfica, o Sporting e Porto a 5 pontos do Benfica.

Uma vitoria colocará o Porto a 8 pontos, o Sporting a 7 e o Braga a 5 pontos.

O segundo classificado se o Benfica ganhar no Porto estará a 5 pontos e em caso de fatídica derrota no Dragão, o Benfica vê o Braga e Porto  aproximarem-se para os 2 pontos enquanto o Sporting recupera numa semana 3 pontos, ficando "apenas" com 4 pontos de atraso.

Tudo isto para dizer que realmente só a vitoria pode interessar ao Benfica no Dragão e de preferência que Braga e Sporting possam milagrosamente perder pontos neste fim de semana, visto que vão jogar depois de jogos europeus na quarta e quinta-feira.

Também se tem falado muito na performance de Rui Vitoria no comando técnico do Benfica.

Eu próprio já tinha falado num outro post em "fazer história" em Belém com a décima sexta vitoria seguida fora de portas e alguém lembrou esta semana que nos últimos 30 jogos, apenas empatamos contra o Setúbal e perdemos contra o Porto. Sim tudo isto são factos positivos! Muito positivos!

Pois há outra estatística muito importante - e todas valem o que valem - que nos lembra que Rui Vitoria nem um ponto fez contra o FCPorto de Lopetegui ou de Peseiro, perdendo os dois jogos no Dragão e no Estádio da Luz na ultima época!

Esta estatística infelizmente conta muito e não se pode apagar do ADN de Rui Vitoria ou deste Benfica renascido, depois de Jorge Jesus.

Nós não ganhamos ao FCPorto desde o tempo de Jorge Jesus e este é o ultimo "link" que temos com esse treinador.

Este jogo não e só mais um jogo, mas será a maneira de impormos a tal homogeneidade que se fala á boca pequena.

Se o Benfica quer realmente mostrar que estes três campeonatos significam algo importante, temos de chegar ao Dragão e ganhar!

Toda esta semana serviu para voltarmos a ter a cartilha antiga do FCPorto a funcionar... Total pressão sobre os árbitros, claques a ameaçar fazer distúrbios junto do hotel do Benfica e se Pinto da Costa se lembrar ainda metem éter no balneário e os jogadores vestem-se no corredor.

Vamos estar sob fogo de todo lado este fim de semana e a calma que Rui Vitoria tem mostrado nos últimos 15 meses é o único antídoto das campanhas vergonhosas que vão aparecer de todos lados.

Para piorar as coisas e depois de termos Jonas e Rafa lesionados, Raul a tentar recuperar ritmo, eis que apareceu esta irritante lesão de Fejsa, que fez soar o alarme no meio campo do Benfica!

A verdade é que ao contrario de outros, o Benfica não tem um treinador que chora quem foi - Gaitan e Renato Sanches - nem os mais de 10 lesionados que já tivemos neste primeiro quarto de campeonato!

Vamos com tudo para cima do FCPorto e fazer deste jogo, a mostra definitiva que afinal a homogeneidade encarnada pode realmente querer instalar-se no futebol português!

Para terminar apenas dizer que acho deplorável que algum blog, site, jornal, post de Facebook ou comentários cibernéticos usem o alegado caso de separação de Bruno de Carvalho como arma de gozo ou arremesso contra o presidente do Sporting! E quem leu o meu ultimo post sabe que não morro de amores pelo senhor, mas há mínimos que nunca devemos descer e nunca devemos misturar a esfera privada da vida pessoal com o dominio público do senhor como presidente do Sporting!

Importante? Ganhar domingo!


Força Benfica




terça-feira, 4 de outubro de 2016

No Benfica "são uns espertos e malandros..."

Esta semana o Sporting de Jorge Jesus tem mais um recorde que temos de assinalar - nunca o Sporting nos seus mais de 100 anos de História, teve a ganhar 3-0 para o campeonato e deixou-se empatar. 

Só este Sporting de Jorge Jesus conseguiu esse feito e pasme-se, o homem estava no banco. Depois de dizer que em Madrid a equipa "nunca perderia o jogo se tivesse no banco", eis quando todo o país vê algo inédito - "com Jorge Jesus no banco, o Sporting sofre três golos e deixa-se empatar no castelo de Guimarães.

No final do jogo, Jorge Jesus disse que "não fomos espertos e malandros" e eu fiquei estupefacto com aquelas palavras.

Que auto-crítica de Jorge Jesus ao seu clube de infância. 

No dia seguinte, quando Cervi faz o 3-0 mais ou menos na mesma altura que o Sporting tinha feito o terceiro golo em Guimarães, pensei no pior...

Será que o Benfica é suficientemente esperto e suficientemente malandro para conseguir segurar o resultado?

Mas ao mesmo tempo que sentado no Estádio da Luz me assustava com esses dois adjectivos e se o Benfica conseguiria ser simultaneamente esperto e malandro, dei comigo a pensar na razão de Jorge Jesus achar que o seu clube de infância tem falta de esperteza e de malandragem. 

No Rio de Janeiro a malandragem é um adjectivo até simpático para definir o carioca, mas aqui por Portugal o ser malandro tem uma conotação um pouco dúbia, mas eu até entendo que a versão que Jorge Jesus quis dar á expressão fosse obviamente a mais leve...

Mesmo assim, pensei no Sporting actual e lembrei-me no que Bruno de Carvalho fez com a Doyen...

Ora, ele pegou num activo seu de nome Rojo que tinha custado 4 milhões de euros, mas desses 4 milhões de euros, 3 milhões tinham sido pagos pela Doyen ficando com 75% do valor do jogador. 

Quando o vendeu por 20 milhões de euros ao Manchester United, em vez de ficar com 5 Milhões dos seus 25% e dar 15 Milhões á Doyen, Bruno de Carvalho dá á Doyen os 3 Milhões que eles investiram e ficou com os 17 Milhões no bolso.

Se isto não é ser simultaneamente esperto e malandro, então eu não sei que conceito tem Jorge Jesus de esperteza e de malandrice

Com Labyad, o Sporting foi recentemente condenado pelo tribunal a pagar 1 milhão de euros a Jorge Pires pela intermediação do negócio em 2012... Soube-se que o jogador custou 900 mil euros e 2,6 milhões seriam para comissões de intermediários ainda no tempo de Godinho Lopes o que revela que a esperteza e a malandrice já vem de trás, acontecendo o mesmo com Bojinov a quem a FIFA condenou o Sporting a pagar 600 000€ ao antigo jogador que foi "despedido" por Bruno de Carvalho em 2013.

Também Carlos Freitas ganhou um caso contra este Sporting "pouco esperto e pouco malandro" porque o Sporting resolveu não pagar o que estava contratualmente definido e só o Tribunal da Relação de Lisboa obrigou o Sporting a pagar os 209 461€ acrescidos de juros de 4% de Março de 2003 até Abril de 2016, o mesmo se passando contra Maurício do Vale que vai receber do Sporting 200 000 euros depois do Tribunal de Trabalho na Comarca de Lisboa ter decidido ao fim de dois anos de processo, o que era óbvio para todos. 

Eu também vi Bruno de Carvalho falar duma caixa premium do Eusébio que o Benfica dava como cortesia aos árbitros e se bem me lembro ele falou em directo de "champanhes", "tudo á descrição", valores astronómicos pagos em jantaradas a querer criar um caso de corrupção que chegou até ás páginas de muitos jornais internacionais, mas quando foi ouvido e porque era tudo mentira disse que afinal aquilo não seria corrupção porque ele nunca usou essa expressão.

Algo que revela alguma esperteza e malandragem seguramente, como o fez esta semana. 

Então o Sporting disse ao mundo que finalmente tinha chegado ao sócio 150 000 e que tinha "apanhado o Benfica". Isso por acaso até seria possível mas ontem o ultimo sócio inscrito no Benfica estava á beira do numero 180 000... Ontem, sem esperteza e malandrice...

Mas depois apresenta as contas e percebemos que o numero de sócios não bate a bota com a perdigota em numero de euros que entram nas contas do clube/SAD. Aqui passamos de esperteza para "esperteza saloia" ou "chico-espertice" mas há muito mais... Aliás os casos de "pouca esperteza e pouca malandrice" no Sporting não acabam.

O jogador Sandro disse este verão depois de ter chumbado os testes médicos, que no meio desses testes o agente lhe ligou a dizer que o Sporting oferecia metade do ordenado que tinham combinado e que obviamente o agente o aconselhava a não aceitar negociar ir para um "clube como aquele"

Ontem para desviar a atenção do recorde feito pela equipa de Jorge Jesus em Guimarães, faz mais um comunicado criando o pânico em todos os árbitros porque supostamente o "Benfica" - sem nunca dizer o nome do Glorioso -  está a apavorar esses mesmos árbitros com ameaças de perderem os seus "outros" trabalhos caso "as coisas não voltem ao que eram".

Isto vindo de alguém com esta esperteza e malandrice é altamente credível, como credibilidade tem o seu novo comunicado criticando a candidatura do nosso presidente Luis Filipe Vieira a presidente do Benfica.

Eu vou repetir para todos entenderem...

Há um clube em Portugal que emite um comunicado a criticar a candidatura do presidente do clube rival dizendo que "já não existe ninguém que não perceba que a mesma vive de atamancar divida, aumentar passivo e tentar desesperadamente controlar o que que se passa à volta das 4 linhas"


Dizem mais: 

"O programa eleitoral já tem cerca de 12 anos e nunca foi ou é revisto, versa sobre algo que é ser a espinha dorsal da selecção e formação... Ou seja, aqueles pontos que todos já perceberam que não passarão de chavões e que nunca serão cumpridos (...) As contas são péssimas. A estratégia é dizer apenas por alto e de fugida que têm lucros, colocar as palavras "histórico" e “financeiro” juntas e fugir a 7 pés de qualquer explicação"


Diz ainda que eu como todos os sócios do Benfica andamos de "manipulação em manipulação" e termina dizendo que "no Sporting Clube de Portugal não vivemos de votações electrónicas passíveis de serem manipuladas, de alterações de estatutos para afastar possíveis candidatos, não se usam atletas do clube (ou qualquer outras pessoas) para “pressionar” e “controlar” as AG`s, nem se colocam fortíssimos candidatos a uma vitória, como Rui Costa"

Ou seja sobre a esperteza e malandrice do Sporting estamos conversados, mas há algo que tenho que escrever sobre Bruno de Carvalho. Este comunicado escreve uma expressão interessante - "de manipulação em manipulação" - e para quem percebe um pouco de psicologia entendo o que se passa...

"A projeção é um mecanismo de defesa no qual os atributos pessoais de determinado indivíduo, sejam pensamentos inaceitáveis ou indesejados, são atribuídos a outra(s) pessoa(s)."

Se isto não é um caso típico de projecção Freudiana então eu não sei que exemplo se poderá dar para melhor descrever esta situação. 

Ouvia alguém dizer noutro dia que este Sporting não pode ganhar, porque se este Sporting ganha eles acham que é assim que se ganham campeonatos e não é assim que se ganham campeonatos. Não é assim.

Não é a não pagar a quem se deve, não é a ser manhoso, não é a usar uma comunicação de guerrilha constante, não é a minar todo o universo da industria do futebol que se ganham campeonatos e se valoriza este desporto. 

Eu ás vezes dou por mim a querer desistir deste desporto - nunca do Benfica - por alguns anos, para não ter que ler, ver e ouvir coisas que abomino. 

Eu abomino esta linguagem e sei que os meus amigos sportinguistas também abominam mas não podem dizer, nao podem falar, porque têm a esperança de ganhar. 

Eu já escrevi e volto a escrever :

Bruno de Carvalho é perigoso e não alinho na lenga lenga que desde que ele lá está, ganhámos três campeonatos. Sim é verdade que ganhámos e até poderemos continuar a ganhar, mas este homem, esta comunicação, esta postura, esta maneira de trabalhar mentindo, sendo mafioso, manhoso, não pagando a quem deve é algo que não pode continuar nesta industria e quando ele fala das alterações que quer fazer no futebol, pagar a tempo e horas deveria ser a primeira. 

Eu li o que Bruno de Carvalho escreveu no DN atacando sem dó nem piedade Domingos Soares Oliveira, mesmo sem nunca usar o seu nome, só porque ele disse numa entrevista magnifica ao Económico que "as condições de que a Grécia beneficia, do ponto de vista do financiamento, são melhores que as de Portugal. E no entanto Portugal tem sido um excelente cumpridora à Grécia foi perdoada parte da dívida." Disse ainda que o "sistema não é justo e que quem tem mais dificuldades em pagar é alvo de maior tolerância"

O que está aqui de tão errado? Bruno de Carvalho prova com todos estes processos e muitos outros  como a empresa que estava a construir o pavilhão, a Galp que teve um acordo já feito este ano e outros, que pagar o mais tarde possível, só pode trazer vantagens e as que trouxe na banca é que tem um acordo melhor do que todos os clubes que pagam a tempo e horas.

Mas isso não é exclusivo do futebol. Isso é exclusivo duma gestão manhosa, chico-esperta e malandra que Bruno de Carvalho é nos dias de hoje, o seu expoente mediático maior. 

Eu vi a entrevista e quero dar os Parabéns ao Domingos Soares Oliveira pela clarividência com que falou e explicou pontos que podem ser discutíveis, mas que ele decidiu porque tem de decidir como ele acha melhor. Agora ter uma resposta duma pagina inteira no DN com Bruno de Carvalho destilando ódio é demais. 

É demais e a culpa é do DN, outrora um jornal de referencia português e hoje uma sombra do que foi. 

A tristeza com que vejo, leio e escuto a discussão do futebol desde que Bruno de Carvalho chegou ao futebol - e acho que já disse antes isto - faz me querer desistir...

Desisti de escrever no blog com a mesma frequência, desisti de ver quase todos os programas de televisão sobre futebol, desisti de ver todos os outros jogos da Liga excepto o Benfica e espero que não tenha que desistir de algo mais...

Este homem trouxe para o futebol o que de pior o mundo tem - mentira, manhosice, falsidade, chico-espertismo e obviamente malandrice

Jorge Jesus está enganado. 

No Sporting tem tudo isso e se perderam o jogo em Guimarães foi porque ele foi mais uma vez o culpado!

Para terminar a falar de futebol, apenas quero dizer que o Benfica é primeiro, com a melhor defesa e o melhor ataque e vai ter agora uma grande revolução no plantel com a entrada de Jardel, Rafa, Jonas, Raul, Samaris, Danilo e André Horta. 

Espero que essa revolução seja positiva, porque melhor que ser primeiro com 3 pontos de avanço de FCPorto e Sporting á sétima jornada é complicado. 

Não pensem que trazer os novos jogadores recuperados nos vai dar vitórias seguidas... 

Só a humildade e trabalho nos fazem ganhar e isso não pode ser nunca esquecido. 

Força Benfica


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

- Rui Vitória !?!? - Pode tratar-me por Rui, por favor?

No inicio da época passada havia uma piada a circular pelas arrogantes mentes leoninas que versava assim:

Na sala de imprensa depois de mais um desaire, um jornalista levanta a mão e diz:

-  Rui Vitória !?!?!

E Rui Vitória aparentemente respondia :

Pode tratar-me por Rui, por favor?

Esta piada foi-me contada algumas vezes por fervorosos adeptos leoninos na lua com o seu novo treinador,  há cerca de um ano.

Depois dessa piada o nosso treinador conquistou uma Taça da Liga, conquistou um campeonato com o recorde de pontos do Benfica, conquistou uma Super Taça, atingiu os quartos de final da champions, mas não acabam aqui os "títulos" pessoais do Senhor Rui.

No dia 20 de Setembro de 2015 o Benfica jogou contra o FCPorto no Dragão e perde nos últimos minutos.

No final do encontro esses jornalistas perguntavam a Rui Vitória sobre a dificuldade em ganhar fora porque o Benfica não conseguia um único ponto fora de casa, depois de ter perdido contra o Arouca e contra o FCPorto no Dragão

Desde esse jogo a 20 de Setembro de 2015 até ao dia 24 de Setembro de 2016 passaram 368 dias e o Benfica apenas empatou um jogo fora contra o União da Madeira - em jornada adiada devido ao mau tempo para uns meses depois - e ganhou todos os jogos seguintes.

Eu vou repetir para que todas as pessoas possam entender...

O Benfica em 368 dias e em 19 jogos fora do Estádio da Luz para a Liga Portuguesa 2015-2016 e para o inicio de liga 2016-2017 ganhou 18 jogos e empatou apenas um jogo a 0-0 contra o União da Madeira. 

Se formos considerar os jogos seguidos que o Benfica ganhou fora chegamos á conclusão que o Glorioso fez a sua décima quinta vitória seguida, igualando o feito protagonizado por Jimmy Hagan com a equipa maravilha que não perdeu um único jogo em 1972/1973, apesar da série já vir da época transacta.

O Benfica teve a ganhar desde o dia 23 de Março de 1972 - quando perdemos com o Barreirense por 1-0 no Barreiro - até ao dia 1 de Abril de 1973 quando empatámos a 2-2 com o FCPorto no antigo estádio da Antas.

Ou seja foram exactamente 374 dias, 15 jogos fora, que o Benfica teve sem perder no tempo mais Glorioso ao nível de resultados internos - Liga Portuguesa - da nossa história.

Neste momento, o "Senhor Rui" igualou Jimmy Hagan com 15 vitórias seguidas fora para a Liga Portuguesa e pode bater esse recorde se conseguir ganhar no dificílimo jogo que teremos no Estádio do Restelo no próximo dia 23 de Outubro. 

Esta época o "Senhor Rui" em seis jogos da primeira Liga, tem quatro jogos fora e dois jogos em casa, enquanto o Sporting por exemplo tem quatro jogos em casa e dois jogos fora efectuados. 

Dizem-me os sportinguistas que eles tem vantagem porque um desses quatro jogos em casa foi contra o FCPorto ao que eu respondo que também já jogámos em casa contra o SCBraga e já fomos ganhar um dos jogos dificeis na Madeira, mas aqui a questão importante não é comparar o Benfica com o Sporting - e todos vão jogar contra todos - mas sim comparar as piadas dos sportinguistas ao nosso treinador exactamente há um ano, com os resultados do "Senhor Rui" um ano depois. 

As mesmas piadas que se falaram contra "o Senhor Rui" há um ano voltaram esta semana após a derrota benfiquista em Nápoles.

Criticaram-se as opções táticas do "Senhor Rui" mas essas pessoas não viram o jogo que eu vi.

O Benfica começa o jogo a surpreender tacticamente o Nápoles e não marca porque Mitroglou falha dois golos que não pode falhar. Depois sofremos mais um golo de bola parada num canto e acabamos a primeira parte a discutir o jogo com o Nápoles, mesmo com alguns jogadores em sub rendimento, como Carrillo. 

No intervalo achei que Gonçalo Guedes, Salvio e Cervi poderiam dar a rapidez que o Benfica necessitava e poderíamos no mínimo empatar o jogo, mas eis que Júlio César resolve ter um daqueles dias maus que acontece a todos uma ou outra vez na vida e o Benfica perde naturalmente um jogo de Champions, beneficiando ainda com o facto de Besiktas e Dinamo de Kiev terem empatado o jogo entre eles. 

Sem dramas, virámos rapidamente a página para o Feirense que tem agora a importância semelhante a jogar contra o Barcelona numa final de Champions e temos que conquistar os três pontos em casa junto do nosso público.

O "Senhor Rui" tem ido paulatinamente conquistando um lugar na História do Benfica e se conseguir ganhar domingo e recuperar todos os jogadores lesionados para esse importantíssimo e histórico jogo no Estádio do Restelo a 23 de Outubro pode ganhar um lugar no Olimpo Benfiquista.

Se isso acontecer, talvez nesse dia passa de "Senhor Rui" a "Rui Vitória" porque parece que para muitos adeptos adversários, o nosso treinador será eternamente o "Senhor Rui" quando se esquecem que esse "Senhor Rui" já é campeão, já ganhou uma "Super Taça", já ganhou uma "Taça da Liga"  e já conquistou uma  "Taça de Portugal" antes de chegar ao Benfica, coisa que outros treinadores não conquistaram. 

Há "senhores Jorges" que para ganharem Taças de Portugal e campeonatos tiveram que passar pelo Benfica já em idade de reforma e há outros "senhores Rui" que a começar a carreira de treinadores não precisaram da grandeza do Glorioso para conquistarem Taças de Portugal e não precisaram de muitos anos - 46 anos exactamente - para ganhar tudo o que havia para ganhar em Portugal.

O que precisam é de pouco mais de um ano para fazer História no Glorioso e isso foi atingido a semana passada quando igualaram os números da maior lenda técnica do nosso clube.

Agora veremos se tem a arte e o engenho de ultrapassar esses números míticos, ganhando este domingo e depois em Belém. 

Se o fizer, espero bem que todos se lembrem que estamos a assistir a História no nosso clube e por falar em História fui ver quantos jogos seguidos teve o FCPorto  a ganhar fora e o seu recorde de vitórias seguidas fora de casa é de onze jogos enquanto o Sporting em toda a sua história grandiosa  (seis títulos nos ultimos cinquenta anos), tem apenas seis vitórias seguidas fora como recorde pessoal, em mais de 100 anos de História. 

Por tudo isto é importante que se dê o devido mérito a quem o tem e neste momento estamos a poucas semanas de aplaudir de pé o grande Rui Vitória.

Em relação á champions eu escrevi aqui o quão importante era ter ganho em casa contra o Besiktas e apesar de estar tudo em aberto, sei que vamos ter imensas dificuldades para passar o grupo. Assim mesmo, prefiro perder três pontos em Nápoles que perder três pontos contra o Feirense portanto, ninguém tenha duvidas que o jogo importante da semana é este domingo

Força Benfica






quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Comprometemos o apuramento para os oitavos da champions? Sim, não ou talvez?

Eu sou muito pragmático nas contas do futebol e escrevi-o no meu post anterior. 

O Benfica tinha de ganhar os três pontos em casa para poder respirar de forma mais calma nos jogos seguintes da champions, num grupo onde todos podem ganhar a todos...

E por causa deste pragmatismo e sabendo de todas as dificuldades, encarei o jogo ontem depois do 1-0, como uma guerra contra o tempo

Cada minuto que passava e o marcador estava 1-0, mais perto estávamos desses 3 pontos e desse 1,5M de euros que entrariam nos nossos cofres, com uma vitória.

Nada mais interessava e o Benfica ontem jogou exactamente para isso. Todos fizeram o que era suposto fazer e Gonçalo Guedes fez até muito mais que outros, correndo e trabalhando muito, mas tem 19 anos e não é ponta de lança, portanto falhar um golo na cara do guarda redes é aceitável. 

O que não é aceitável é estar num estádio do meu clube do coração, dum clube elevado, respeitador, português, educado e ouvir assobios constantes a um jogador com quem eu e todos os benfiquistas sofremos há dois meses em França no campeonato da Europa. 

Mas faz algum sentido assobiar o Quaresma? Mas faz algum sentido assobiar constantemente um atleta campeão europeu por Portugal, que joga na Turquia?

Ninguém espera aplausos para o homem, mas assobios?

E a frase anterior tem algo de muito interessante... Eu escrevo "ninguém espera aplausos" mas foi isso que eu ouvi quando Talisca vai aquecer na primeira parte...

Aplausos para Talisca? Mas aplausos para Talisca, porquê?

O homem é brasileiro, não é campeão europeu, não é do Benfica porque só teve cá dois anos - eu sou do Benfica, ele não - e merece aplausos?

Assobia-se o português campeão europeu e aplaude-se o brasileiro mercenário?

Pois eu critiquei duramente no estádio esta atitude e nem sequer entrei em discussões para não me chatear, mas a verdade é que tive 45 minutos cheio de medo que aquele Talisca chutasse á baliza uma única vez...

Ele só precisava dum remate para poder fazer golo e esse remate aparece no ultimo dos últimos minutos e aqui pergunto:

- Alguém naquele estádio não sabia o que podia acontecer?

- Alguém naquele estádio não sabia que as hipóteses de sofrer um golo eram de 80%

- Alguém em casa a ver o jogo pela televisão não sentiu que tínhamos sofrido um penalti ao minuto 93?

Então se todos sabíamos das hipóteses fortes de sofrermos um golo daquele livre, porque ninguém fez nada para o evitar?

Os livres são pontapés mas porque não meter a barreira na linha de golo, porque não se fez duas barreiras, porque não meteram jogadores ás cavalitas da barreira, porque não se inventou qualquer antídoto para evitar aquele golo?

Eu não sei o que tínhamos de fazer, obviamente que estou a exagerar nos exemplos que escrevi atrás, mas alguém teria de ter pensado nesta situação, ainda por mais sabendo que era o minuto 93 e não podíamos sofrer aquele golo, sob pena de estarmos a colocar a champions em risco. 

Houve desprezo por um pontapé que tecnicamente é perfeito. Aliás essa foi a razão que Talisca foi embora - ele só sabe fazer isso,  não sabe fazer mais nada.

Só sabe rematar dali, daquele sitio ou um pouco mais á frente, preferencialmente na parte final do encontro, porque ele só aguenta 45 minutos e contra guarda redes que não sabem como ele remata.

Ora para todos aqueles que culpam o Guedes da nossa derrota, olhem para o golo do Talisca e vejam se o Guedes poderia fazer algo mais naquele remate... 

Agora é fazer 3 pontos contra o Nápoles no ultimo jogo em casa, 3 pontos contra o Besiktas indo ganhar á Turquia (não há volta a dar) e fazer 4 pontos ou 6 pontos contra o Dínamo de Kiev

Comprometemos o apuramento para os oitavos da champions? Talvez!

Mas nem tudo foi mau ontem. O  Benfica tinha uma média de idades de 23,6 anos - talvez a mais baixa de toda a jornada da champions - a equipa soube estar ciente das suas limitações e vestir o fato de macaco com o objetivo dos 3 pontos que foram beliscados por aquele remate fora de horas. 

Agora contra o Braga na próxima segunda feira, provavelmente teremos já Mitroglou mas não teremos Fejsa, pelo que consta os nossos lesionados só vão chegar em Outubro - talvez a tempo de irem a Kiev no dia 19 - e a equipa vai ter que se encontrar com os que estão. 

Os únicos dois jogos em casa este ano temos dois empates e não podemos perder qualquer ponto contra o Braga. 

Que fique de aviso o resultado de ontem, para o que resta do ano!

Força Benfica


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

O "terceiro ponto" no famoso novo "paradigma", o nervosismo pós jogo em Arouca e a importância de ganhar amanhã!



A entrevista do nosso presidente foi talvez a melhor que vi dele e apesar de não nos ter dito nada de novo, disse-o com convicção e num ambiente informal, especialmente na segunda parte, já na TVI24.

Disse duas vezes que "é impossível recuperar Bernardo Silva e João Cancelo", o que pressupõe que nalgum momento pensou nessa hipótese, tal como eu pensei e desejei em silêncio durante todo o defeso.

Para mim o raciocínio era simples - Bernardo Silva é apaixonado pelo Benfica e quer jogar no clube do seu coração, coisa que lhe foi proibida de fazer pelo anterior técnico.

Sabendo disso, e sabendo que o Mónaco não pode perder um activo tão importante, eu achei que 20M de euros seria suficiente para convencer o clube monegasco a abrir mão de 60% a 70% dos direitos económicos de Bernardo já neste defeso.


Sabendo que depois do mundial da Rússia o jogador pode valer algo próximo dos 50M de euros, isso significaria que o Mónaco ainda poderia gerar mais valias entre 15M a 20M de euros e o Benfica usufruía do talento de Bernardo repondo um "erro histórico" da nosso passado recente.


Eu sonhei com essa hipótese e sonho, pois não quero acreditar que o Benfica vai cometer o crime de não ver jogar na sua principal equipa um dos maiores talentos produzido no Seixal nestes últimos anos.

O meu raciocínio era lógico mas para Luís Filipe Vieira mais lógico foi investir 16M no Rafa que apesar de ser mais velho que Bernardo Silva 15 meses, faz o mesmo que Bernardo no campo, é também da selecção e daqui a 2/3 anos pode valer os mesmos 40/45M que valeria Bernardo Silva, só que todo esse dinheiro vem para o Benfica enquanto no meu hipotético cenário, teria que se dividir algum desse dinheiro com o Mónaco. 

Eu preferia Bernardo por questões românticas e porque o acho bem melhor que Rafa, enquanto o nosso presidente decidiu com base na razão e por isso é que ele é o nosso presidente e eu sou um simples adepto... 

Nessa mesma entrevista, Luís Filipe Vieira diz que o Benfica vai investir muito menos nos próximos anos do que investiu nestes últimos e sabemos que normalmente temos investido algo na casa dos 35M por ano, com épocas até bastante acima desse valor.

Se isso se confirmar, as contas de Luís Filipe Vieira fazem total sentido, apesar de nessas contas termos de incluir 15M por Danilo a investir já na próxima época.

Se vendermos (ou dispensarmos) nos próximos 4  anos Jonas, Mitroglou, Luisao, Julio César, Raul Jimenez, Salvio, Fejsa, Samaris, Lindelof, Jardel, Grimaldo, Cervi, Lisandro, Carrillo, Rafa, Gonçalo Guedes, Nelson Semedo, Pizzi e Zivcovic - alem de outros jogadores de menor importância que estão emprestados - o Benfica pode ter receitas na ordem dos 350M de euros em 4 anos.


Se esses 20 jogadores forem substituídos por 22 jogadores novos - 12 jogadores da formação e 10 jogadores contratados (estrangeiros ou portugueses) com investimentos na ordem dos 80M -  media bastante alta de 8M por cada jogador contratado - o Benfica vê reduzida a sua folha salarial, muda definivamente o famoso "paradigma", traz facilmente o passivo para os 200M que Luís Filipe Vieira e Domingos Soares Oliveira acham razoáveis e mantém esses 12 novos jogadores vindos da formação do Benfica pelo menos até 2020.

Se esta é a aposta para os próximos 4 anos e para o próximo mandato de Luís Filipe Vieira, então o Benfica vai realmente entrar numa nova fase da sua história e eu aplaudo de pé.

Se isto é possível de fazer com insucesso desportivo? Não acredito, mas acredito que se possa fazer esta transição conquistando algo e mantendo um equilíbrio muito bom entre sucesso desportivo e sucesso financeiro.


Vamos viver tempos muito interessantes e o que escrevi atrás é o raciocino básico financeiro de contas de mercearia, mas há uma variável que queria ver discutida nos próximos anos.

Se o Benfica vai apostar na formação e investir em menos contratações então talvez exista espaço para a um terceiro ponto neste novo paradgma, como falo no título deste post, que passe pela contratação de uma ou duas estrelas de valor mundial para a nossa equipa.

Em Janeiro quando Ibrahimovic disse que não iria ficar em Paris eu pensei que Ibra seria a contratação que o Benfica necessitava para atacar o Tetra, fazer uma boa prestação na champions e acelerar o processo de internacionalização da marca Benfica.

Na altura pensei num exercício básico onde Ibrahimovic assinava um contrato de 3 anos por 20M/ano pelos vistos não fui o único porque encontrei esta imagem a circular pela internet...


Se Ibrahimovic ficasse no Benfica duas épocas e fosse vendido/cedido/emprestado na terceira época o Benfica poderia ter o retorno desportivo e mediático dum dos melhores jogadores do mundo, ainda poderia rentabilizar algum desse investimento em merchadising nestes 24 meses e numa possível futura transferência na terceira época.

Depois pensei, "porque razão Ibrahimovic queria vir jogar contra o Moreirense ou contra o Chaves?" mas olhei para a liga francesa e achei que também há Moreirenses e Chaves em França...

Entretanto achei que ele talvez gostasse de Lisboa, de Portugal e antes de rumar á China ou Estados Unidos pudesse querer passar aqui dois anos, mas cada vez que falava desta hipótese a alguém próximo logo me vinham com a velha palavra tão portuguesa - "Impossível, isso é Impossível..."


Mas a verdade é que o Benfica tentou Schweinsteiger neste defeso e ele recusou porque a liga portuguesa não é atraente mas eu penso que há oportunidades que surgem e se Ibrahimovic viu uma oportunidade em trabalhar com Mourinho no Manchester United, pode haver jogadores de top 10 mundial que veem oportunidades em vir jogar no Benfica, vivendo em Lisboa entre os 30 e 35 anos.


Veja-se o caso de Julio César, Casillas, Saviola e Aimar eram até mais novos, Jonas não era um jogador de top mundial mas acabou no top 3 de melhores marcadores da Europa e há de certeza jogadores do top 10 mundial que possam querer entrar num projecto europeu deste novo Benfica.

É isto que falta na ambição do nosso presidente - ver um pouco mais alem dos investimentos feitos em jogadores novos para depois vender...

Há que apostar na formação e deixar os jogadores estarem 3/4/5 anos no clube, há que apostar em jogadores estrangeiros novos que podem estar no Benfica 2/3 anos e seguirem o seu caminho gerando mais valias e tem de haver espaço para aquela estrela que vai dar títulos ao Benfica, vai trazer mais pessoas ao estádio, vai vender mais camisolas com o seu nome e vai ajudar na internacionalização da nossa marca.


Temos quatro anos para tentar algo neste particular e se temos a melhor prospecção do mundo nos mais jovens dos 4 cantos do mundo, vamos ter a prospecção e rapidez para antecipar negócios interessantes do ponto de vista  desportivo e mediático.

E por falar em mediatismo, Rafa entrou esta semana em Arouca e provou que pode ser uma aposta de futuro e que deverá ter 2/3 épocas no Benfica para crescer como futebolista.

Não sei se jogará tanto quando tivermos Jonas disponível mas Jonas estará provavelmente na sua ultima época no Benfica e Rafa também pode ser um óptimo extremo, um maravilhoso segundo avançado e quem sabe não pode ainda fazer concorrência a André Horta como número 8.


Apesar de vários falhanços que não pode ter no Benfica, apesar da lesão para 4 semanas e apesar de não ter sido brilhante deu mostras de que pode ser um óptimo reforço.

Para fechar o tópico Arouca não queria deixar de comentar os incidentes envolvendo Rui Costa e membros da comissão de arbitragem em Arouca bem como a atitude um pouco sobranceira com que Rui Vitoria chegou á sala de imprensa e tratou as perguntas dos jornalistas no fim do jogo. 


O Benfica diz que membros do Arouca provocaram bastante os nossos dirigentes mas na minha opinião as perguntas que deveríamos responder são:

Quem são os dirigentes do Arouca? Que importância tem os dirigentes do Arouca para a nossa felicidade? Porque havemos de responder e ainda por cima com maus modos a esta gente?

Não, não podemos responder !

Também há o famoso pénalti que ficou por marcar sobre Rafa. Eu admito que não acho um pénalti de caras e aceito que o árbitro não tenha mercado, como aceitaria que o tivesse marcado mas o nervosismo do nosso treinador, da equipa técnica - tivemos um membro expulso durante o jogo após esse lance - e de Rui Costa não pode existir apesar de eu saber porque existe.

Isto já vem de trás e todos pressentimos que há algo nesta época contra o Benfica e isso torna-se óbvio.


O que o ano passado todos criticavam - nomeações e eventuais relatórios - este ano alterou-se... 

No ano passado o Benfica nunca teve árbitros a apitar os nossos jogos que normalmente nos prejudicavam e isso endoidecia os nossos adversários especialmente os evoluídos, intelectuais e educados Bruno de Carvalho, Octávio Machado, Inácio e até Jorge Jesus...

Nenhum destes criticava as nomeações porque elas eram boas e imparciais.

O que eles queriam era que os árbitros que "davam garantias de roubar o Benfica" apitassem mais vezes o Benfica. 

Era isto que eles queriam e querem - que os árbitros que dão mais garantias de roubar o Benfica, apitem o Benfica -  mas o ano passado aconteceu isso menos vezes.

Este ano sentimos todos que apenas com 4 jornadas realizadas os árbitros estão a ajuizar mal os lances do Benfica duvidosos prejudicando-nos e a ajuizar mal também os lances duvidosos do Sporting, beneficiando-os...

Isto enerva os benfiquistas mas não pode enervar...

Rui Vitoria tem de chegar a todas as conferências de imprensa - com bons ou mau resultados - como nos habituou a estar na época passada, com calma, com tranquilidade, sem desconfiar de agendas dos jornalistas ou de perguntas envenenadas e tem de ser Cool - "act Cool" - porque não há outra maneira de estar antes e após os jogos.

O mesmo se passa com Rui Costa e até Rui Cunha, o mais calmo, tranquilo membro da nossa direcção por quem tenho o maior respeito, apreço e de quem tenho admiração como representante dum benfiquismo nas nossas direcções que não se pode perder, que segundo relatos que li na imprensa cada vez mais mentirosa,  se enervou bastante em Arouca. 

Vale o que vale...

O que quero realçar é que o Benfica tem de acalmar e relaxar, mesmo que os indicadores sejam preocupantes ao nível da arbitragem e jogar cada jogo sem falhar o que tem vindo a falhar ao nível da finalização.

Para terminar falar do jogo mais importante da champions - o primeiro.

As estatísticas não enganam e quem ganha o primeiro jogo da champions apura-se quase sempre para os oitavos da prova.

O ano passado ouvi esta estatística e fui averiguar, confirmando o que dizem os números - a importância dos 3 pontos no primeiro jogo é determinante para se passar o grupo e eu tenho alguma apreensão deste primeiro jogo amanhã!

O Besiktas, tal como o Benfica, já empatou uma vez na liga turca, mas tem um plantel reforçado e com aspirações legítimas a lutar por um lugar nos oitavos da champions.

O Benfica parte como favorito mas tem um inicio de época terrível com lesões que ainda não permitiram que a equipa se tenha estabilizado e isso assusta-me, apesar da boa resposta dada em Arouca.

Mitroglou pode recuperar mas está em dúvida, perdemos Rafa durante um mês, Jardel está outra vez lesionado e Jonas, Raul e Jovic mantém-se fora das opções para o jogo...


O que quero realçar é que o excesso de confiança não é bom conselheiro nestes jogos e se Talisca vai jogar para marcar em balizas que tão bem conhece, Quaresma vai querer fazer o que tantas vezes fez no Estádio da Luz e Aboubakar mostrar serviço para impressionar os do Porto, há outros bons jogadores que vão dificultar e muito a nossa primeira final.

Todos os cuidados são poucos e o que queremos são os primeiros 3 pontos na champions e um estádio quase cheio para apoiar o Glorioso.

Nós, adeptos, podemos controlar o segundo ponto esgotando o estádio e se o fizermos ajudaremos e muito os jogadores a tratarem do primeiro ponto, ganhando o jogo e os primeiros milhões da champions.

Força Benfica

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Os Ferraris mais equipados e as melhores mãozinhas para os guiar...

Há um mês escrevi o meu único post nesta silly season do mercado de verão e fui resistindo á tentação de ir comentando o  que  ia aparecendo nos media cada vez mais em formato telenovela...

Sei bem o que escrevi há exactamente um mês e vou repeti-lo pois no dia 6 de Agosto - véspera da SuperTaça - o meu único objectivo era que não se mexesse absolutamente nada no plantel que estava até então definido como "em aberto"...

" (...)  Na minha opinião o sucesso desta época está nesta equação muito simples - não se vende, nem se compra até Janeiro (...) e como cada benfiquista terá neste momento uma lista com 26 nomes, eu também tenho os meus...

1. Ederson
2. Júlio César
3. Paulo Lopes

4. André Almeida
5. Nelson Semedo
6. Grimaldo
7. Eliseu

8. Lindelof
9. Lisandro Lopes
10. Jardel
11. Luisão

12. André Horta
13. Samaris
14. Fejsa
15. Celis
16. Danilo

17. Pizzi
18. Carrillo
19. Cervi
20. Zivcovic
21. Salvio

22. Gonçalo Guedes
23. Benitez 
24. Jonas
25. Raul Jimenez
26. Mitroglou

(...) O que temos de fazer até 31 de Agosto? Não mexer... Não mexer caro presidente."

Pois bem, a verdade é que o Benfica mexeu e nestes 26 que eu coloquei há um mês saiu um jogador de nome Benitez e entrou outro de nome Rafa Silva, reforçando ainda mais o nosso ataque.

Estes eram os meus 26, mas tanto Kalaica como Jovic estão dados como sendo parte integrante do plantel mesmo que Rui Vitória ache que o ideal é ter grupos mais pequenos. 

O que importa dizer é que eu sei que este plantel dá garantias para as lutas dificílimas pelo título de campeão nacional, pela conquista da Taça de Portugal, pela Taça da Liga e pela repetição do acesso aos quartos de final da champions como fomos o ano passado e sabia-o a 6 de Agosto. 

As nossas decisões e opções foram tomadas com muito tempo de antecedência, Rui Vitória trabalha com este plantel há muito mais de um mês - tirando Rafa que chega apenas esta semana - e isso significa que o Benfica decidiu o que tinha que decidir em Junho. 

O Benfica não pode mudar a sua estratégia só porque o Sporting contrata Cristiano Ronaldo ou se o Porto contrata Messi e se há algo que eu gosto neste novo Benfica sem o "maior do mundo" é que as coisas fazem-se com calma, tranquilidade e em tempo útil. 

O "melhor do mundo" tem de facto á sua disposição o melhor plantel que o Sporting teve nas ultimas décadas e conseguiu tudo nos últimos dias de mercado, começando realmente a época esta semana. 

Parabéns a ele e a todos os sportinguistas pois ter Patricio, Coates, Douglas, Semedo, Schelloto, Zeegelaar, Wiliam Carvalho, Adrien, Elias, Bruno Paulista, Meli, Petrovic, Bruno César, Brian Ruiz, Gelson Martins, Campbell, Markovic, Alan Ruiz, Das Bost, Castaignos, Matheus Pereira, André (entre outros) é algo que faz Marco Silva e Leonardo Jardim corarem de vergonha dos seus planteis.

Ter 2 e 3 pontos de vantagem de Benfica e FCPorto, depois de ter jogado contra um adversário directo, dá ao "melhor do mundoo peito para se mandar para uma entrevista de consagração ao Record e ele não se fez rogado...

Sinceramente e sem ironia, se alguém ler a entrevista e imaginar que está a ler a mesma entrevista em Maio de 2017, pensa que ele está a falar já depois de ter sido campeão.

Eu próprio sinto que há algo de consagração no seu discurso, nos elogios constantes ás suas decisões, ás decisões (submissas) do presidente, à maneira como o "melhor do mundo" está feliz por ter os jogadores que "ele escolheu" e que o presidente "lhe conseguiu dar", mostra que ele está a celebrar "o seu plantel".

E escusa de falar de dinheiro que ele conseguiu dar ao Sporting porque João Mário e Slimani estavam em Lisboa antes do "melhor do mundo" entrar no clube. 

João Mário jogou na ultima época 45 jogos e marcou 7 golos enquanto com Marco Silva jogou 45 jogos e marcou os mesmos 7 golos, mas com a diferença que ganhou uma Taça de Portugal com Marco Silva e um título europeu com Fernando Santos. Com  "o melhor do mundo" João Mário ganhou a mesma SuperTaça que Carrillo tem no curriculum

Slimani jogou 63 jogos em duas épocas com Leonardo Jardim e Marco Silva marcando 25 golos enquanto com "o melhor do mundo" Slimani fez 45 jogos e marcou 31 golos subindo claramente de eficácia na ultima época, mas não foi Jorge Jesus que o contratou.

O que será interessante é ver quanto vai o Sporting ganhar com as contratações do "melhor do mundo" - Meli, Elias, Castaignos, Das Bost, Brian Ruiz, Alan Ruiz, Petrovic, Bruno Paulista, Schelloto, Zeegelaar, Douglas - pois com Barcos e Aquilani ganhou muito pouco.

Isto tudo para dizer que o nosso Ferrari foi pensado, meticulosamente calculado e fechado com estratégia muito antes do fecho do mercado - mesmo com a novela Rafa a encher as paginas dos jornais até ao ultimo dia - e vamos humildemente defender o titulo conquistado o ano passado, mesmo estando já dois pontos atrás do Sporting.

O Ferrari do vizinho apareceu preocupantemente (para nós) bem equipado na recta final de mercado, mas nada que nos faça alterar a estratégia antes definida. 

Retocámos algo com a entrada de Rafa e temos o plantel preparado para o cansaço os castigos e lesões duma época longa - Ederson, Júlio César, André Almeida Jardel, Luisão, Jonas, Fejsa, Zivcovic, Raul Jimenez assim o provam com vários dias na enfermaria da Luz ...

Fora das quatro linhas, parece-me que este ano tem tudo para ser tão mau quanto o ano passado, pois o ruído e as mentiras que aparecem do outro lado tem deste lado interlocutores prontos para responder á letra. Seja na CMTV, na TVI 24, na SIC Noticias, na RTP3 ou em paginas de Facebooks mais ou menos famosas, o circo está montado para ser uma guerra entre dois Ferraris a jogar-se nas quatro linhas e fora delas. 

O Ferrari do norte está aparentemente menos bem apetrechado, mas tem a vantagem de não ter os holofotes apontados a si e pode correr por fora durante a época, sabendo que o que realmente interessa é cortar a meta em primeiro.

Acho que neste aspecto o FCPorto vai estar menos desgastado com as polémicas que vão aparecer nesta guerra a sul e se forem inteligentes podem tirar dividendos disso até porque vão jogar uma Champions em formato de Liga Europa e até Dezembro terão um calendário mais calmo sabendo que já foram a Alvalade.

Eu não sei como se resolve este problema dos comentadores profissionais afectos ao Benfica - dos outros não quero saber - mas sei que há algo nesses comentadores que me faz querer desligar completamente de tudo o que tem a ver com futebol.

O que se passa com esta gente? O que se passa com o nível, educação, classe e respeito que estão inerentes ao ADN da palavra Benfica?

Eu não quero, nem vou, dizer mal deste ou daquele porque estão a comentar e a fazer o seu trabalho, mas as pessoas já repararam que estas discussões são absolutamente inúteis?

Eu quero lá saber se o Adrien queria ir embora e foi obrigado a ficar ou se o Luisao queria ficar e Luís Filipe Vieira queria que ele fosse embora. Ambos ficaram nos clubes e siga...

Eu quero lá saber se o Bruno de Carvalho andou a enviar SMS ao Salvador, se houve ou não houve emails entre advogados do Sporting ou Braga, porque Rafa é jogador do Benfica e isso é inalterável.

Eu quero lá saber se o Markovic é um traidor porque está emprestado ao Sporting e entre coração ou razão, escolheu a segunda que lhe permite trabalhar com um treinador que já conhece e que lhe pode relançar a carreira.

O que eu quero saber é se os 3 milhões de euros investidos no Vera no ano passado foram mesmo para lavar dinheiro como se disse na ultima semana, quero mesmo saber se os vários milhões investidos em vários Veras nos últimos anos e sem qualquer retorno são ou não investimentos que estão a brincar com o nosso clube, quero é saber se o Benfica investe 22 milhões no Jimenez, 15 milhões no Pizzi e 16 milhões no Rafa, num total de 53 milhões de euros e algo me diz que há aqui milhões da treta a voar para algum lado...

Mesmo que não voem para nenhum lado mostra uma capacidade de investimento incrível e um pouco de atitude "novo rico" neste novo Benfica.

Isso sim preocupa-me porque alem de nível, educação, classe e respeito a palavra Benfica traz no seu ADN outras muito importantes como verdade transparência... 

O Benfica hoje é um clube europeu dos mais importantes em receitas - top 20 - em títulos nacionais e soubemos que o Benfica ocupa o décimo segundo lugar de clubes com mais assistências na Europa - 50 322 espectadores de média - só superado por seis clubes alemães, dois espanhóis e três clubes ingleses.


Estes dados são inacreditáveis quando comparados com o Benfica de há uns anos a esta parte, mas também nos fazem sonhar com mais e melhor Benfica nos próximos anos.


Fazem-nos sonhar com um Benfica made in Benfica de verdade e não um Benfica made in Benfica durante 7 meses como com o Renato Sanches.

O próximo desafio do Benfica é deixar de investir tantos milhões e estabilizar ou aumentar as receitas, diminuindo dramaticamente os custos e isso é o que temos ouvido nos últimos anos mas não se tem verificado.

Não vamos discutir aqui e agora o que se tem vindo a discutir nos últimos meses, mas dar 53 milhões por 3 jogadores que não são titulares indiscutíveis é algo preocupante a não ser que eu esteja a ver o filme ao contrário. 

Temos uma liga para ganhar e pelo que se percebe corremos riscos de jogar em Arouca e em casa contra Besiktas com muitos jogadores do plantel na enfermaria. 

São dois jogos para ganhar e para começarmos a acalmar no campo o que não se quer acalmar fora dele. 

Força Benfica