segunda-feira, 27 de julho de 2015

O desespero dos adeptos do costume.

Eu acho que é claro para todos os adeptos mais inteligentes da opção estratégica que o Benfica fez para a próxima época e talvez quem sabe para as próximas 4 épocas. 

Ou seja, LFV vai chegar a Outubro de 2016 para o seu ultimo mandato de 4 anos - até Outubro de 2020 - com as contas mais equilibradas e com um plantel competitivo.

Para isso, e pela enésima vez, a aposta terá de ser nos que cá estão, na valorização da formação e em contratações cirúrgicas a baixo custo e com alto potencial de valorização. 

Infelizmente LFV foi infeliz na frase da apresentação de Rui Vitória quando disse que "este novo treinador iria ter as mesmas condições do anterior treinador" e isso parece-me claro que não irá ter, pelo menos se compararmos com a primeira época de Jorge Jesus. 

Jorge Jesus "valorizou-se" no Benfica á conta de quase 200M de investimentos em 6 anos e aparentemente Rui Vitória vai ter que se contentar com 3 anos de investimentos de 50M e já estou a ser optimista. 

Então para quê tanto desespero com os resultados de pré época?

O que conta os jogos com Red Bulls, Fiorentina ou PSG?

Contam apenas e só para aumentar índices físicos, saber quem fica no plantel e quem sai e preparar os 15/16 jogadores que vão jogar os 85% dos jogos que o Benfica vai efectuar na próxima época. 

LFV achou e bem que para jogar 85% desses jogos, 20/21 profissionais muito qualificados seriam suficientes e o resto seriam jogadores da formação. 

Mas não são jogadores da formação este ano, mas sim jogadores da formação no próximo ano, no outro e no outro... 

Ou seja, o paradigma do Benfica irá ser alterado e a formação será a base de tudo. 

Com todas estas alterações e com Rui Vitória a implantar novas ideias num plantel desfalcado quando comparado com o ano anterior - Maxi, Salvio, Lima, Amorim, Sulejmani e Derlei estão fora - o que realmente está a causar tanto desespero nos adeptos do costume?

Digam me lá o que é?

Saudades do "menino" Jorge Jesus?

Saudades dos 30M cada ano em estrelas?

Saudades das pré épocas em que ganhamos tudo?

O ano passado perdemos com Valência 3-1,  perdemos com Arsenal 5-1, perdemos com Ajax 1-0 na Eusebio Cup, ganhamos ao Sion 2-0, ganhámos ao Estoril Praia 1-0 e perdemos com o Sporting 1-0.

Em 6 jogos perdemos 4 e ganhámos 2 contra esses monstros do futebol como são Sion e Estoril. 

Eu não sei o que se vai passar nos próximos jogos de pré época, nem sei o que se vai passar na Super Taça, mas sei que até ao jogo do Dragão o Benfica deveria ganhar todos os jogos da Liga a jogar mal, a jogar bem ou a jogar assim assim

Quem reclama com Rui Vitória vai ter muito que reclamar porque me parece que os três anos são para cumprir. Foi aposta pessoal de LFV, vai com ele até ao fim do mundo e a verdade é que se com investimentos de milhões e milhões segurou um treinador a ganhar 4M por ano sem ganhar nada, nadinha, porque não há-se segurar um treinador muito mais barato, sem investimento de plantel, mesmo que não ganhe tudo de inicio?

Quem está com esperanças em reforços sonantes, pode continuar á espera que eles não vão chegar. 

Quem está com saudades do que já foi, pode ir ao Museu e deliciar-se com a taças do passado mais recente, mas andar a dizer que não vamos ganhar nada este ano depois de três jogos é porque a inteligência não é a sua caracteristica principal. 

Nem a inteligência nem a sabedoria futebolística. 

Eu que percebo pouco de futebol acredito que o Benfica definiu uma linha - que eu já critiquei aqui no blog - que respeito totalmente. 

Não vale de nada estar a dizer que o treinador deveria ser outro porque é este. 

Não vale de nada estar a dizer que os craques deveriam chegar porque não vão chegar nenhuns craques para a equipa. 

Não vale a pena estar a ver os adversários e as suas maravilhosas pré épocas - será? - porque não sofro por antecipação.

Não vale a pena estar a dizer mal de tudo o que mexe no meu clube e a colocar tudo em causa porque a bola não entrou na baliza da simpática equipa dos NY Red Bulls.

Ontem pelo que vi, sei que Semedo vai ser bom jogador e será mais cedo ou mais tarde o nosso futuro na defesa direita, sei que Lisandro está preparado para ser titular quando Rui Vitória o desejar, sei que Gonçalo Guedes vai ser um craque importante no Benfica e na selecção nos próximos anos - talvez não no imediato - sei que Djuricic tem tanto de bom jogador, como de pouca raça a jogar. Quando a ganhar será um caso serio e sei que Jonhattan pode ser um bom avançado...

Tudo o resto é o que sabemos:

Júlio César, Luisão, Eliseu, Jardel, André Almeida, Sílvio, Fejsa, Samaris, Pizzi, Talisca, Gaitan, Jonas e talvez Carcela serão a base que vai arrancar esta época para a Super Taça e para os principais jogos iniciais da Liga e destes jogaram poucos ontem.

Acalmem-se, aproveitem a praia e estejam relaxados!

Aconteça o que acontecer na pré época e nos primeiros jogos da Liga e da Champions, nada será alterado na estratégia definida. 

Só nos resta apoiar e criticar com cabeça, não pedindo o impossível!.

Força Benfica


sexta-feira, 24 de julho de 2015

A entrevista do nosso presidente ontem, é muito clara...

E é mesmo muito clara em relação a alguns pontos importantes. 

1. Primeiro e pela primeira vez, o nosso presidente assume que o Passivo e os Reforços estão ligados e chegou a altura de controlar o primeiro,  investindo menos no segundo

Desde o ano de 2007 que o Benfica investe mais de 30M de euros por ano - excepto o ano de 2008 que investimos "apenas" 23,1M e o ano de 2011 que investimos 28,7M - a reforçar o plantel, fora os ordenados de cada um desses reforços.

No entanto, parece que a torneira secou e agora Luís Filipe Vieira tem outro objectivo muito claro - abater o passivo não perdendo a competitividade da equipa de futebol profissional. 

Como se faz isso?

Baixando a folha salarial, não gastando os "30M da praxe" em contratações e aumentando as receitas que não dependem das vendas de jogadores. 

E esta estratégia está definida há muitos meses e para mim foi a principal razão que fez Jorge Jesus ir embora do Benfica, mas isso é uma opinião pessoal.

Ele sabia que este ano era de transição para aproveitar o que estava feito, valorizar alguns jogadores e no próximo ano talvez poder investir algo mais, mas a ideia é que o nosso presidente chegue a Outubro de 2016, data das eleições com bons resultados financeiros e desportivos. 

Ontem, na entrevista ao jornal Record, o presidente fala exactamente da ideia de "não ir atrás dos adversários",  na importância de "apostar na formação e reduzir passivo" ao mesmo tempo que dá ao novo treinador do Benfica competitividade na equipa.

E é aqui que o nosso presidente não está a fazer uma boa analise ou está a querer passar uma imagem que não é a correcta. 

Sem Maxi, sem Enzo que jogou a primeira volta toda e foi ao Dragão ganhar e sem Salvio até Janeiro o Benfica começa muito mais fraco

Com Luisão, Jardel, Jonas, Lima e Júlio Cesar mais velhos o Benfica começa esta época mais fraco.

Com um treinador novo em vez de ter o treinador das ultimas 5 épocas, o Benfica começa esta época mais fraco, independentemente de estar com a mesma equipa do ano passado, mais dois marroquinos e seis apostas na formação. 

Mas eu aplaudo a maneira frontal com que o nosso presidente critica o despesismo dos nossos adversários dando o exemplo que no Benfica não se vai entrar em loucuras, preparando toda a nação encarnada para um defeso sem reforços.

A única coisa que me espanta é falar em despesismo quando se vende Danilo por 30M, Jackson por 35M e contrata-se um jogador por 20M e dois jogadores a custo zero com ordenados de 9M/ano e não entendo onde está o despesismo do Sporting que pode vender Slimani e Adrien por 30M e compra jogadores por valores nos 2M/3M e alguns a custo zero como João Pereira...

Sinceramente e sem ironia onde está a loucura financeira desenfreada dos nossos adversários? Nós andamos a investir 30M por época, há 9 anos seguidos, a pagar 4M/ano a um treinador durante 5 anos e estamos a mandar pedras ao Sporting e FC Porto porquê?

Eu disse no ultimo post que ás vezes gerir o silencio cria expectativa, mas depois desta entrevista é óbvio que o Benfica não vai ao mercado este ano a não ser que se venda Gaitan pelos 30M ou Talisca pela clausula de rescisão de 45M o que será obviamente impossível de acontecer. 

O Benfica pode reforçar-se com empréstimos "aqui ou ali" - apesar de Luís Filipe Vieira ter dito antes que era contra os empréstimos puro e duros -  alguma enorme oportunidade de mercado como aconteceu com Jonas "tarde e a más horas" mas a verdade é que o plantel que está nos Estados Unidos é o plantel do Benfica para 2015/2016.

Sinceramente, sem os investimentos dos 30M em contratações, com a poupança na folha salarial de JJ e Maxi, com alguns empréstimos de nossos jogadores, com vendas dos jogadores da formação e se por um acaso do destino passarmos o grupo da Champions o Benfica tem hipótese de fazer um grande brilharete a nível financeiro. 

Sim tem, mas será difícil com este plantel fazer face a todos os jogos e todas as competições que temos pela frente. Mais uma vez teremos que fazer opções porque não temos equipa e plantel para encarar todas as competições para ganhar.

2. Em relação á BTV, o nosso presidente disse aquilo que era óbvio há muito tempo.

Se até 2018 a BTV vai ter os jogos do Benfica no estádio da luz, o mais provável é que a partir de 2018 a nossa Liga consiga ser vendida em pacote para Portugal e para outros países e consigamos todos ter receitas mais altas do que temos até agora com o monopólio do Oliveira. 

Então se o Benfica receber os 25M-30M de euros que o nosso clube deseja por época e se a BTV conseguir manter a liga inglesa, a liga italiana, a liga francesa e conseguir "roubar" mais um ou outro conteúdo á Sport TV então a BTV fica de forma incondicional um verdadeiro canal Premium que terá 200 000 a 400 000  assinantes dispostos a pagar para ver esses conteúdos.

Ou seja, o Benfica consegue ter as receitas de 25M-30M pela venda dos seus jogos e conseguirá ter 30M-35M (mínimo) de lucro do canal Premium de nome BTV. 

Quem ganha com tudo isto?

O Benfica obviamente e este é o projecto perfeito para quem quer aumentar as suas receitas a sério.

Para os saudosistas da BTV com os jogos do Benfica no seu canal, não se preocupem porque o modelo de centralização não está definido e o Benfica pode ter esses jogos ou até mesmo os jogos fora no canal, mas isso é secundário.

Tudo depende de como esses jogos forem vendidos, mas o que é importante considerar é que hoje a BTV é um canal Premium de desporto como é a Sport TV e vai competir para ganhar os principais conteúdos de desporto do mundo.

Se até Julho de 2018 a BTV conseguir ter 400 000 assinantes a 14,99€/mês o Benfica assume se claramente a partir dessa data como a maior potencia financeira de Portugal e assume-se claramente como uma das maiores a nível europeu, porque a discrepância de valores entre o que recebemos pelos direitos televisivos dos nossos jogos + receitas de BTV + possíveis receitas de Champions + receitas de sócios + receitas de patrocínios + receitas de merchandising + receitas de bilhética serão finalmente compatíveis com os grandes clubes europeus e poderemos até entrar no Top 10 de clubes com maiores receitas na Europa.  

Não podemos esquecer que em 2018, mesmo que no pior cenário, o Benfica não tenha os 18 jogos em casa, vamos ter todo o universo benfiquista junto no canal, vamos ter conteúdos internacionais de excelência e vamos ser muito fortes no numero de assinantes.

Esta ideia que vai haver uma debandada geral porque os jogos do Benfica poderão estar na Sport TV é errada. Completamente errada. Teremos, no máximo, uma debandada de 15%-20% o que significará ficar com os mesmos 320 000 assinantes que temos hoje.


Muito bem senhor presidente. Este é o único caminho para termos os valores de receitas de TV perto dos 60M que merecemos. 


3. O nosso presidente ainda fala da guerra na Liga entre Luís Duque e Pedro Proença e como ficou surpreendido com a decisão do FCPorto em retirar o seu apoio a Luís Duque e passar esse apoio para Pedro Proença.

Mas senhor presidente, fica surpreendido com quê? Qual foi a parte que o surpreendeu?

Queria acreditar no escorpião, como o sapo fez a passar o rio?

Ás vezes estas metáforas aplicam-se á vida e é óbvio que o presidente do FCPorto não é de confiar, nem hoje nem amanhã, nem nunca foi no passado. 

Um "escorpião será sempre um escorpião" e o que me custa acreditar é como um presidente que anda no futebol há tento tempo, poderia acreditar no maior vilão deste futebol?

Esta possível entrada de Pedro Proença no futebol português será obviamente terrível para o Benfica porque por mais que o nosso presidente diga que os direitos da Liga serão negociados por uma comissão independente que por acaso é dirigida por Domingos Soares Oliveira, isso pode não acontecer de forma tão clara, entre outros interesses que passarão a existir dentro da Liga.

Eu não gosto de Luís Duque e escrevi-o na altura que ele tomou posse, mas neste momento é obviamente a solução que o Benfica deve apoiar, até por uma questão de coerência.

Pedro Proença? Depois do que nos roubou em campo, prepara-se para roubar na secretaria.

Literalmente!

Força Benfica!



segunda-feira, 20 de julho de 2015

Antes que o Benfica apresente o seu primeiro reforço da época, uma análise aos três grandes

O FC Porto...

- Casillas recebe 15M de euros do Real Madrid para sair do clube histórico espanhol e chega ao FCPorto a receber "" 5M por ano e o mesmo Real Madrid ainda paga 7,5M ao FCPorto porque accionou a clausula de retorno de Casimiro para a capital espanhola.


Se por um acaso mirabolante Casimiro não ficar no plantel de Benitez o FCPorto recebe mais 7,5M.

O que se passa com o Real Madrid e o FCPorto para que estes acordos sejam fechados sempre a prejudicar o mesmo lado? Ninguem de Madrid se preocupa com isto?

Pagar 7,5M ao FCPorto por um emprestado de nome Casimiro, pagar 15M para mandar Casillas para esse mesmo FCPorto e ainda correr o risco de pagar mais 7,5M se Benitez despensar Casimiro para outro clube é caso de policia. No mínimo!


Estamos a falar de 15M que podem chegar ao FCPorto por Casimiro que era um emprestado a juntar aos 30M de Danilo, só do Real Madrid porque do Atletico de Madrid chegam 35M por Jackson e fala-se que Alex Sandro pode render mais uns quantos milhões neste defeso. Vendo assim a coisa, o FC Porto ainda tem o deve e o haver a positivo. 



- O FCPorto contrata Maxi gastando 4Meuros/ano nos próximos 4 anos num contrato avaliado em 16M na totalidade para um jogador de 31 anos, aumentando o número de roubos do Benfica  para o FCPorto para mais de 3 dezenas de jogadores. Nenhum teve mais sucesso pessoal no FCPorto que teve no Benfica mas prova a obsessão gastadora do clube e a obsessão provinciana em roubar jogadores ao Benfica sejam eles nossos atletas ou atletas que descobrimos e com quem iríamos  assinar contrato como sejam Falcão, James, Danilo, Alex Sandro entre muitos outros.



Para mim tudo é muito simples. Com Casillas e Maxi no FCPorto só se estraga uma casa. Casillas há muitos anos que se tornou um pequeno traste no balneário do Real e Maxi Pereira vai estar 4 anos a aproveitar a reforma.

Se FCPorto investe quase 10M de euros ano com estes dois jogadores só em ordenados, o Benfica poupa 4M com JJ e 3M com Maxi. Veremos se a poupança não chegará aos 10M com os 3M de Gaitan... Paradigmas diferentes. 


- O FCPorto investe 20M em Imbula num esquema onde na prática não deve investir nada pois está mais que óbvio que aquilo é um qualquer esquema da Doyen para contornar as limitações da FIFA em relação aos fundos e ninguém diz nada. 

- O FCPorto vê o seu director geral associado a uma rede mafiosa e criminosa sem que isso tenha nenhum eco na opinião pública mesmo que na casa desse senhor Antero tenham sido descobertas armas e 70 000 em notas de 500€.

Passado uns dias estava o seu nome em toda a Espanha como um homem serio e razão "também fundamental" no sucesso da operação Casillas. "Que homem sério e competente" se escreve em terras de nuestros hermanos e em terras lusas. 

Tudo normal portanto...

-O FCPorto ainda não contratou Drogba, não contratou Llorente, não contratou nem vai contratar Mitrovic, não contratou Dzeko mas já contratou Bueno há algum tempo aumentando a armada espanhola na invicta e recebe Varela para o lugar de Quaresma.


Analisado o ultimo relatório de contas do FCPorto e vendo a animação que vai por aqueles lados, não me admirava que alguém estivesse a investir para valorizar e depois vender.


Pode ser que alguns chineses apareçam durante a época e tornem o FCPorto o primeiro clube português com dono maioritário.


Tendo em conta que Pinto da Costa não vai para novo, que nunca teve concorrência nas eleições e que pode fazer o que quiser sem oposição interna, essa hipótese parece mais forte a cada dia que passa.


- Para terminar dizem que o FCPorto chega aos 3M de fans no Facebook ultrapassando o Benfica no número de seguidores na maior rede social do planeta. Vale o que vale!


o Sporting...


- O Sporting afirmou pela boca de JJ que iria contratar 3 a 5 jogadores mas a 6 semanas de fechar o mercado já tem Brian Ruiz, já tem João Pereira, já tem Teo Gutierrres, já tem Ciani, já tem Naldo e ainda deve chegar Mitroglou e um outro jogador para fechar as compras baratinhas e com entrada directa na titularidade. Estamos a falar de 7/8 jogadores novos na equipa, mas que chegam antes do fim de Julho.


Uma maneira de ver o mercado de forma diferente do que JJ tinha com o Benfica ou que o Benfica tinha com JJ.


- Se no Sporting se está a contratar experiência para entrar directo na equipa titular, por números perfeitamente aceitáveis quer de transferencia, empréstimos ou de ordenados e no timing certo a verdade é que no Benfica com JJ investiam-se milhões para ir para o banco ou para emprestar e muitas das vezes tarde e a más horas...



No nosso Benfica...





Fala-se em arrumar a casa e continuamos a ter tanto por arrumar que me arrepio quando se fala em contratar mais gente que não seja de "qualidade inegável para a equipa titular no imediato"


Rui vitoria tem 31 jogadores no plantel com Salvio e se vierem apenas 2 reforços então Rui Vitoria tem a árdua tarefa de dispensar o número redondo de 5 jogadores dos que estão nos Estados Unidos a juntar aos 5 que não viajaram para estágio - Derley, Amorim, Murillo, Cesar e Muhktar - e aos outros que estão a ser emprestados ou cedidos.


E quem podem ser esses reforços?


"Fala-se" que o Benfica anda á espera dos dispensados dos grandes clubes europeus. Sim é verdade para o Benfica como para mais 40 outros clubes e por isso o melhor mesmo é esperar sentadinho e contar apenas com o que temos no estágio das Américas.


- Do jogo contra o PSG fica na retina duas coisas - Taarabt e Ederson são aparentemente as ultimas opções na baliza e ataque apesar de serem ambas novas contratações e a outra nova contratação que o Benfica fez e que jogou no sábado passado - Carcela - mostrou a todos que aparentemente anda perdido dentro de campo. Aos marroquinos temos que dar-lhe tempo e contar com eles como opções daqui a umas semanas.


- O que me preocupa é que faltam exactamente 20 dias para começar a época e nós continuamos a gerir a nossa casa com os timings do mercado - 31 de Agosto nalguns casos, Setembro noutros  casos, como com Jonas - em vez de gerirmos o mercado com o nosso calendário.


Lembro apenas que até ao fecho do mercado temos 1 final da Super Taça com Sporting e 3 jogos para a liga.


Em Setembro temos 3 jogos de liga - um deles com FCPorto no Dragão - e dois jogos de liga de campeões.


Admiro quem me diz que o Benfica não precisa de contratar jogadores porque estes foram suficientes para ganharmos o bi campeonato.


Eu só lembro que o ano passado o Benfica foi campeão com Maxi Pereira, com Salvio, com Enzo até Janeiro e até com Sulejmani e Amorim que não sendo titulares ainda jogaram alguns jogos na recta final da época.


Neste momento temos a mesma equipa mas com Luisão, Lima, Jonas e Julio César um ano mais velhos, podemos perder o melhor jogador a qualquer momento (Gaitan), temos dois marroquinos algo inconsequentes no curto prazo até Setembro (aparentemente) e temos meia dúzia de miúdos que não podem ser solução nestes primeiros dois meses de competição a sério para Super Taça, Liga e Liga dos Campeões.


Pior que o silencio e a falta de contratações é a expectativa ridícula que o Benfica está a gerar nos adeptos. Ás vezes, gerir a expectativa á volta dos silêncios torna se mais complicado que gerir essa mesma expectativa á volta das capas falsas dos jornais.


Apesar da apreensão com este plantel actual não existe um único adepto que não considere que o Benfica ainda vai ao mercado e com força.



Mesmo com Luis Filipe Vieira a dizer na África do Sul que "alguns reforços se tiverem de existir, estão dentro do Benfica", ninguém ligou nada ao que o nosso presidente disse há dois dias e a verdade é que os adeptos continuam com expectativas altas nesses reforços que aparecerão numa manhã de nevoeiro  o que é absolutamente perigoso.


Se os jornais estão calados em relação ao Benfica - e assim é que eu gosto - os cafés deste nosso Portugal andam em surdina a dizer que "fonte segura aqui", "fonte segura ali" confirmam que virá Markovic, que virá Ramires, que pode vir Coentrão, que virá Chicharrito na operação Gaitan / United, que pode até vir Di Maria, que Turan pode jogar no Benfica durante 6 meses sem jogar a champions ou que o Benfica vai comprar Mayke para ninguém poder lembrar o nome de Maxi Pereira durante a época.


Eu, que sou mais pragmático e não acredito em milagres ou em nomes impossíveis acho realmente que se poderia tentar fechar o plantel "já e já é tarde" mas que no máximo o meu maior pedido neste defeso é que se concluam todos os processos de venda ou compra até dia 31 de Julho porque caso contrário poderemos hipotecar um título importante da Super Taça, dois jogos muito importantes da Champions e 6 jogos da Liga, onde um será no Dragão.


Para terminar, dizer que todos os anos desde 2008 escrevo neste blog o mesmo nesta altura. 



Em 8 anos sucessivos que escrevi que o plantel deveria estar fechado antecipadamente mas este ano preocupam me duas situações.


Se por um lado Luis Filipe Vieira prometeu a Rui Vitória a mesma competitividade e as mesmas condições dadas ao anterior treinador e que neste momento não existem  - lembremos que no primeiro ano JJ tinha Cardozo, Saviola, Aimar, Di Maria, Ramires, Javi Garcia - por outro lado temos a experiência desastrosa das ultimas participações na champions que na minha opinião são muito más porque para se fazer uma boa champions, há que ter o plantel fechado no fim de Julho e atacar os primeiros jogos com 6 pontos de preferência.


Força Benfica


quarta-feira, 24 de junho de 2015

Revolução na politica desportiva do Benfica ou "comprar à duzia é mais barato"?

Parece que a silly season este ano está realmente a provocar um interesse maior em todos os adeptos dos três grandes e em todos os media sejam eles generalistas ou desportivos, sites ou revistas, blogs ou programas televisivos.

Eu não sei o que se vai passar com os planteis dos três grandes e sinceramente apenas me preocupa como vai acabar o plantel do Benfica...

E como me preocupa...

Eu sinceramente pensei que esta época fosse de revolução no Benfica e por essa revolução tivemos que perder o treinador que não a queria fazer para apostar num outro treinador que não se importaria de arriscar a pele nessa famosa revolução.

E que tipo de revolução seria essa?

Basicamente a revolução que levaria á mudança de paradigma de custos em toda a estrutura de futebol do Benfica sem retirar competitividade á nossa equipa bi campeã.

Eu disse e escrevi que sinceramente pensei que o Benfica ia vender meia equipa - ainda acredito que vamos vender muitos jogadores - e que para a re-estruturação ser completa deveriam ser tomadas medidas radicais nas contratações e nas dispensas. 

Então se a aposta da equipa A é também na formação, é óbvio que a aposta na equipa B seria igualmente nos jovens talentos portugueses ou estrangeiros que despoletavam na nossa academia do Seixal ou noutras academias do mundo, mas com um controlo muito claro do numero de jogadores ligados ao Benfica e do numero de jogadores emprestados. 

Então, na minha modesta e singela opinião pensei que o Benfica ia finalmente acabar com os 30 emprestados, ia tentar rentabilizar investimentos passados com vendas ou dispensas para que a tal folha salarial fosse mais compatível com a realidade portuguesa "em crise".

Mais, como disse antes, tinha esperança que essa realidade significasse que o Benfica deixasse de contratar por contratar e controlasse melhor todos os activos do Benfica, vendendo e dispensasse quem não interessasse.

A verdade é que até 31 de Agosto o Benfica pode vender muitos dos emprestados e caso não consiga vender, pode até rescindir amigavelmente com alguns deles, ficando sem o encargo mensal dos seus salários. 

Até pode voltar a emprestar alguns jogadores com opções de compras vantajosas para o Benfica ou com parte desses salários - ou a totalidade - pagos pelo clube para onde esses jogadores forem emprestados. 

O que eu sei é que ainda o mercado mal abriu e o Benfica tem já 10 contratações para a nova época.

São eles:

Ederson
Diego Lopes
Hassan
Péle
Dalcio
Jhon Murillo
Taarabt
Carcela Gonzales
Marçal
Vera

Fala-se de Zivkovic que eu pensava que estava já contratado, mas pelos vistos pode ser abortada, pois tubarões com mais dinheiro que o Benfica já se metem na jogada e nem conto o russo Lystsov que foi contratado em Fevereiro ao União de Leiria. 

O ano passado o Benfica contrata Djavan, Candeias e Luis Filipe e nenhum deles sequer chegou a jogar no Benfica. 

Alem destes, contrata Bébe que em Janeiro já tinha guia de marcha, contrata Benito que já foi vendido ao Young Boys, Derley que será muito provavelmente tambem vendido neste defeso, alem de Cesar e Cristante de quem se espera algo muito bom num futuro próximo, mas  que jogaram muito pouco na época passada. 

O que me preocupa é que já temos 10 contratações + os famosos 5 jogadores da equipa B que farão parte do plantel e ainda estamos no São João.

O que eu quero dizer é que é óbvio que o Benfica vai contratar pelo menos mais 3-4 jogadores para esta próxima época, alem de ter que receber alguns emprestados para se mostrarem a Rui Vitória.

Vinha esta semana num jornal desportivo uma lista dos jogadores emprestados que o Benfica tem actualmente, tirando obviamente alguns juniores já profissionais e toda a equipa B.

Então vejamos:

- Candeias
- Bébe
- Rui Fonte
- Nelson Oliveira
- Ivan Cavaleiro
- Fábio Cardoso
- Sidnei
- Farina
- Djuricic
- Helder Costa
- Djaló
- Luis Filipe
- Friesenbrichler 
- Steven Vitória
- Rojas
- Raphael Guzzo
- Rochinha
- San Martin
- Lolo Plá
- Gianni Rodriguez

Sinceramente e sem especular muito, é natural que Rui Vitória queira ver alguns destes jogadores em acção na pré época.

Se pensarmos em 10 jogadores destes 20 emprestados que podem vir fazer a pré época com Rui Vitória, falaremos em nomes como:

- Candeias
- Bebe
- Rui Fonte
- Nelson Oliveira 
- Ivan Cavaleiro
- Farina
- Djuricic
- Helder Costa
- Guzzo 
- Rochinha

Eu não faço a menor ideia se estes jogadores irão realmente fazer a pré época com Rui Vitória, mas parece que alguns tem essas aspirações a julgar pelas declarações deles próprios ou dos seus agentes. 

Alem destes 10 contratados e dos 10 emprestados que têm ambições a jogar no Benfica há os 5 ou 6 jogadores da formação que terão tambem aspirações a treinar com Rui Vitória e a mostrarem o que valem ao novo treinador do Benfica. 

Então, considerando as 10 contratações + os 10 jogadores emprestados + 6/7 jogadores da formação que irão fazer a pré época o Benfica já tem 26/27 jogadores para Rui Vitória avaliar sem contar com nenhuma nova contratação ou nenhum dos jogadores que fizeram parte do plantel da passada temporada. 

A minha pergunta é:

Mas isto é mudar o paradigma?

Mas isto é alguma revolução?

Mas isto é exactamente o quê?

Será que continuar a contratar á "meia dúzia sairá mais barato"?

Todos os anos é a mesma coisa e todos os anos me enervo solenemente. 

Eu quero ser tri campeão como todos os benfiquistas, mas não quero ter 25 jogadores emprestados e não quero especialmente ter jogadores emprestados com 24, 25, 26 ou 27 anos como actualmente temos com Candeias,  Farina, Sidnei ou Steven Vitória.

Se a ideia é mudar o paradigma e apostar na formação e no modelo de 20 jogadores + 5, 6 ou 7 da formação então para que precisamos de 20 emprestados? Então para que necessitamos de continuar a comprar sem critério?

Eu entendo tudo sobre os novos mundos do futebol, da formação abragente e multinacional com jogadores de vários países, da prospecção e até da valorização de activos sem que eles joguem no nosso clube, mas será que não está chegada a hora de o Benfica repensar seriamente a sua politica desportiva? Não era para isso que Luís Filipe Vieira queria um Rui Vitória em detrimento dum Jorge Jesus?

Eu sei que até 31 de Agosto a casa vai ser arrumada e eu acredito MUITO na tal estrutura que são 5 ou 6 pessoas que trabalham no departamento de futebol do Benfica, mas não é claro para todos os benfiquistas que alguns dos contratados neste defeso, não irão outra vez sequer jogar com a camisola do Benfica?

É claro para todos ou sou só eu que tenho essa impressão? 

E quem beneficia com isso?

Por exemplo, quando se contrata um dos melhores jogadores do Belenenses, ligado ao AC Milan de nome Péle, com 23 anos qual é a ideia?

Nós temos Cristante, Samaris, Pizzi, André Almeida, Fejsa, Ruben Amorim, João Teixeira e Muhktar para o meio campo. Com Péle esse numero sobe para 9 jogadores apenas no meio campo e não se pode meter Pele na equipa B pois tal como Cristante vem do Milan, apesar do empréstimo ao Beleneneses, seria andar para trás na carreira e parece-me que seria algo inaceitável para o jogador internacional português em várias categorias.

Então qual é a ideia?

Vamos emprestar Péle de novo ao Belenenses? Vamos emprestar Péle a um qualquer Guimarães numa época fundamental pois terá 24 anos durante o ano? 

Eu até percebo que Dalcio é um menino com 18 anos e irá para a equipa B, como Victor Andrade foi o ano passado mas não será normal que este Victor Andrade por exemplo queira já uma oportunidade na equipa A ou nos treinos de pré época de Rui Vitoria?

Então e que dizer se a estrela campeã do mundo sub 20 Zivcovic chegar ao Benfica?

Vai ser emprestado á equipa B? Entrará directamente na equipa A do Benfica para substituir Gaitan? Tambem se vai emprestar porque tem 18 anos?

Eu só gostava de ter mais informação sobre a politica desportiva do Benfica e esta questão é sempre omissa em todas as entrevistas de Luís Filipe Vieira ou até mesmo do ex treinador que no seu reinado contratou (ou aceitou contratar) muitos jogadores miseráveis que obviamente nunca chegaram a jogar no Benfica.

Qual é a ideia?

Não pode ser apenas a célebre frase de que "contratamos 10 para acertar 2" porque isso é uma politica desportiva de gente rica. 

Nós não somos nem ricos nem arrogantes e espero que o Benfica não perca a oportunidade de arrumar a casa até 31 de Agosto e apenas mantenha os jogadores que podem render dinheiro, que possam ser mais valias financeiras e desportivas ou que possam ser realmente apostas na primeira equipa do Benfica!

Tudo o resto tem de ser vendido ou dispensado e fazer a revolução que eu esperava ver em prática neste defeso, sem perder a competitividade do plantel, como disse e bem o nosso presidente na apresentação de Rui Vitória!

Força Benfica


quarta-feira, 17 de junho de 2015

Que plantel vai Luis Filipe Vieira dar a Rui Vitória?


Agora que o turbilhão da saída de Jorge Jesus passou, começamos finalmente a preparar a nova época.

Como eu disse antes, Rui Vitória era a aposta pessoal de Luís Filipe Vieira, da mesma maneira que Jorge Jesus foi aposta pessoal do nosso presidente há 6 anos.

Lembro que na primeira época, Jorge Jesus foi campeão contra o pior FCPorto em muitos anos e conquistámos o título directamente contra o SCBraga de Domingos Paciência - obviamente preparado por Jorge Jesus nas épocas anteriores, segundo as palavras do rei da táctica  - o que deu um crédito ao nosso ex treinador que nenhum outro teve no Benfica, pelo menos nas ultimas décadas.

Hoje com Rui Vitória aos comandos do Benfica, temos um "super Porto" de Lopetegui, um "super Sporting" de Jesus e um "Benfica super" nos jornais, nos blogs e em todos os media sensacionalistas, mas um Benfica apenas competente e humilde a tentar lutar pelo tri, na sua versão mais realista e com os pés bem assentes no chão. Pelo menos os meus pés...

Vamos então colocar os pontos nos is...

Em Maio de 2015 a super prospecção do Benfica identificou e contratou secretamente - apenas Jorge Jesus e a nossa estrutura tinham conhecimento disso - dois marroquinos talentosos que representaram uma oportunidade de mercado neste defeso.

Alem desses jogadores, o Benfica contratou o venezuelano Jhon Murillo - para crescer na equipa B - e os três jogadores do Rio Ave.

Esta foi a aposta da prospecção e era com estas "bombas" que Jesus teria que preparar a nova época.

A juntar a essas bombas, havia ainda as "bombas da formação" - 4 ou 5 novos jogadores a entrar nas contas do ex treinador e a indecisão na renovação de Maxi Pereira, fazendo que obviamente Jorge Jesus fosse pregar para outra freguesia onde vai ter bons jogadores e muitos e bons reforços a caminho (segundo se diz...)

Com o rombo de Jesus no Sporting, Rui Vitória entra esta semana no Benfica com os marroquinos já contratados, os jogadores do Rio Ave no Benfica, Maxi Pereira sem renovação acertada, com uma mão cheia de jogadores bi campeões no mercado, com a indecisão se vão ou não vão ser vendidos e por que valores se farão essas transacções. 

Inventando um pouco e com base no que se lê, ouve e vê aqui e ali:

Vendas Benfica Verão 2015

- Ivan Cavaleiro 10M para um clube espanhol, inglês ou Mónaco

- Joao Cancelo 15M para Valência

- Djuricic 3-5M para Holanda ou Inglaterra

- André Almeida 3M para Inglaterra

- Derley 2M - já podia ter ido em Dezembro, não fosse a teimosia de Jorge Jesus

- Ola John 15M para Inglaterra

- Gaitan 30M para o Manchester United

- Benito 2M para o Young Boys

- Sulejmani 3M para o Young Boys

- Lima 10M para um clube chinês

- Talisca 20M para Atlético Madrid

- Amorim 4M para Itália

- Funes Mori 3,5M para Monterey México

- César ou Lisandro - 4M para um qualquer clube no Brasil ou Argentina

- Bebe, Sidney, Farina, Nelson Oliveira - 10M

Então, se a estratégia de Luís Filipe Vieira é vender activos, abater passivo, reduzir custos de ordenados de jogadores, equilibrar as contas numa altura em que já acabaram os investimentos de betão como estádio, centro de estágios, museu ou BTV como posso eu ou os benfiquistas pedir a Rui Vitória que faça milagres?

Mesmo que o Benfica invista 15-20M nestes 2-3 jogadores que fazem falta para fechar o plantel (eu não acredito nem um pouco que se chegue aos 20M) esses jogadores irão precisar de tempo e provavelmente só entram a sério na equipa em Janeiro ou até em Agosto de 2016.

Esta era a proposta para atacar o tri com Jesus e é a proposta para atacar esse importante  tri com Rui Vitória e obviamente isso não chega.

Para motivar as hostes encarnadas, fala-se de Nani, Markovic, Coentrão, uma super estrela ucraniana em ascensão e até há quem diga que a bomba que chegará será "alguém muito superior a todos estes". 


Mais uma vez a realidade supera a ficção no que ao humor diz respeito. 


Eu não sei quem vai chegar ou quem nunca vai aterrar no aeroporto, mas sinto que a política desportiva do Benfica 2015/2016 é clara - vender tudo o que tem mercado, diminuir os salários, apostar em jovens (portugueses ou estrangeiros) em 2-3 anos e valorizar esses jovens para serem vendidos mais caros nesse espaço de tempo.

E esta estratégia pode ter alterações e aparecer como por milagre um craque que entre na equipa de caras? Sim, obviamente que pode, mas isso será a excepção e não a regra.

Então o que esperamos de Rui Vitória neste primeiro ano de Benfica?

- Muito trabalho, muita competência para poder jogar com todos os jogadores sempre no limite, forte valorização dos jogadores jovens do Benfica e que prepare bem os próximos 2-3 anos, se possivel com a conquista do título e a qualificação para os oitavos de final da Champions.

O que tem de esperar Rui Vitória dos adeptos do Benfica?

- A mesma paciência e apoio que o antigo treinador teve depois de perder 3 títulos para Villas Boas e Vítor Pereira; a mesma paciência que os adeptos tiveram depois de perdermos 5 Taças de Portugal em 6 anos; a mesma paciência que demos a Jesus depois de apenas ter passado aos oitavos de final da Champions numa época  apenas!

Nem mais nem menos que isto!

Rui Vitória não chega ao Benfica para competir com um adversário derrotado antes de jogar, chamado Sporting, como Jesus encontrou na primeira época ao serviço do Benfica.

Rui Vitória não chega ao Benfica para competir com um FCPorto doente e em fim de ciclo, como Jesus encontrou na primeira época ao serviço do Benfica.

Rui Vitória não chega ao Benfica com um plantel com estrelas mundiais como Di Maria, Saviola, Aimar, Coentrão, David Luiz, Javi Garcia ou Ramires, como Jesus encontrou na sua primeira época.


Isso foi o que aconteceu a Jorge Jesus...


Portanto, nós até devemos ser mais pacientes com Rui Vitória do que fomos em muitos anos, em muitos momentos e em muitas tardes/noites com Jesus, pois em tempos de vacas gordas no Benfica não conseguiu fazer nada na champions, ganhou apenas uma Taça de Portugal contra o Rio Ave e ganhou uma Super Taça contra este mesmo Rio Ave nos penaltis.

Foi isto que o homem fez alem de ter ganho 3 títulos em 6 possíveis.


Quando me dizem que Jorge Jesus ganhou mais títulos em 6 anos que qualquer outro treinador eu tenho que me rir. A sério que dá uma enorme vontade de rir. 

Todos se lembram que a maior parte dos títulos nacionais eram durante muito tempo apenas 2 - Taça de Portugal e Campeonato.

Depois tivemos a Super Taça e apenas recentemente temos a Taça da Liga. Ora se contássemos apenas esses dois importantes títulos o homem ganhou no Benfica 3 campeonatos e 1 Taça de Portugal em seis anos consecutivos que esteve como nosso treinador.

Otto Gloria venceu 4 campeonatos e 5 Taças de Portugal !

E quando se fala das duas finais da Liga Europa perdidas por Jesus?

Sim, Otto Gloria foi a uma final de Taça Latina e uma final de Champions em 68.  

Treinadores com três títulos nacionais temos vários - Lipo Herczka, Janos Biri, Fernando Riera, Jimmy Hagan, Sven Goran Eriksson.

Ou seja 5 treinadores com três títulos cada, ganhos ao serviço do Glorioso e nenhum esteve 6 anos consecutivos como nosso treinador.

A diferença é que alem de Otto Gloria, cada um destes treinadores ganhou outros títulos. 

Janos Biri ganhou 3 Taças de Portugal, Jimmy Hagan tem 2 Taças de Portugal e Sven Goran Eriksson tem 1 Taça de Portugal, tal como Jorge Jesus.

Repito, nenhum destes treinadores teve no Benfica seis anos consecutivos. 

O homem em 6 anos ganha 5 taças da liga, 3 campeonatos, 1 Taça de Portugal e 1 Super Taça.

O homem em 6 anos perde 1 taça da liga, perde 3 campeonatos, perde 5 taças de Portugal e perde 1 Super Taça.

O homem em 6 anos passa uma única vez aos oitavos de final da champions.

O homem em 6 anos fica pelo caminho na fase de grupos da champions durante cinco vezes.

O homem chega ás meias finais da Liga Europa e perde com o SCBraga.

O homem chega por 2 vezes á final da Liga Europa com Chelsea e Sevilha e perde as 2 finais consecutivas.

Ou seja se formos contabilizar os títulos que ele ganhou, retirando a Taça da Liga são 3 campeonatos, 1 taça de Portugal e 1 Super taça. 

Podemos endeusar quem nós quisermos e eu acho que ele é ainda o melhor treinador a treinar em Portugal, mas é bom lembrar os números e os planteis que ele tinha em cada um dos 6 anos que treinou o Benfica.


Quero que Rui Vitória fique 6 anos, tal como ficou Jorge Jesus pois só com estabilidade é possível ter títulos. 

Segundo, quero que vença os mesmos 3 títulos - ou 4 ou 5 -  mas sem ordem cronológica pré definida.

Terceiro que vença mais Taças de Portugal do que venceu pelo Guimarães. Eu quero 3, mas 4 também me satisfazem.

Quarto, que em 6 anos, passe 3 vezes o grupo da champions, mas se forem 4, 5 ou 6 tanto melhor.

Quinto, que faça tudo isto com um equilíbrio entre juventude e experiência no plantel e que continue a valorizar os nossos jogadores para se continuar a equilibrar as contas e o passivo.

Pedir títulos no primeiro ano com este cenário "real" que constato a 17 de Junho de 2015 é ser demasiado optimista!

Talvez o facto de Jesus estar no Sporting tenha mudado um pouco a estratégia do nosso clube e "quiçá" apareça alguém de nome sonante para reforçar a defesa ou o ataque, mas será sempre alguém pontual que virá somar algo e não revolucionar toda uma linha estratégica delineada há muitos meses.

Não nos iludamos com o que os media contam e contarão nas próximas semanas.

O Benfica de 2015/2016 esta fechado a 90% e não andará longe de:

1. Júlio César
2. Ederson (ex Rio Ave e ex formação do Benfica)
3. Paulo Lopes (ou sobe Varela da equipa B)

4. Maxi ou defesa direito novo a contratar ou jogador que sobe da equipa B
5. Silvio se conseguirmos mais um empréstimo do Atletico de Madrid
6. Eliseu
7. Marçal ou defesa esquerdo a contratar ou jogador que sobe da equipa B

8 Lindelof (sobe da equipa B)
9. Lisandro
10. Jardel ou outro novo jogador caso se confirme a venda para o Fenerbache
11. Luisao


12.  Cristante
13. Samaris
14. Fejsa
15. Mukhtar
16. Pizzi
17. João Teixeira (sobe da equipa B)


18. Gonçalo Guedes (sobe da equipa B)
19. Salvio
20. Diego Lopes (ex Rio Ave e ex formação no Benfica)
21. Taarabt
22. Carcela-Gonzales
23 Novo extremo a contratar ou alguem que sobe da equipa B


24. Avançado novo a contratar 
25. Jonas
26. Johnattan (sobe da equipa B)
27. Hassan

Com esta equipa o Benfica tem de atacar o tri, o apuramento para os oitavos da champions, a Taça de Portugal, a Super Taça e a Taça da Liga.

Sabendo que podemos encaixar algo substancialmente acima de 100M de euros com vendas de jogadores, a chave do nosso sucesso pode estar dependente dessas próximas 2-3 contratações que podem ser apresentados até dia 2 de Julho ou até ao dia 31 de Agosto, tomando como exemplo as épocas transactas.

E aqui, começa aquela equação muito perigosa em cada defeso que é a expectativa e resultado.


O importante é continuar a ser muito competitivo, mas a verdade é que á data de hoje e a 15 dias de iniciar a época, o Benfica deixa indicações que voltará a ter um plantel mais fraco do que qualquer um dos outros que iniciaram as 6 ultimas épocas com Jorge Jesus e isso nao bate certo com as palavras do nosso presidente na apresentação de Rui Vitória. 

Luis Filipe Vieira disse que Rui Vitória ia ter exactamente as mesmas condições que o seu antecessor e até agora isso não é verdade, mas nem perto!

E depois não nos podemos admirar que os resultados sejam semelhantes aos que Jorge Jesus fez nos três anos em que não ganhou nada. 

Uma coisa eu sei...

Se Rui Vitória e o Benfica ganharem a Super Taça no dia 9 de Agosto, o nosso treinador já levará no currículo 1 Taça de Portugal e 1 Super Taça - exactamente o que Jesus ganhou em mais de 25 anos de carreira, nessas duas competições!

Força Rui Vitória

Força Benfica 




sexta-feira, 5 de junho de 2015

Crucificar Jorge Jesus? Criticar Luis Filipe Vieira? Endeusar Bruno de Carvalho? Porquê?




1. Jorge Jesus


A verdade é que Jorge Jesus decidiu de forma livre mudar a sua vida para outro clube.

O outro clube é, só por acaso, o clube do seu coração e a julgar pelos media recebe um prémio de assinatura no valor de 5M e um ordenado bruto de 6M, ou seja 3,2M líquidos anuais.

Mais, o seu clube de coração deu-lhe poder total para mandar em todo o futebol nos próximos 3 anos, deu ainda garantias que não necessitam de vender ninguém este ano e ainda têm dinheiro para investir em novas contratações neste defeso e nos próximos dois.

Mais, o seu ex clube decidiu por varias razoes que a ele não lhe dizem respeito desinvestir na sua equipa e "aconselhou-o" a apostar na prata da casa, com ordenado igual ou inferior ao que tinha recebido nos últimos 5 anos.

Tudo isto são razões mais que suficientes para Jorge Jesus decidir tranquilamente com base no projecto desportivo sportinguista, no seu ordenado e prémios bem como no investimento prometido na sua nova equipa.

Tudo o resto são "fait divers" dramáticos que não interessam a ninguém.

Eu, que achei que Jorge Jesus deveria ficar no Benfica nos próximos dois anos, estou tão calmo quanto de todas as outras 4 vezes que o queria despedir contra a vontade do meu presidente.

Em Maio de 2010, Luís Filipe Vieira foi "apanhado" por um amigo meu aos berros no estádio da luz com uma primeira chantagem de Jorge Jesus.

O nosso então treinador recebia algo como 800 000€ ano + prémios e porque foi campeão, ameaçou ir para o FCPorto se o Benfica não lhe pagasse 4M.

Ligaram-me no exacto momento em que Luís Filipe Vieira dizia que esse valor era "impossível" e eu "em directo" quase ouvia os gritos do nosso presidente pelo telefone desse meu amigo.

Nesse momento pensei que Luís Filipe Vieira nunca iria aceitar essa chantagem, mas a verdade é que aceitou e com medo que Jorge Jesus fosse para o FCPorto em cada ano que passou, manteve-o  como seu treinador no verão de 2011, no verão de 2012 e no verão de 2013, sempre contra minha vontade.

Eu bem sei que Jorge Jesus é hoje o melhor treinador da nossa Liga, seguramente o mais bem pago, mas não consigo ficar triste com a sua saída, mesmo que isso signifique "perder a hipótese de conquistar o tri".

Ricardo Araújo Pereira disse ontem que não ter Jorge Jesus como treinador do Benfica é um "erro histórico" e eu até posso concordar tal como foi um "erro histórico" quando Vilarinho não apostou em Mourinho.

São "erros históricos" que a História se encarregará de julgar - passe a expressão - mas logo veremos se perdemos ou ganhamos o "tri" em Maio 2016, mas se o presidente acha que a estrutura ganha campeonatos, está muito enganado e aí concordo com o que Ricardo disse ontem á TVI 

A verdade é que Jorge Jesus decidiu em liberdade e com base na razão - prémio e ordenados - e com base no coração verde e no seu "amor" pelo Sporting.

O que Jorge Jesus não teve foi carácter para ajudar quem sempre apostou nele, numa altura em que aparentemente Luís Filipe Vieira mais precisaria.

A pergunta que se faz é muito clara...

Alguém esperaria outra coisa de Jorge Jesus?

Tem tanto de bom treinador como de mau carácter e a verdade é que tem vindo a cultivar e a aprimorar cada uma dessas duas características da sua vida.

Nunca por nunca seria condenável que fosse treinar o seu clube de sempre, mas exigia-se dignidade, amizade, respeito e solidariedade para com Luís Filipe Vieira. Se não pelo Benfica, pelo menos por Luís Filipe Vieira que o segurou sozinho durante 2 anos - pelo menos -  e nem isso Jorge Jesus fez.

Faltou-lhe a coragem para falar abertamente com Luís Filipe Vieira sobre o que se passaria.

Para terminar este primeiro ponto, umas palavras para os que dizem que Jorge Jesus decidiu mal em ir treinar o Sporting porque o clube de Alvalade tem "muito pior" equipa que o Benfica.

Eu não quero entrar em comparações até porque os planteis não estão fechados para a próxima época mas eu não acho que Cedric, Paulo Oliveira, Wiliam Carvalho, Adrien, João Mário, Carrillo, Slimani, Montero, Carlos Mane ou outros assim tão maus jogadores, pelo contrário.

Partindo do principio que Jorge Jesus impõe dinâmicas colectivas que favorecem as prestações individuais, não me espantaria que todos estes jogadores subissem em muito o seu desempenho pessoal, valorizando-se e muito nos próximos anos.

A ser verdade que o Sporting irá investir em contratações sonantes para culminar uma ou outra lacuna, o plantel leonino ficará obviamente muito forte e foi também com base nessa análise - que Sporting tem já um plantel forte - que Jorge Jesus tomou a sua decisão e isso não tem nada de criticável, pelo contrário.

Vamos saber ter calma na análise e deixar os nervosismos e a má educação para os outros.

No Benfica, as respostas são dadas em campo e vamos ter muitos jogos para ganhar, empatar ou perder contra Jorge Jesus nos próximos anos.

Deixemos as histerias de lado e vamos seguir a nossa vida com respeito e com ainda mais vontade de conquistar títulos.

A Jorge Jesus desejo-lhe a pior sorte desportiva no seu novo clube.

Pessoalmente nada tenho contra ele, como também nunca tive a seu favor em todos estes 6 anos que foi o nosso treinador, mas seria incapaz de lhe desejar algo de negativo na sua vida pessoal ou familiar.



2. Benfica e Luís Filipe Vieira


O Benfica está neste momento á procura do treinador ideal para a sua nova estratégia e na minha opinião deverá fazê-lo com base na crença de Luís Filipe Vieira.

Eu e muitos benfiquistas temos a opinião que Marco Silva é o treinador certo para abraçar este novo projecto, mas a verdade é que a nossa opinião vale e deverá valer zero.

Quem tem que decidir e arriscar é Luís Filipe Vieira e eu acredito 100% no seu bom senso.

É com o novo treinador que Luís Filipe Vieira e a estrutura do futebol irão trabalhar e eu e os benfiquistas vamos continuar a torcer por fora sem nenhum contacto directo ora com a estrutura ora com o treinador.

Se Luís Filipe Vieira quiser contratar Rui Vitoria, esse passa automaticamente a ser o meu treinador e não acho que o presidente deva sucumbir a pressões.

Se a sua crença é em Rui Vitoria, será nesse nome que devemos todos acreditar.

A ultima vez que Luís Filipe Vieira decidiu contra sua vontade - contratação de Quique Flores - foi o que se viu.

Prefiro que Luís Filipe Vieira escolha o que ele acredita ser melhor para o Benfica, do que saber que o meu presidente decidiu com base na "vontade popular", mesmo que essa vontade seja também a minha.

O Benfica neste momento tem de entender que o cenário do futebol em Portugal mudou com este "volte face" dado pelo Sporting e o favoritismo na vitoria da liga passa agora a ser dividido por três clubes de forma igual.

Hoje, Benfica, Sporting e FC Porto tem 33,33% de hipóteses de ser campeões - os sportinguistas acham até que o "tri" será seguramente deles daqui a três anos, tal a euforia generalizada á volta da contratação de Jorge Jesus - e o Benfica tem de ser muito humilde na análise das vendas e contratações.

Agora há que construir um plantel com base na equipa campeã, há que dispensar bem, contratar melhor e apenas vender o que representa um enorme negocio para o nosso clube.

Com cabeça, podemos continuar fortes e deixar que esta estrutura prove a Jorge Jesus que afinal também tinha uma quota parte de importância nos sucessos do Benfica!

O nosso presidente parece que neste momento definiu um novo paradigma para os últimos 18 meses da sua gestão neste mandato.

Se a BTV, o museu, o centro de estágios do Seixal, o estádio e outras obras estão prontas e com isso o normal endividamento, a ideia do presidente é tentar poder fazer mais no futebol e nas modalidades, mas com menos dinheiro.

Provavelmente será reduzido grande parte dos ordenados com emprestados, vendendo ou terminando a relação contratual com muitos destes jogadores, será reduzido os salários do plantel principal e equipa B, provavelmente não se irão investir cerca de 30M por ano em contratações como se tem verificado nos últimos anos e muito provavelmente o Benfica terá mesmo que apostar nos jovens que têm vindo a ser formados no Seixal ou que temos contratado noutras paragens.

A ideia de Luís Filipe Vieira será seguramente continuar a ganhar, gastando menos, mas isso talvez não seja possível e ele tem de estar preparado para a hipótese de abdicar desses títulos, para terminar o mandato com menos passivo e com contas mais equilibradas.

Esta é uma decisão que não pode ser criticada, mas que abre a discussão sobre dois pontos essenciais:

- Quererá Luís Filipe Vieira recandidatar-se a mais um mandato de 4 anos?

- Caso queira recandidatar-se, será que a maneira como deixou fugir Jorge Jesus para o Sporting - num processo sem culpas, mas onde ele era o "dono do dossier" - e este aparente desinvestimento no futebol, influenciarão os resultados dessas eleições?

É muito cedo para falar, mas muito se joga nos próximos 12 meses.

Num momento em que o Benfica está a pagar prémios a equipas técnicas e jogadores de futebol, voleibol, basket e hóquei pelas conquistas dos títulos que tanto nos alegram, a folha salarial aumenta e o perfil do novo treinador está definido e anunciado publicamente.

Luís Filipe Vieira falou de alguém com "carácter, ambicioso e comprometido com o Benfica!"

Disse ainda que quer alguém "ganhador que não tenha medo de apostar nos miúdos e que seja capaz de construir um projecto integrado desde a formação"

Não existem neste momento nenhumas duvidas que todas as palavras do presidente apontam para o perfil de Rui Vitoria e para esse menor investimento no futebol, mas também não podem haver nenhumas duvidas sobre as dificuldades que vamos ter sem Jorge Jesus.

Se o ano passado sobrevivemos a todas as vendas com a mestria, liderança e a estabilidade de cinco anos com o mesmo timoneiro, hoje isso não existe e seja quem for que entre terá muitas dificuldades em fazer esquecer o nosso ex treinador, especialmente nos primeiros 18 meses - por acaso exactamente a altura em que se irá para eleições.

E isso leva-me a outra questão importante na vida da semana benfiquista.

Amanhã acaba o prazo para os sócios pagarem as quotas em atraso antes da recontagem de segunda-feira, 8 de Junho.

Com tudo o que se passou nas ultimas 48 horas, deduzo que poucas pessoas se tenham sequer lembrado da obrigatoriedade de pagar essas quotas em atraso, antes da renumeração de segunda-feira.

Há quem diga que o Benfica pode perder 80 000 sócios e isso significa um rombo muito grande neste importante projecto que Luís Filipe Vieira lançou como prioritário há muitos anos.

Os 300 000 sócios são agora uma miragem e com sorte teremos 200 000 pagantes na próxima segunda-feira, mas ninguém acredita que isso será ainda possível.

E isso é fundamental porque só com uma família completamente unida, compenetrada e dedicada temos alguma hipótese de continuar a vencer.

Criticar Luís Filipe Vieira porque foi ultrapassado pelos acontecimentos desta semana é algo que não faz o menor sentido.

Algum dia saberemos a verdade e o que fez Jorge Jesus não aparecer no almoço marcado com Luís Filipe Vieira de quarta-feira, o que fez Jorge Jesus não atender nenhuma chamada durante essa tarde ou o que fez Jorge Jesus fechar completamente a porta ao Benfica sem o comunicar cordialmente ao nosso presidente.

Seja o que for que aconteceu - proposta de ordenado muito abaixo do que Jorge Jesus exigia, proposta ou obrigatoriedade de gerir o plantel do Benfica com prata da casa, desinvestimento em contratações,  descrença no projecto desportivo, cansaço do projecto Benfica - um dia Luis Filipe Vieira e/ou Jorge Jesus falarão sobre esta situação.

Agora não há os pró Jesus e os contra Jesus, porque Jesus está no banco dum adversário directo.

Agora não deve haver os pró Vieira ou os contra Vieira, porque para isso haverá tempo daqui a 18 meses quando chegarem as eleições.

Agora temos que convencer todos os sócios a pagar as quotas, a assinar a BTV, a pagar os Red Pass para a próxima época e a estarem unidos á volta do clube, como estavam há duas semanas com a conquista do bi campeonato.

Ainda há uma final de futsal para disputar e depois temos de preparar-nos para o mais longo verão da nossa vida recente e quanto mais unidos estivermos, melhor !


3. Bruno de Carvalho / Sporting


Bruno de Carvalho acabou de receber dinheiro fresco dum empréstimo obrigacionista que só vence daqui a 3 anos.

Alem desse dinheiro, parece que há investidores africanos milionários que estão a investir no clube em troca de participação na SAD.

Alem disso, Bruno de Carvalho acha que com Jorge Jesus a mandar no futebol e com as hostes leoninas entusiasmadas com a conquista heróica da Taça de Portugal, haverá uma excitação tão grande nos sócios que se venderão mais "game box", que se conseguirá finalmente pagar o pavilhão e que se irá em 3 anos conquistar muitos títulos e valorizar muitos jogadores que serão vendidos por milhões que servirão para pagar o empréstimo obrigacionista e ajudar na reestruturação financeira do clube.

Não há aqui nada de genial, mas há claramente uma estratégia que pode vir a resultar e que pode colocar o Sporting no lugar de "grande candidato a tudo" como era há algumas décadas e a confrontar o poder Porto / Benfica dos últimos anos.

Jorge Jesus é hoje um muito melhor treinador que era há 6 anos no Benfica e é alguém profundamente conhecedor de todos os cantos do futebol benfiquista, dos nossos jogadores e estava a par de todos os dossiers da formação e da prospecção.

Aliás, ele e toda a equipa técnica que muito provavelmente seguirá com ele para Alvalade.

Quer se queira quer não, esta é uma vantagem competitiva enorme que Jesus leva para Alvalade.

Quase como ter um espião dentro do Benfica que agora passará a levar todo esse "know how" para Alvalade e isso é algo que eventualmente até pode ser mais perigoso que a vantagem enorme que terá em todos os jogos contra o Benfica.

Ganhar ao Sporting de Jorge Jesus será uma missão complicada em todos os jogos desta próxima época e teremos que estar humildemente preparados para isso.

Tirando todas estas situações técnicas do futebol táctico, há uma outra questão muito importante no panorama desportivo nacional.

Se em 2018 vamos dividir o bolo das transmissões televisivas num formato de centralização dos direitos televisivos, vamos ter que obviamente basear esses critérios nos últimos títulos desportivos e não desportivos.

Ora, se o Sporting se intrometer nos títulos nos próximos 3 anos, terá mais hipóteses de fazer subir a parada para o seu lado, mesmo estando fora do processo negocial liderado pela Liga e por Domingos Soares Oliveira.

Tudo isto para dizer que a aposta estratégica na contratação milionária de Jorge Jesus é uma jogada de mestre e que o Benfica e FC Porto terão de responder de forma muito forte.

Para terminar umas poucas palavras para a maneira como despediram Marco Silva alegando justa causa - deplorável, miserável e revelando que por muito boas que sejam as ideias e estratégias, a educação e ética nunca estarão naquela casa enquanto Bruno de Carvalho mandar por aqueles lados.



4. FC Porto

Pinto da Costa obviamente que entendeu que a sua estratégia de colocar Jorge Jesus fora do Benfica e desejavelmente no estrangeiro, foi apenas parcialmente cumprida.

Agora o Benfica e Sporting estão obviamente de costas voltadas como ele gosta de ver, mas com o
Sporting muito mais forte.


Será muito interessante ver como Pinto da Costa responderá a esta forte ofensiva sportinguista, mas também terá que investir e dar a Lopetegui - ou outro qualquer se miraculosamente aparece uma proposta para o espanhol - todas as condições para poder voltar a ganhar títulos que fogem desde o milagre envenenado de Kelvin.



5. Mercado 

Que comece a silly season de Junho/Julho/Agosto mas penso que este ano não terá nada de silly e será muito interessante acompanhar todas as movimentações do mercado até 31 de Agosto.

Se conseguimos aguentar Matic e Enzo Perez até Janeiro de 2014 e 2015 respectivamente era muito importante fazer um esforço para fazer o mesmo com Gaitan.

O Benfica vendeu Cancelo, pode vender alguns dos tradicionais suplentes - Ola John, Sulejmani, Benito, Derley ou André Almeida - pode vender alguns dos emprestados - Farina, Sidney, Djuricic, Funes Mori, Bebe ou Ivan Cavaleiro - e assim encaixar alguns milhões.

Sabendo que Salvio estará lesionado nos primeiros meses da época, sabendo que teremos novo treinador, novos métodos, sabendo que temos uma champions para jogar e passar para os oitavos de final, manter Gaitan até Dezembro seria muito, muito importante, mas como todos sabemos quem manda nessa questão é o mercado!


Força Benfica