sexta-feira, 7 de Novembro de 2014

A "máfia do costume"

1. Nos últimos dias - semanas até - assistimos a vários episódios que nos lembram que a "máfia do costume" não muda muito, no que ao futebol diz respeito.

Primeiro, foi o Sporting a ser roubado de maneira escandalosa na champions league, depois de ter jogado com 10 jogadores mais de metade do jogo na Alemanha.

Recuperou de 3-1 para 3-3 e depois perde o jogo num penalti inventado pelo "inútil" arbitro de baliza que apenas serve exactamente para dar mais garantias á tal máfia do costume.

Aliás esta semana no Estádio da Luz voltamos a testemunhar a inutilidade dos árbitros de baliza tanto a favor do Mónaco como a nosso favor.

E quem é essa máfia do costume na UEFA?

Não sei exactamente quem são, mas alguns deles vi-os no lounge VIP em Turim umas horas depois do escândalo que foi a arbitragem do jogo Benfica vs Sevilha.

Nessa mesma manhã e porque os aviões estavam todos atrasados vi-me forçado a partilhar no mesmo local, algum tempo e energia com essa máfia europeia, ou seja, o presidente da federação espanhola de futebol, que é um dos chefes dos árbitros europeus, bem como mais uns quantos delegados engravatados da UEFA.

Nessa manha ouvi o presidente da federação espanhola responder a um delegado que se mostrava preocupado com a "roubalheira escandalosa" que assolou a equipa encarnada, afirmando (o espanhol) que "com a champions a ocupar a agenda na próxima semana, ninguém iria falar mais da Liga Europa"

E teve razão... Se nem em Portugal se falou desse escândalo de arbitragem, imaginem no que se falaria no resto da Europa...

Com ele estavam os engravatados de vários países que mandam no nosso futebol. Uma máfia controlada pelo maquiavélico Platini que abomina tudo o que mexe do lado português...

Aliás, ainda a semana passada voltou a dizer que Ronaldo não deve ganhar a bola de ouro como melhor do mundo, mesmo estando a bater todos os recordes estatísticos da liga espanhola e liga dos campeões, que ganhou com o Real Madrid.

Dizer que em ano de mundial o melhor do mundo deve ser um jogador da equipa campeã do mundo é dar um atestado de burrice ao mundo.

Para ele, em ano de mundial, apenas contam os 30 dias do mundial. Incrível.

Os jogos da champions e das melhores ligas do mundo que se jogam nos outros 10 meses do ano não contam para nada. Maravilhoso!

A verdade é que o Sporting foi roubadíssimo contra Shalke e apenas Jorge Jesus mostrou na altura alguma solidariedade institucional e patriótica com o clube de Alvalade.

Eu não tenho simpatia pelo Sporting, mas se estamos no domínio da roubalheira contra Portugal, eu vou estar do lado nacional contra a "máfia do costume" porque nós próprios já fomos prejudicados nesta champions league e na liga Europa do ano passado.




2. Seguindo para Portugal, a novela "Benfica, FCPorto, Liga e Luís Duque" é patética.

O que nos mostra é que a "máfia do costume" existe e o nosso presidente faz parte dela.

Não estou a falar de prostitutas ou de corrupção nos árbitros, ou de lobby para colocar os árbitros em internacionais tendo como troca  favores desses mesmos árbitros.

Estou a falar doutro tipo de "máfia".

E essa máfia vem sempre como consequência - em qualquer organização - dos "anos que se está envolvido no negocio"

Luís Filipe Vieira está no futebol há mais de 20 anos e foi nessa base de "homem do futebol" que Luís Filipe Vieira esteve nas reuniões viabilizando uma solução para a Liga. E a verdade é que é exactamente como homem do futebol que ele actuou com os seus amigos de há muitos anos. 

Eu não quero falar no que não sei e não vou opinar sobre teorias da conspiração que lemos nos blogs, ouvimos nos cafés ou até nas bancadas do nosso estádio.

Basicamente fala-se em ajudar o Oliveirinha, salvando também o projecto da Benfica TV.

Ou seja, a liga na prática, vale zero. Depois do encomendado Fernando Gomes estar na sua presidência, passou-se disciplina e justiça para a FPF e mudando-se Fernando Gomes para a Federação, a liga é meramente figurativa.

No entanto, os direitos televisivos da Liga não são meramente figurativos e pelo contrario, são importantíssimos!

Ora, se Benfica TV é hoje a maior ameaça ao status quo desta "máfia do costume", seria importante atacar a Benfica TV. Como? Pensando nos tais direitos centralizados.

Para o Benfica se safar desta ideia tem que haver acordos, tem que haver cedências de parte a parte e parece-me que foi isto que Luís Filipe Vieira fez...

Disse António Oliveira no programa "Trio de Ataque" que é o seu irmão que faz a nomeação de Luís Duque e que foi o presidente do Estoril a comandar a parte legal da nomeação.

Disse muitas outras coisas, ia dizer muito mais mas o comentador sportinguista estava com vontade de interrompê-lo e poupou-nos infelizmente a outras informações que seriam úteis conhecer.

Então com este acordo Benfica / FCPorto e "Oliveirinha" diz-se que a Benfica TV tem os seus direitos salvaguardados nos próximos anos.

Ponto positivo.

"Fala-se" que a Benfica TV está incluída no pacote da Sport TV África e quem paga esse pacote de desporto nalguns países africanos terá também o canal do Benfica.

Ponto positivo porque provavelmente chegamos a mais pessoas no imediato; ponto negativo porque perdemos a hipótese de começar a criar a nossa própria rede de distribuição num mercado importante que aliás já temos força e estratégia para andar pelo nosso próprio pé.

"Diz-se" que com este acordo, a Benfica TV não vai apresentar proposta para concorrer ao pacote de 125 jogos anuais da Champions League e a quase 150 jogos da Liga Europa deixando caminho aberto para a Sport TV apresentar o preço que quiser.

Os últimos números gastos pela Sport TV a comprar estes direitos são na ordem do 8M/ano.

Se o Benfica oferecesse 15M/Ano por 3 anos muito provavelmente conseguiria estes direitos para a BTV e arrumaria definitivamente o Sport TV.

Se temos 300 000 assinantes a 9,99€, com os direitos da Champions o Benfica passaria facilmente para 400 000 assinantes e até poderia subir o preço de 9,99€ para 12,99€ mensais o que daria 62M/ano fora publicidade, pay per view, internet, etc...

Enfim, eu sou pouco de valorizar "diz que disse" mas cá estaremos para ver as cenas dos próximos capítulo.

Uma coisa é certa:  Luís Duque é o presidente da Liga.

Luís Duque é o novo presidente da Liga e isso representa apenas uma coisa - a "máfia do costume" está viva e protege se a si própria.

Este Luis Duque é, como se diz nas bancadas da bola, em vários estádios nacionais, um "chulo do futebol". Eu nao sei bem o que isto significa mas como o analiso seria algo como serve-se do futebol e não serve em nada o futebol. 

Há quem lhe chame "profissional duma indústria altamente especializada".

Sim é verdade mas as suas especificidades vêm de compadrio, influências, lobbies "dos mesmos para os mesmos".

O que vai fazer Luís Duque para a Liga, ainda por cima de forma gratuita?

Só pode ser o testa de ferro de alguém. Só poderá estar lá a mando de alguém e com agenda própria.

Agora que o Masterplan de Pinto da costa está completo com a FPF a mandar em tudo - Fernando Gomes é outro profissional altamente especializado - e com todos os poderes aí colocados,  a Liga apenas conta para os direitos de televisão, uns patrocinadores e pouco mais.

Então como colocar Luís Filipe Vieira e Sporting a passarem por palhaços?

Colocando Luís Duque na presidência da liga. 

Primeiro porque para alguns benfiquistas, isso é um atentado ao nosso clube e vêem logo uma aliança com o FC Porto e depois porque é uma autêntica provocação ao Sporting.

Matam-se três coelhos com uma cajadada:

1) Provoca-se desestabilização no Benfica
2) Goza-se literalmente com o Sporting
3) Serve-se o chefe de tudo isto, o grande Oliveirinha!

Quem ganha? A máfia do costume.

Oliveirinha e Pinto da Costa bem podem estar a celebrar outro genial plano que deu certo....




3. Entretanto outra máfia do costume, atacou de novo. Desta vez, os educados e civilizados adeptos vimaranenses vieram com faças atacar adeptos do Sporting!

Eu facas nunca tinha visto, mas murros, estaladas e pontapés vi naquela cidade antes e especialmente depois de jogos contra o Benfica.

Aliás, até escrevi sobre este "caso Guimarães" num texto anterior e uma estanha cumplicidade entre a máfia do costume das claques e a máfia do costume da PSP da cidade berço.

Em vez de se protegerem os cidadãos (seja de que clube for) protege-se sempre quem violentamente agride quem tiver cores de outro clube no corpo!

Uma vergonha!

Não sei quem são e quantos serão, mas dão muito má fama a uma cidade que ama futebol e tem dos adeptos mais fiéis e numerosos depois dos três grandes.

Nem a cidade merece, nem o clube merece, nem Rui Vitória merece, nem nenhum adepto contrário merece ir com medo ver um jogo a Guimarães. 

Como sempre nestes casos, que se punam os culpados e que se retire a onda de generalização de culpa para todos os outros adeptos que só querem ver futebol e apoiar a sua equipa.




4. Para terminar com mais "máfia do costume" é inadmissível que Jorge Jesus não esteja no Top 10 dos melhores treinadores de 2014.

Inadmissível, e não é por ser treinador do Benfica. 

Quem me lê sabe que não morro de Amores pelo homem, mas ganhar 4 títulos nacionais - Liga, Taça de Portugal, Taça da Liga e Super Taça - e ir a uma final europeia que perde nos penaltis e sendo roubado durante o jogo é digno de estar neste Top 10.

Vejo 3 nomes que fizeram muito pior que Jorge Jesus.

Primeiro Mourinho!

Depois de ter estado num ano mau em Madrid, começa pior a sua aventura em Londres. Zero títulos!

Segundo Klinsmann!

Este alemão ganhou ao Gana no mundial. Também Paulo Bento!

Este alemão perdeu com Alemanha. Também Paulo Bento.

Este alemão empatou com Paulo Bento.

Este alemão é eliminado nos oitavos de final do mundial com um
Score de 1 vitoria, 1 empate e 2 derrotas. Top 10? Por favor...

Terceiro António Conte!

Conte é campeão italiano. Parabéns.

Mas perdeu uma Liga Europa sendo eliminado em casa contra uma equipa encarnada que jogou com 10 jogadores maior parte do tempo e sabendo que a final seria em sua casa. Prémio?

Fazer parte do Top 10 de melhores treinadores do mundo. Inaceitável!

Não sei como não está Scolari neste Top 10...

Enfim, ao menos que se dê o prémio a quem o merece ganhar - Diego Símeone.




5. Antes, e muito mas muito mais importante, temos duas saídas fundamentais com Nacional da Madeira e Académica nas próximas duas jornadas.

Se a "máfia do costume" aparecer como apareceu em Braga, os jogos complicam-se e muito.

Se essa máfia ficar quietinha e se a nossa equipa jogar um pouco mais que o que fez com Rio Ave e Mónaco - ou jogando o mesmo e ganhando - damos passe de gigante para cimentar a nossa dianteira na liga!

Força Benfica


quinta-feira, 25 de Setembro de 2014

Em semana de Sporting vs FCPorto, não se deve repetir uma mentira várias vezes, a ver se a transformam em verdade!


No domingo passado o Benfica ficou isolado no primeiro lugar da classificação da liga portuguesa de futebol.


E está em primeiro lugar isolado, com 4 vitórias e um empate, porque foi a única equipa que pontuou até agora 13 pontos.



Com erros e virtudes o Benfica chega á quinta jornada como líder isolado da liga.


Primeiro dizer que esta classificação é totalmente merecida.

Segundo dizer que estar 2 pontos á frente ou 5 pontos atrás, vale neste momento o mesmo.

O FCPorto tinha 5 pontos de avanço do Benfica no início do ultimo campeonato e depois ficou em terceiro lugar a 13 pontos do primeiro e a 6 pontos do segundo.

O que isto quer dizer é que todos vamos perder pontos e uma vez mais esta Liga só vai ser resolvida nos últimos 2/3 jogos.

Abomino qualquer tipo de celebração sem sentido ou despropositada, nesta altura.

É óbvio que celebrámos o empate do FCPorto contra o Boavista como celebrámos o empate do Sporting em casa contra o Belenenses, como portistas e sportinguistas vão celebrar algum empate caseiro que vamos obviamente ceder.

E esse empate não aconteceu no ultimo domingo, porque Eliseu resolveu num remate o que não estávamos a conseguir resolver com jogadas de ataque que invariavelmente acabavam mal decididas pelos nossos avançados.

Eu ouvi e li varias pessoas criticarem a nossa primeira parte - e sim é verdade que fomos lentos, previsíveis e monótonos - mas a verdade é que até á expulsão do jogador do Moreirense a equipa de Moreira de Cónegos foi exemplar em organização táctica e em união á volta do objectivo que tinham definido, que seria empatar no Estádio da Luz.

E isto é importante que se sublinhe porque a maneira como o Moreirense pressionou o Benfica na saída de bola na nossa defesa por várias vezes, mostrou coragem, atitude e confiança, mas não foi só aí que o Moreirense jogou bem. Foi em todo o campo.

Agora não vamos confundir uma boa prestação até á expulsão, com um favorecimento arbitral a nosso favor.

Não costumo ver todos os programas de análise da nossa televisão mas há uns que acabo por ver em diferido na internet e no domingo fiquei estupefacto com os argumentos de Miguel Guedes no "Trio de Ataque".

Para que conste, eu gosto do Miguel Guedes.

Temos, em muitas coisas da nossa vida, muito mais a unir-nos que a separar-nos, mas no futebol ou na análise futebolística temos praticamente tudo a dividir-nos.

Com o respeito que tenho por ele e tendo em conta a sua inteligência, fiquei surpreendido com algumas das suas palavras que não foram prontamente contrariadas por outro amigo de nome João Gobern.

Dizia Miguel Guedes com ar muito provocativo e acusador que o Benfica jogou 5 jogos e foi beneficiado em 3 terminando com um enigmático "assim vai o nosso futebol"...

Ou seja, segundo parece,  o FCPorto foi prejudicado em Guimarães - até ser prejudicado em Guimarães como nós o fomos em Setembro de 2010 com o Olegário Benquerença ainda vai ter que jogar mais 50 jogos na cidade berço - e o Benfica parece que foi beneficiado no Bessa.

Sim, estas parecem ser as conclusões importantes do inicio de campeonato mas daí até o Benfica ser beneficiado em Setúbal e em casa contra o Moreirense concluindo que "assim vai o nosso futebol" é algo mentiroso e que merecia resposta.

Em Setúbal o Benfica ganhou 5-0 e há um fora de jogo milimétrico que foi prejudicial ao Vitória. Sim, é verdade.

A bola entrou apesar do jogo estar parado antes e foi mal anulado até porque os árbitros têm mesmo que se habituar a aplicar a lei que no fora de jogo diz que "em caso de duvida deve beneficiar se o ataque"

A questão é que na semana passada em Setúbal o Benfica mostrou que é muito (ou foi) superior ao Setúbal e com golo anulado na primeira parte ao Vitória (que faria o 1-1) o Benfica ganharia sempre o jogo.

Eu não sei e o Miguel Guedes também não sabe o que aconteceria mas a verdade é que num resultado de 5-0 discutir e dar a entender que esse fora de jogo mostra como "vai o futebol em Portugal" é algo cruel, malicioso e obviamente enganoso.

Se passado uma semana diz que não viu o penalti contra o Moreirense  quando estava 0-1 numa clara bola na mão que não foi marcado, "porque a BTV estava aos soluços" tem outro problema.

Se a "BTV estava aos soluços" é porque o Miguel Guedes estava a ver o jogo num daqueles canais ilegais que passam o canal na internet.

E para quem tem um historial de defesa dos direitos dos artistas - e não só - é só por si algo muito errado e grave. Se o faz, pelo menos cala-se e não o assume, porque não lhe fica bem.

Mais valia dizer que viu o jogo num café ou hotel publico e que no lance do penalti estava distraído, no telefone ou até na casa de banho.

E isto porque o penalti foi tão óbvio que ele não teria problema em assumir que o arbitro errou prejudicando o Benfica. Ele apontou o minuto desse pénalti e sei que vai ver o lance nalgum momento esta semana. A verdade é que estava 0-1 e nessa altura um penalti não assinalado tem influencia directa no resultado. 

Aliás, tem não, pode ter porque mais uma vez nunca sabemos o que se passaria em penaltis não assinalados.

Depois o defesa do Moreirense faz uma falta grave e perigosa a Talisca que o árbitro assinala e dá o merecido segundo amarelo, expulsando o jogador da equipa visitante.

Até aqui tudo bem, com prejuízo claro do Benfica por causa do penalti claro não assinalado.

No final do jogo, com o resultado em  2-1 e com o Moreirense reduzido a 10 elementos há uma pretensa falta do defesa sobre Lima.

Não foi penalti.

Aliás escrevi logo uma mensagem a um amigo que estava no estádio confirmando-o. Não era penalti.

O arbitro para mim errou, apesar de haver jornais que dizem o contrário, mas eu nao vi o contacto. 

Conclusão é que Lima marcou o terceiro golo do Benfica, numa falta que não deveria ter acontecido aos 82 minutos.

Então é com este panorama, que Miguel Guedes afirma que o Benfica em 5 jogos foi beneficiado em 3?

E ninguém lhe responde?

Eu conheço os seus poderes argumentativos mas neste caso não é intelectualmente aceitável que diga isso, porque se em Setúbal o resultado foi 5-0 e o fora de jogo aconteceu ainda na primeira parte, no domingo no Estádio da Luz o Benfica é beneficiado dum penalti no fim do jogo quando já ganhava 2-1 e quando o mesmo arbitro não marcou um penalti quando está o resultado em 0-1.

Acho mesmo que não vale a pena estarmos a inflamar a Liga com frases que não servem para nada, nesta fase.

Vamos resumir a história da Liga a um erro a favor do Guimarães, prejudicando o FCPorto e um erro a favor do Benfica prejudicando o Boavista. Ok tudo bem!

Tudo o resto é inventar onde não há espaço ou argumentos para inventar.

"Ah, e Miguel Guedes se não queres ver o Benfica estás no teu direito, mas se recebes um ordenado da televisão pública para comentar jogos da nossa Liga onde o Benfica também joga, perde lá o orgulho e paga os 9,99€ da BTV, porque andares a ver o canal que transmite os jogos aos soluços é mau, pouco profissional e ilegal. Ainda vês todos os jogos ingleses, no melhor campeonato do mundo... O teu colega comentador do FC Porto Guilherme Aguiar disse no programa  Dia Seguinte "mas eu já disse que tenho a Benfica Tv. Aliás, já tive..." e não tem nenhum problema. Pelo Contrário!"

Sexta-feira há um clássico que nada vai decidir mas que seria importante que o FCPorto não ganhasse.

No sábado, no complicado campo do Estoril o Benfica joga para defender o primeiro lugar. Não gosto muito de jogar contra o Couceiro mas não há outra hipótese que não seja ganhar este jogo e receber o Arouca depois do jogo em Leverkusen ainda no primeiro lugar.

Assim todos o desejamos, mas esta é a típica jornada com "ratoeira", porque todos pensam em ganhar ao Estoril e ganhar pontos a Sporting e/ou FC Porto e eu apenas me preocupo em ganhar ao Estoril. Esse é o jogo da semana e muito, muito difícil!

Força Benfica


sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Mourinho, Jesus e Domingos Soares Oliveira a marcarem a agenda do dia!

1. Hoje, a 48 horas do jogo contra o Moreirense, tomam destaque na vida do nosso clube duas entrevistas. Uma de José Mourinho, respondendo a Jorge Jesus no "caso Talisca" e a entrevista de Domingos Soares Oliveira ao Diário Económico falando das contas do Benfica e do relatório que saiu há 2 dias da época 2013-2014.

Começando pela entrevista de José Mourinho que acabei de ver na íntegra, acho que não devemos tomar as palavras dele como de guerra aberta a Jorge Jesus mas mais como algo de "quem não se sente não é filho de boa gente"

José Mourinho diz que conhecia Talisca, que desde 2012 tinha o jogador "debaixo de olho" e temos que encarar essa afirmação como verdadeira. Qual é o problema?

Volta a reconhecer méritos na estrutura de observação do Benfica e basicamente começa a conversa "Talisca" chateado, aborrecido e desiludido porque na opinião dele a primeira vez que falou do jogador brasileiro foi em tom elogioso para com o Benfica, mostrando felicidade pela compra do jogador pelo nosso clube e muito triste como a mensagem chegou a Jorge Jesus.

Aliás ele começa a conversa a falar "em falta de inteligência" dos interlocutores - ou seja Jorge Jesus - porque na opinião de Mourinho a conversa Talisca era sempre em tom elogioso e não uma provocação. 

Diz ele que "apesar de talvez o ter dito de um modo um bocadinho implícito e quando se fala em implícito há pessoas curtas que não atingem, que só conseguem interpretar o claramente explícito, digo que quando uma equipa detecta bons talentos e tem a capacidade de conseguir esses talentos ganhando corridas com potenciais oponentes é claramente um elogio"

E diz mais. Retirado do jornal A Bola, está em baixo transcrito as suas palavras:

"O Benfica, vou ser mais explicito para os menos inteligentes perceberem claramente, tem boa estrutura de observação, com gente que conheço bem, tem um presidente ´chapeau´, por ter essa capacidade de dar ao treinador bons plantéis e bons jogadores. Não gostei de um colega de profissão ter duvidado das minhas palavras. Mas fico contente por perceber que ele lê Alexander Dumas, ao contrário de mim. Limito-me a ler, quando posso, a gramática portuguesa, para um dia não me acusarem de andar aos pontapés com ela. Parece que é íntimo com o D´Artagnan, ele anda a ler Dumas. Eu limito-me à minha identidade. Não leio Dumas. Tenho uma vida diferente, um nível cultural diferente, procuro educar-me e procuro um dia não ser acusado de andar aos pontapés ou de andar a agredir a pobre da gramática".

Mourinho diz que o Chelsea já segue Talisca há dois anos e que o Benfica ficou bem servido com o médio brasileiro:

"O Chelsea desde 2012 que seguia dois jogadores: o Talisca e o Mario Pasalic. E como nós o Benfica e de certeza muitos outros clubes. O Benfica conseguiu contratar um excelente jogador. Ótimo para o Benfica, para o futebol português e para o rapaz, que foi para um clube gigante".

Eu vi a entrevista toda e conhecendo Mourinho como nós o conhecemos,  não gostou (obviamente) que Jorge Jesus tenha dito numa conferencia de imprensa da UEFA - não da Liga Portuguesa - que Mourinho estava a mentir e que nunca tinha visto Talisca na vida.

Esta conversa de D'Artagnan é complicar o fácil, porque o que Jorge Jesus quis dizer é que Mourinho nunca tinha visto Talisca porque só Jesus é que vê os jogos do Brasileirão ás 2am...

Tudo isto é escusado e claro que a resposta de Mourinho apareceu e só quem não o conhece poderia pensar que ele não daria a resposta adequada.

Ninguém - repito ninguém - de forte personalidade deixa que outro alguém ouse chamar mentiroso (seja em que tópico for) sem  ter resposta. 

Muita sorte teve o Jorge Jesus em ter uma resposta numa entrevista da TVI 24 quando Jorge Jesus usou o palco da UEFA para responder dessa maneira.

Então que conclusão temos que retirar destas manobras?

Culpar José Mourinho atacando-o sem piedade? Não porque eu não quero saber absolutamente nada do Mourinho que treina o Chelsea e a quem desejo sorte.

Culpar Jorge Jesus porque mais uma vez anda a falar do que não sabe? Não porque é escusado e não vale a pena ter uma conversa normal com Jorge Jesus, porque só ele tem razão.

Eu ouvi as primeiras declarações de Mourinho a falar de Talisca e porque se calhar sou mais inteligente que Jorge Jesus considerei-as logo, como elogiosas.

Fiquei espantado quando vi a reposta de Jorge Jesus e agora fico feliz porque o nosso treinador tenta dar a volta ao que disse falando na conferencia de hoje. Disse ele:

"Volto a dizer que eles, clubes ingleses, conheciam tanto o Talisca como eu conhecia o d`Artagnan. Normalmente as equipas inglesas contratam o produto final por 30 ou 50 milhões. Os jogadores têm de ser internacionais"

"Não falei do clube do Zé, tenho uma boa relação com ele. Não é agora por causa do Talisca… Tenho muito orgulho na minha carreira como treinador, comecei de baixo e sempre a pensar pela minha cabeça. O pai do Zé já fez parte da minha equipa técnica. Não gostei quando houve aquela polémica entre ele e Ronaldo. São portugueses, eu também sou português. Por mim as coisas acabam aqui. Não vamos arranjar polémicas, não as quero até para bem do futebol português. Ele está em Inglaterra e eu estou em Portugal"


Ou seja o nosso treinador, começa a conferencia de imprensa a dizer a mesma frase que disse antes, mostrando que é teimoso, que é casmurro e que não quer perder por nada, nenhuma guerra, nem que seja de palavras. 

Depois atenua a discussão, diz que não falou do clube do "Zé" ou seja, ele está a querer dizer que os clubes ingleses nao conheciam o Talisca, mas retira o clube do "Zé" da equação, apesar da pergunta lhe ter sido feita especificamente sobre as declarações de Jose Mourinho.

Por mais que eu queira proteger o meu treinador e saber que o meu treinador é sempre o melhor treinador do mundo, há coisas que ele se deveria limitar a fazer e não inventar "sound-bytes" que não são as sua especialidade. 

Teve Mourinho bem a falar da gramática? Não,  teve mal. Muito mal. Porque leva a conversa para tons arrogantes que não eram necessários. Bastava defender se dizendo a sorrir que realmente teve interessado no jogador e ponto final. 

A classe dos grandes vê-se nestes pormenores e pelos vistos Mourinho falhou na forma como o disse e nalgum conteúdo. 

Como também falhou quando disse que :

"Lembro-me de uma coisa que no outro dia discutimos durante o estágio, com os nossos jogadores brasileiros, em especial com o Oscar, que jogou a final do Mundial sub-20 contra Portugal. Eu perguntava-lhe: quantos brasileiros dessa equipa é que já foram internacionais A? Ele começou a contar e chegou aos oito, mais dois ou três, como o Neymar, que tinham idade para estar no Mundial mas já estavam na selecção principal. Portanto, estamos a falar de dez ou onze jogadores para a selecção A. Depois fiz a mesma pergunta ao Rui e ao Silvino: quantos portugueses chegaram à selecção A. E o Oscar perguntava: onde é que anda aquele rapaz muito rápido que jogava lá na frente, o Oliveira? E eu nem lhe soube responder onde é que andava o Oliveira... Só lhe soube dizer que esteve no Europeu há dois anos, e que agora não sei onde anda.


Aqueles que dizem que encontram jogadores no Chiado, e em Chelas, e que fazem deles os melhores do mundo, que agarrem nestes miúdos e façam deles os grandes craques. Porque, principalmente para quem está fora, é triste ver Portugal, neste momento, a não conseguir ganhar à Albânia"

Apesar de eu achar que Mourinho pode ter obviamente preocupações com o futuro da nossa selecção e com o futuro dos nossos jogadores e da sua passagem das selecções jovens para a Selecção A, no dia e no contexto em que as profere, está mais uma vez a atacar Jorge Jesus, do nada...

Para finalizar este assunto, eu vi realmente a entrevista dum Mourinho calmo, sereno, mas desiludido com Jorge Jesus e mostrou-o. 

Jesus tentou apaziguar hoje na sua conferencia e de alguma maneira, conseguiu-o. 

Fim de polémica. 


-------------------------------------------------------------------------------------


2. Em relação à entrevista de Domingos Soares Oliveira que se pode ler no Diário Económico aqui e aqui  eu tenho a dizer que me pareceu muito sereno, maduro e justificando o que tem que justificar, com linguagem simples e acessível. 

Falou de muitos assuntos importantes e de forma muito directa, sem fugir a nenhuma questão. 

Eu acho que todos que se interessam pelo universo benfiquista deviam ler a entrevista mas eu vou apenas fazer um copy paste do que me pareceu mais interessante.

Primeiro ressalvar que o Benfica teve receitas de 204 milhões de euros o que é um recorde absoluto de qualquer equipa portuguesa e isso é de louvar. Este numero, segundo Domingos Soares Oliveira tem a ver com as receitas de jogadores e da BTV, mas não só.

Diz ainda que o facto de termos ganho tudo, menos Liga Europa fez crescer a massa salarial, especialmente em prémios para jogadores e equipa técnica, o que é algo muito interessante e que poucas vezes pensamos.

Se por hipótese, ganharmos todos os títulos em todas as modalidades isso será uma gigante dor de cabeça para as contas que terão um aumento da massa salarial que terá que ser compensado de alguma maneira nalgum outro lado com a receita. Muito interessante este dualidade entre custo e proveito desportivo. 

Ficam aqui partes da entrevista:

Os empréstimos obrigacionistas que estão a vencer vão ser renovados?


Depende daquilo que seja o diálogo com as entidades gestoras desses fundos. Até aqui tem havido interesse no chamado ‘revolving', pois os detentores das obrigações ganham dinheiro e para o Benfica é uma fonte de financiamento. Como é sabido há alterações na estrutura de gestão do Novo Banco, nos próximos dias por certo iremos conversar, mas não temos qualquer preocupação sobre esse assunto - se a entidade mantiver a ideia de que é um investimento interessante estaremos disponíveis para o ‘revolving'; caso contrário liquidaremos esses obrigacionistas.



O Espírito Santo Liquidez tem linhas de obrigações do Benfica, no valor de 67,7 milhões, a vencer em Outubro e Dezembro: como vai amortizar esses casos?



Temos posição de caixa confortável, porque o conjunto de vendas do ano passado permite posição forte de tesouraria e olhar para o ano em curso de forma equilibrada, não há necessidades adicionais de financiamento, gerimos bem as coisas com os intercalares da parte da banca portuguesa. Se for preciso um reembolso em Outubro será feito; caso se considere um novo mecanismo de financiamento não há problema. 


(...) Entende-se que o modelo de desenvolvimento do Benfica necessita de investimento constante na compra de jogadores, isto é, deixámos o cimento (estádio, academia e Benfica TV) e passámos para as pernas, algo que tem de ser renovado. Muitas vezes olha-se para as contas dos clubes e, como no caso do Benfica, diz-se que o passivo aumentou, mas ninguém refere que o activo cresceu muito mais. Procuram-se ‘sound bytes' e nunca ouvi um comentador falar em activos, seja do Benfica ou de outros clubes. Isso tem de mudar, pois as pessoas devem perceber que esta é uma indústria séria com temas sérios e só assim se justifica que, num país em crise, numa Europa em crise, este clube passasse da facturação de 40 milhões, em termos consolidados, há 10 anos para superar este ano os 200 milhões


Fechar o Benfica Stars Fund era inevitável?

 (...) Podíamos deixá-lo chegar ao fim sem renovação e os diversos detentores de unidades de participação ficavam com activos do fundo - jogadores e posição de caixa - e não quisemos que passes como o de Gaitán estivessem repartido por nós e sete ou oito entidades, não seria gerível. Restava a opção de comprar as unidades de participação por preços razoáveis e, ao pagar 28 milhões, não significa que estejamos a valorizar os passes nesse montante. Os passes correspondem a oito milhões e tudo o resto é liquidez e contas a receber que o Fundo tem. 


A BTV teve receitas brutas de 28,1 milhões. Os custos estão perto dos nove milhões como há um ano?

Não houve grandes variações. A estrutura de custos tem a ver com pessoal e compra de conteúdos, pois a produção de jogos, mesmo com imagens de helicóptero, não custa mais de 20 mil euros. A estrutura de pessoal não se modificou, mesmo o lançamento do segundo canal fez-se sem mais pessoal e não houve compra de conteúdos adicionais. Perdemos o Brasileirão, mas talvez venhamos a ter outros conteúdos internacionais interessantes. Logo no primeiro ano, a BTV teve resultados que esperávamos, batendo a proposta da PPTV/Olivedesportos. Não queremos fazer concorrência, mas ir buscar conteúdos que nos permitam pagar com receita adicional que só pode vir por mais assinaturas ou aumento do valor, algo que não está previsto.


Como disse antes, a entrevista deve ser lida com calma e depois ouviremos as explicações mais detalhadas na próxima sexta feira em assembleia geral mas ficámos a saber que não temos que renovar os empréstimos obrigacionistas. Podem ser ou não renovados que o Benfica não deixa de funcionar e não deixará de ter tesouraria durante a época.

Ficámos a saber que depois de Estádio, Academia, Benfica TV (e museu acrescento eu) o Benfica está agora preparado para apenas investir em jogadores (ou pernas como referiu Domingos Soares Oliveira), ficámos a saber que a BTV está de boa saúde financeira e pode ainda dar mais receitas e soubemos de forma muito clara os valores e as razões de termos fechado Benfica Stars Fund.

Agora só falta mesmo ganhar ao Moreirense, que obviamente é muito mais importante que qualquer fait divers do Mourinho e Jorge Jesus ou até da (grande) entrevista que Domingos Soares Oliveira deu ao Diário Económico.

Força Benfica



quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

Os aplausos e os erros infantis

Ontem escrevi que "qualquer outro resultado que não seja ganhar, pode começar a hipotecar desde já uma passagem aos oitavos de final" e a verdade é que perdendo, estamos já a fazer contas ao primeiro jogo.

O Benfica perdeu em casa contra o Zenit que não jogando muito bem, fez o que se faz nestes jogos - marcou e controlou.

E marcou duas vezes o que lhe deu ainda mais controlo, especialmente a jogar contra 10.

Neste momento os 10 pontos que o Benfica tem de fazer para garantir o apuramento estão muito complicados de alcançar, mas não é impossível passar com 7 ou com 9 pontos neste grupo e por isso tudo está ainda em aberto.

O que fica na retina do jogo de ontem e de uma derrota caseira que não pode acontecer em alta competição depois de termos experiência internacional acumulada nos últimos 5 anos, é que os aplausos finais atenuaram todos os erros que aconteceram na primeira parte.

Eu dividia esses aplausos e os erros em duas partes.

Não vamos atenuar os erros e vamos pelo contrário, amplificá-los...

O que aconteceu no primeiro golo de Hulk - seja de quem for a culpa - é pura incompetência.

Conhecer Hulk muito bem e depois deixar o avançado aparecer sozinho para marcar um golo fácil é brincar com a sorte.

Depois, deixar que Danny se isole daquela maneira é ser no mínimo naif e ver Artur fazer o que fez é digno de jogo de infantis.

Eu que vi o jogo contra o mesmo Zenit da Youth League umas horas antes, não vi ninguém (dos dois lados) fazer infantilidades destas.

Então para que servem as palmas no final do jogo, quando existem erros crassos que poêm em perigo toda a estratégia de apuramento para os oitavos de final da champions?

As palmas que eu não bati porque não estava no estádio e que bateria de pé se lá estivesse, significam apenas duas coisas..

A primeira de todas é que o publico "Ama o Benfica" como também entoavam as claques ao mesmo tempo que batiam as palmas e quis mostrar esse Amor ao clube o que é de louvar. 

A segunda razão é que nós premiamos o esforço da segunda parte - mais com coração que com razão -  especialmente sabendo que estamos a jogar contra uma boa equipa e apenas com 10 jogadores, mas não aceitamos mais erros infantis como aconteceram na primeira parte.

E não aceitamos porque não são aceitáveis numa equipa que se quer experiente, evoluída, matreira e a jogar a champions league pelo quinto ano consecutivo. 

Aliás os aplausos foram fortes e foram seguidos por todos os adeptos que lá estão, porque os adeptos que foram ao estádio são os profissionais que nunca abandonam o Benfica.

A verdade é que independentemente dos aplausos, tanto poderíamos ter marcado o 2-1 por várias vezes como poderíamos ter sofrido o 3-0 outras tantas vezes, durante a segunda parte. O jogo foi aberto e tudo poderia ter acontecido.  

Diz Jorge Jesus que a equipa sentiu os aplausos e vai nos retribuir com exibições, vontade e vitórias - não foram estas palavras, mas foram estas as ideias - apesar dele não especificar se essas vitórias serão contra o Moreirense ou contra o Bayer Leverkusen.

E a razão por que não especificou é porque obviamente ele não sabe o que vai acontecer em cada um dos próximos jogos, mas eu sei...

Sei que o Benfica tem de lutar contra tudo e todos para ser campeão nacional.

Sei que o objectivo principal do Benfica é ser campeão .

Sei que o Benfica só passa esta fase da champions se Julio Cesar der realmente uma segurança diferente da que Artur mostrou e tem mostrado contra equipas mais difíceis, se os defesas centrais acertarem finalmente as marcações, se Lima tiver um apoio eficaz na frente e se o nosso meio campo começar finalmente a jogar de olhos fechados e quando todos souberem exactamente o que têm que fazer. 

Até lá vamos focar 100% no campeonato porque essa é a nossa guerra e é aí que temos que focar.

Por isso os aplausos dos poucos adeptos que foram ao Estádio da Luz queriam dizer que domingo cá estaremos para ganhar os 3 pontos contra o Moreirense e para ganhar muitos outros pontos fundamentais para o objectivo maior da época - ser campeão. 

Se conseguirmos estarmos matematicamente vivos no dia 9 de Dezembro quando recebermos o Bayer Leverkusen na ultima jornada da prova, tudo será possível mas para isso acontecer temos que ir buscar pelo menos 6 pontos nos próximos 4 jogos porque se formos buscar só 4 pontos em 4 jogos, pode ser que nem os 3 do Bayer Leverkusen sirvam para o apuramento.

Agora, levantar o moral e ganhar ao Moreirense que era e continua a ser o jogo mais importante da semana.

Força Benfica